por: Viagem e Gastronomia Viagem e Gastronomia

Seychelles reabre suas ilhas paradisíacas para turistas do mundo todo

Não é necessário estar vacinado nem fazer quarentena para viajar para o destino no nordeste de Madagascar

Ouvir notícia

As Ilhas Seychelles, arquipélago africano formado por 115 ilhas no Oceano Índico, reabrem suas fronteiras para visitantes do mundo todo a partir de 25 de março. Independente de estarem vacinados ou não, turistas estrangeiros precisam apenas apresentar um teste PCR negativo feito 72 horas antes do embarque para entrarem no país e curtirem as localizações paradisíacas sem maiores preocupações.

Com as novas diretrizes, não há mais exigência de quarentena nem restrição de mobilidade dos viajantes após a entrada nas ilhas, assim como não há mais necessidade de permanência mínima nos estabelecimentos locais no momento da chegada. A partir da data estipulada, os turistas podem acessar as áreas comuns dos hotéis, que incluem piscinas, spas, bares e clubes infantis.

Nas ilhas e resorts, porém, os viajantes ainda terão que aderir às medidas de saúde pública praticadas em razão da pandemia, como distanciamento social, uso de máscaras e higienização das mãos com álcool gel. A única exceção à reabertura é a África do Sul: visitantes do país ainda estão proibidos de entrar nas ilhas.

Leia mais

lhas Seychelles, um paraíso do outro (lado do) mundo
Seychelles, um dos destinos mais paradisíacos do mundo
Conheça os destinos abertos a viajantes vacinados contra a Covid-19
Quando poderemos viajar de férias novamente? Especialistas respondem

Paradisíaca Seychelles reabre aos turistas (foto: Daniela Filomeno)

O anúncio foi feito pelo Ministro de Relações Exteriores e Turismo de Seychelles, Sylvestre Radegonde, no final da semana passada. Segundo o ministro, a decisão de reabertura é possível graças ao sucesso da campanha de vacinação no arquipélago, que começou em janeiro, e visa também a retomada da economia local. “Chegamos ao ponto em que abrir ainda mais nossas fronteiras representa um passo importante para a nossa recuperação econômica”, alegou Radegonde.

A economia de Seychelles é baseada principalmente no turismo (foto: Daniela Filomeno)

A nação insular com menos de 100 mil habitantes pretende se tornar a primeira a vacinar toda a sua população, algo possível após a doação de 50 mil doses do governo dos Emirados Árabes Unidos. O presidente Wavel Ramkalawan espera que mais de 70% dos cidadãos estejam vacinados até meados deste mês.

A economia de Seychelles é baseada principalmente no turismo, com praias de uma areia branca e fina, envoltas por amplas matas e de frente para um mar com tons de turquesa, o que confere um ar de exclusividade aos viajantes. Para o turista moderno, as ilhas representam um local de fuga e reconexão com a natureza, sendo as principais delas Mahé, Praslin e La Digue.

Veja também:
Resort Office: para trabalhar com conforto em ambientes de trabalho
Conheça os destinos abertos a viajantes vacinados contra a Covid-19
Quando poderemos viajar novamente? Especialistas respondem! 

Mais Recentes da CNN