Descubra quais países já estão recebendo turistas internacionais

Veja lista de destinos que estão abertos para turistas e seus diferentes níveis de restrições

Praça das Armas, em Lima, no Peru
Praça das Armas, em Lima, no Peru (Foto: Getty Images)

Nota do Editor – A CNN Travel atualizará este artigo periodicamente. Aconselhamos que, antes de fazer qualquer plano de viagem internacional, consulte os avisos de viagem específicos de seu próprio país e do país para onde deseja viajar.

(CNN) – O mundo já registra a impressionante marca de 142 milhões de casos de Covid-19. E, apesar do avanço da vacinação, ela é extremamente desigual, com alguns países em ritmo bastante lento enquanto outros estão prestes a concluir seus programas. Isso tudo impacta a circulação das pessoas entre os países e os planos para viajar.

O surgimento de variantes em regiões específicas do globo também tem impactado os programas de restrição e muitos países podem mudar suas regras a qualquer momento, seja sobre quem pode entrar em seus domínios ou como as pessoas devem circular dentro do território. Os turistas autorizados a entrar podem ter que aderir a toques de recolher ou serem obrigados a usar máscara sob pena de tomar multas ou até serem preso caso desrespeitem os protocolos.

É preciso prestar atenção às orientações dos países que deseja visitar, mas também às obrigações do país de origem. No caso do Brasil, os testes de Covid-19 são obrigatórios. A atualização das obrigações a quem viaja ao Brasil, seja nativo ou estrangeiro, são disponibilizadas no site do Ministério das Relações Exteriores http://www.portalconsular.itamaraty.gov.br/. 

Vale lembrar que mesmo pessoas vacinadas podem transmitir o vírus, dependendo do tipo e periodização da vacina. Confira a lista em ordem alfabética de países e territórios que estão abrindo lentamente as fronteiras:

Leia mais: 
Grécia abre suas portas para turistas vacinados contra a Covid-19
Malta pagará até R$ 1.350 para turistas vacinados visitarem as ilhas do país
Veja os destinos abertos a viajantes vacinados contra a Covid-19
Devo viajar? Especialistas orientam sobre o que considerar durante a pandemia

África do Sul
Um dos destinos mais populares da África foi reaberto para cidadãos americanos. Você precisa de um resultado negativo de PCR ou sorologia para Covid-19 obtido 72 horas antes da partida para entrar. Mais: https://za.usembassy.gov/covid-19-information-2/.

Anguilla
Antes de desfrutar de lugares como o Malliouhana Resort, em Anguilla, você deve solicitar o acesso à ilha e ser aprovado. Antes de iniciar o processo, é obrigatório ler sobre os extensos requisitos de teste da Covid-19, incluindo o tipo específico de teste que você deve fazer, bem como quarentenas obrigatórias e contratação de seguro. Mais detalhes: escape.ivisitanguilla.com.

Antígua e Barbuda
Viajantes com 12 anos ou mais que pretendem ir de avião para Antígua e Barbuda devem apresentar um resultado negativo do teste Covid-19-RT-PCR feito dentro de sete dias antes do voo. Os visitantes estão sujeitos ao monitoramento de autoridades de saúde por 14 dias e outro teste Covid-19 pode ser necessário, o que pode significar quarentena enquanto se espera o resultado. Mais informações: https://covid19.gov.ag/pdf-post/travel-advisory/.

Armênia
Da capital histórica Yerevan aos parques nacionais selvagens, a Armênia está aberta a muitos turistas internacionais. No ano passado, o país travou uma breve guerra contra o Azerbaijão, mas um tratado de paz foi assinado em novembro.

Para visitar o local, você deve ter um resultado negativo de teste Covid-19 feito dentro de 72 horas após a chegada, ou fazer um teste na chegada por cerca de US$40. É necessário se isolar até conseguir o resultado. Mais informações: https://www.gov.am/en/covid-travel-restrictions/

Bahamas
Visitantes com 11 anos ou mais devem apresentar teste PCR negativo no máximo cinco dias antes da chegada. Assim que obtiver o resultado negativo, você pode solicitar um Bahamas Travel Health Visa, onde você pode optar pelo seguro saúde Covid-19. Você também deve fazer um teste rápido no quinto dia de sua estadia, a menos que vá embora antes disso. As informações estão aqui: https://www.bahamas.com/tourism-reopening.

Barbados
Novos protocolos começarão no dia 8 de maio, mas até lá, todos os viajantes devem preencher um formulário de viagem online e enviá-lo 24 horas antes da partida. Você deve apresentar um resultado de teste PCR Covid-19 negativo válido até 72 horas após a chegada. Todos os viajantes devem fazer um teste rápido de antígeno na chegada. Também é necessário fazer quarentena de no mínimo 5 noites num hotel ou resort aprovado até obter um segundo teste e o resultado também for negativo. Também é necessário o uso de uma pulseira de rastreamento eletrônico. https://www.visitbarbados.org/covid-19-travel-guidelines-2020

Belize
Para entrar no país, conhecido por passeios de mergulho e pela sua selva, você deve baixar o Belize Health App e inserir suas informações no máximo 72 horas antes de chegar. Você pode trazer um cartão oficial da vacina indicando que foi vacinado pelo menos duas semanas antes da chegada. Caso contrário, faça um teste de PCR em até 96 horas após a chegada, ou seja, testado assim que desembarcar a um custo de US$ 50. Mais informações: Belize Tourism Board https://belizetourismboard.org/

Bermudas
A ilha do Atlântico exige que cada passageiro que chegue com 10 anos ou mais solicite autorização de viagem ao custo de US$ 75 por adulto e US$ 30 para tripulantes de voo e crianças de até 9 anos. Na chegada, os passageiros devem apresentar um resultado negativo do teste PCR Covid-19 feito no máximo cinco dias antes da partida. Você será testado novamente no aeroporto e colocado em quarentena enquanto espera pelos resultados. Mais testes serão solicitados a cada quatro, oito ou 14 dias, caso permaneça por esses períodos ou mais do que isso.

Bolívia
O país sul-americano sem litoral, mas com paisagens extremamente variadas, permite entrada de visitantes que tenham feito teste de Covid-19 e apresentam resultado negativo em até 72 horas antes da partida. Os viajantes devem ficar em quarentena por, pelo menos, 10 dias após a chegada e fornecer uma declaração de onde ficarão hospedados.

Todos os viajantes devem fazer um segundo teste RT-PCR uma semana após a chegada, por conta própria. Os exames de saúde são realizados nos aeroportos e os viajantes não-residentes permanentes na Bolívia devem ter seguro saúde com cobertura para Covid-19. As fronteiras aéreas estão abertas, mas a alteração das regras em relação às fronteiras secas pode dificultar ou impossibilitar a entrada ou saída da Bolívia por via terrestre.

Bósnia e Herzegovina
Os viajantes podem entrar na Bósnia e Herzegovina, conhecida pela cosmopolita Sarajevo e por seus belos lagos, com um resultado negativo do teste PCR Covid-19 com pelo menos 48 horas de antecedência. http://www.granpol.gov.ba/Content/Read/74?title=Covid-19

Botswana
Os viajantes podem entrar neste safári favorito com um resultado negativo do teste PCR de Covid-19 feito no máximo 72 horas antes da partida. Se você não fornecer os resultados do teste ou mostrar sintomas de coronavírus, terá que ficar em quarentena por 14 dias às suas próprias custas.

Colômbia
Os passageiros que chegam à Colômbia devem ter um resultado negativo de um teste PCR Covid-19 feito no máximo 96 horas antes da partida. É necessário fazer um teste na chegada e cumprir a quarentena enquanto espera pelo resultado negativo ou entrar em isolamento obrigatório por 14 dias.

Coreia do Sul
Os visitantes da Coreia do Sul devem fornecer um resultado negativo do teste PCR Covid-19 obtido em até 72 horas antes da partida. Os viajantes também devem ficar em quarentena por 14 dias após a chegada, mesmo com um teste negativo ou vacinação completa. Você também deve se submeter a exames de saúde e baixar um aplicativo de diagnóstico com relatórios diários. Mais: https://kr.usembassy.gov/022420-covid-19-information/.

Curaçao (Foto: Getty Images)
Willemstad, Curaçao (Foto: Getty Images)

Costa Rica
Os visitantes devem preencher um formulário de “passaporte de saúde”, mas não são obrigados a fazer um teste PCR Covid-19 ou quarentena. Você deve ter um comprovante de seguro médico de viagem, que pode ser obtido na Costa Rica. Mais detalhes https://www.visitcostarica.com/en/costa-rica/planning-your-trip/entry-requirements

Croácia
A Croácia está mais uma vez aberta aos viajantes a lazer, mas os requisitos para acesso estão mais rígidos do que anteriormente e variam de acordo com o seu país de origem. Em comum é requerido um resultado negativo de teste de PCR Covid-19 com resultado negativo feito em mais de 48 horas após a chegada ou fazer um teste imediato de PCR e isolar-se até obter um resultado negativo.

Também é pedido comprovante de acomodação pago antecipadamente e integralmente. Ou seja, só a reserva não é suficiente. Mais detalhes: mup.gov.hr.

Dominica
A ilha do Caribe Oriental está aberta para todos os viajantes que apresentarem um resultado de teste PCR Covid-19 negativo, registrado entre 24 e 72 horas antes da chegada. Você deve preencher um formulário eletrônico de Imigração e Alfândega através do portal 24 horas antes de viajar. Outros protocolos de viagem dependem de quão “alto risco” é o seu país de origem (veja os detalhes aqui). Mais informações: https://discoverdominica.com/en/home.

Dubai
Role para baixo até o tópico Emirados Árabes Unidos.

Equador
Os viajantes com 3 anos ou mais devem ter prova de um PCR negativo de Covid-19 ou teste rápido de antígeno feito dentro de três dias da chegada para evitar a quarentena. Ou você pode apresentar um cartão de vacinação preenchido. O teste está disponível para aqueles que não chegam com resultado negativo. Você deve se colocar em quarentena em uma instalação aprovada enquanto espera pelos resultados. Os passageiros que chegam ou transitam pelo Brasil precisam se isolar por 10 dias em um hotel credenciado, independentemente dos resultados do teste da Covid. As Ilhas Galápagos têm requisitos de entrada adicionais. Mais informações: https://ec.usembassy.gov/covid-19-information-ecu-2/.

Egito
Os viajantes precisam apresentar um resultado negativo do teste PCR Covid-19 quando chegam ao Egito, feito no máximo 72 horas antes da partida do voo. No entanto, os passageiros que viajam do Japão, China, Tailândia, América do Norte, América do Sul, Canadá, London Heathrow, Paris e Frankfurt podem estender esse período de tempo para até 96 horas, devido aos longos períodos de viagem e trânsito.

Os viajantes devem apresentar cópias em papel; cópias digitais não são aceitas. Crianças menores de 5 anos estão isentas. Pode ser necessário apresentar comprovante de seguro saúde. Você pode viajar para a cidade turística de Sharm el Sheikh, no Mar Vermelho, sem um teste de PCR, mas deve ser testado na chegada e colocado em quarentena até obter um resultado negativo. Detalhes: https://eg.usembassy.gov/u-s-citizen-services/covid-19-information/.

Etiópia
A Etiópia exige que os cidadãos americanos que chegam tenham um atestado médico com um teste PCR Covid-19 negativo antes de embarcar em seu voo com no máximo 120 horas. Há também uma quarentena de sete dias. Antes de viajar para lá, monitore de perto as notícias sobre abusos dos direitos humanos e assassinatos na região norte de Tigray, na fronteira com a Eritreia. Mais informações: ethiopianairlines.com.

Gana
Esta joia cultural da África Ocidental está aberta aos viajantes internacionais que chegam de avião. Você deve ter um resultado negativo em um teste PCR Covid-19 feito no máximo 72 horas antes da partida. Os passageiros que chegam devem fazer um segundo teste que custa US$ 150. Há também uma triagem de temperatura. Outras informações em https://edition.cnn.com/travel/article/ghana-travel-covid-19/index.html.

Geórgia
A Geórgia, que fica nas montanhas do Cáucaso, está recebendo viajantes a lazer que chegam de um número limitado de destinos, incluindo os Estados Unidos e a UE. Pessoas totalmente vacinadas podem entrar com documentação. Caso contrário, você precisará preencher um formulário de inscrição e mostrar resultados negativos de teste PCR Covid-19 feito nas últimas 72 horas. Você precisará fazer um teste de acompanhamento no terceiro dia.

Os passageiros que estiveram no Reino Unido nos últimos 14 dias enfrentam uma quarentena obrigatória de 12 dias, paga por conta própria. Mais: https://ge.usembassy.gov/covid-19-information-on-georgia/.

Granada
Esta ilha caribenha recebe visitantes, mas eles devem fazer o seguinte: Ter seguro saúde que cubra Covid-19; apresentar um resultado de teste PCR Covid-19 negativo em até 72 horas antes da partida (para maiores de 6 anos); solicitar autorização de viagem junto ao Ministério da Saúde; fazer um segundo teste no quinto dia para poder se locomover ou permanecer no hotel pelo resto das férias. Mais detalhes: https://edition.cnn.com/travel/article/grenada-travel-covid-19/index.html.

Guatemala
Pessoas com 10 anos ou mais que entram na Guatemala por via aérea e terrestre devem cumprir uma das três exigências a seguir: 1. Um resultado negativo de um teste PCR Covid-19 ou teste de antígeno feito 72 horas ou menos após a chegada. 2. Provas de vacina Covid-19 concluídas pelo menos duas semanas antes da chegada. 3. Provas de que você teve Covid-19 e se recuperou nos últimos três meses. Você deve preencher um cartão de saúde online. O país não exige quarentena. Os viajantes que estiveram no Reino Unido ou na África do Sul podem ter a entrada negada. Mais detalhes: https://gt.usembassy.gov/alert-covid-19-2/.

Honduras
Viagem para Honduras é permitida com um resultado negativo de PCR Covid-19 ou teste de sorologia. Você também deve preencher um formulário de verificação online. Os viajantes que estiveram no Reino Unido ou na África do Sul estão restritos. Saiba mais: https://hn.usembassy.gov/covid-19-information/.

Ilhas do Caribe holandês
Aruba: Todos os visitantes com 15 anos ou mais devem preencher uma avaliação de saúde e ter um resultado de teste Covid-19 negativo. Você deve preencher um cartão de embarque e desembarque e adquirir o Seguro de Visitantes de Aruba. Residentes da África do Sul e do Brasil não têm permissão para entrar no momento, mas são aconselhados a verificar o site www.aruba.com para atualizações.

Bonaire: Você deve preencher um formulário de declaração de saúde online. Um resultado negativo de um teste Covid-19 é necessário para entrar. Existem requisitos adicionais para viajantes de países considerados de alto risco. Saiba mais sobre os testes e outros detalhes: https://www.bonairecrisis.com/en/qas/qas-travelers/.

Curaçao: Os viajantes de países considerados de baixo risco devem preencher um cartão de localização de passageiros, enquanto os de países de alto risco devem apresentar prova de um resultado negativo do teste PCR Covid-19 obtido dentro de 72 horas antes da viagem. Um toque de recolher está em vigor que restringe as atividades turísticas. Mais informações: https://dicardcuracao.com/portal.

Sint Maarten: um país autônomo dentro do Reino dos Países Baixos, Sint Maarten compartilha uma ilha com a coletividade francesa de Saint-Martin. Possui requisitos de entrada consideravelmente mais rígidos do que as outras ilhas holandesas, com 15 países em sua lista de banidos e muitos outros considerados de alto risco. Mais informações: stmaartenehas.com.

Ilhas Turcas e Caicos
Os visitantes devem preencher um formulário de autorização de viagem e fornecer um resultado negativo do teste PCR Covid-19 obtido dentro de cinco dias da chegada. Crianças menores de 9 anos estão isentas. Os viajantes devem preencher um questionário de saúde online e ter seguro médico de viagem para cobrir quaisquer custos relacionados à Covid-19. Mais informações: https://www.visittci.com/travel-info/turks-and-caicos-coronavirus-covid-19.

Ilhas Virgens Britânicas
Os visitantes precisam de um certificado de viagem que pode ser obtido pelo site do BVI Gateway. Há uma taxa de inscrição de $ 175. Você precisa de um resultado negativo do teste Covid-19 tirado cinco dias ou menos antes da viagem para entrar. Você também fará outro teste na chegada e deverá colocar em quarentena por quatro dias enquanto espera pelos resultados.

Islândia
Os viajantes internacionais totalmente vacinados podem pular a quarentena ao chegar à Islândia e não serão obrigados a apresentar um teste PCR negativo. Os viajantes não vacinados de países da Associação Europeia de Comércio Livre devem fazer um teste Covid na chegada, antes de entrar em quarentena por cinco a seis dias e fazer um segundo teste. Restrições se aplicam a viajantes não vacinados de todos os outros países. Mais informações: https://www.icelandair.com/blog/iceland-is-open-faq/.

Jamaica
A Jamaica exige que você preencha um formulário de autorização de viagem online. Existe a possibilidade de ser testado na chegada. Todos os passageiros com 12 anos ou mais devem enviar resultados negativos de um PCR Covid-19 ou teste de antígeno dentro de três dias da data da viagem. Mais detalhes: https://www.visitjamaica.com/travelauthorization/.

Maldivas
Todos os turistas que chegam às Maldivas com 1 ano ou mais devem ter um resultado negativo para um teste PCR Covid-19 feito dentro de 96 horas após a chegada. Não há quarentena obrigatória.

O país também planeja introduzir um esquema que permitirá aos visitantes combinar as vacinas com as férias (https://edition.cnn.com/travel/article/maldives-offers-vaccines-to-visitors/index.html). Mais: https://www.tourism.gov.mv/covid19.

Marrocos
Este país do Norte da África está aberto apenas para viajantes específicos. Você deve ter reservas em um hotel ou com uma agência de viagens marroquina ou ainda ser convidado por uma empresa marroquina. É necessário apresentar um resultado de teste PCR Covid-19 negativo impresso, obtido 72 horas antes da partida. Espere um exame de saúde. Não há quarentenas obrigatórias em vigor, mas há toques de recolher.

Os voos da Austrália, Brasil, Irlanda, Reino Unido e Nova Zelândia estão suspensos até novo aviso. Detalhes: https://www.visitmorocco.com/en/travel-info/covid-19-news.

México
A fronteira terrestre entre os EUA e o México permanece fechada pelo menos até 21 de abril, mas ainda é possível voar para lá. Não há requisitos de teste para entrar, mas o Departamento de Estado dos EUA lista vários estados a serem evitados por conta do crime organizado. Você pode esperar verificações de temperatura e outras avaliações na chegada. Mais: Embaixada dos EUA.

Montenegro
Este país dos Balcãs está permitindo viajantes com uma das seguintes exigências: 1. Um resultado negativo de um teste PCR Covid-19 emitido por um laboratório registrado com no máximo 72 horas na chegada. 2. Um resultado positivo para anticorpos IgG com menos de 30 dias. 3. Prova de uma segunda dose de vacina recebida há sete dias ou mais. Obtenha mais informações: https://www.ijzcg.me/me/novosti/covid-19-popustanje-mjera-u-medunarodnom-saobracaju.

Namíbia
Os viajantes internacionais podem visitar este país desértico do sul da África, que exige um PCR de Covid-19 negativo ou um teste rápido de antígeno com não mais de sete dias. Se o teste for anterior a esse período, você será testado e colocado em quarentena, tendo que arcar com os custos enquanto aguarda os resultados. Mais informações: https://namibiatourism.com.na/.

Nepal
Os viajantes podem visitar a nação sem litoral do Himalaia. Você precisará de um resultado negativo de um teste de PCR de Covid-19 feito no máximo 72 horas antes da partida ou prova de vacinação completa de Covid-19 para entrar. Você será testado novamente na chegada e deverá ser colocado em quarentena até obter os resultados. Você também precisará de uma prova de que reservou acomodações e um comprovante de seguro de viagem que cubra resgates e tratamento. Os caminhantes e alpinistas têm requisitos especiais, incluindo seguro. Saiba mais: https://np.usembassy.gov/covid-19-information-2/.

Nicarágua
Lar de aventuras vulcânicas, edifícios históricos e praias tropicais, a Nicarágua está aberta. Você deve ter um resultado negativo em um teste de PCR ou sorologia Covid-19. Nenhum prazo é fornecido para quão recente deve ser o teste. Mais: https://ni.usembassy.gov/covid-19-information-2-2-2-2/.

Macedônia do Norte
A Macedônia do Norte está aberta. Nenhum teste é necessário. Não há quarentena, a menos que você esteja chegando da África. Os aeroportos realizam rastreios térmicos para todos os passageiros. Detalhes: http://skp.airports.com.mk/en-EN/media-centre/press-releases/page/tav-macedonia-we-are-reopening-skopje-international-airport-and-ohrid-st-paul-the-apostle-airport-.

Panamá
Um PCR Covid-19 ou teste de antígeno com resultado negativo, feito 48 horas ou menos antes da hora de chegada, é necessário para visitar o Panamá. Se os resultados do teste tiverem mais de 48 horas, você deve fazer um teste rápido Covid-19 no aeroporto. Leia os requisitos detalhados do governo aqui (https://www.visitpanama.com/information/travel-guidelines). Você também deve preencher uma declaração de saúde online. Passageiros de navios de cruzeiro não podem desembarcar no país. Mais informações: https://pa.usembassy.gov/covid-19-information/.

Peru
Viajantes com 12 anos ou mais podem entrar no Peru para turismo com um resultado negativo de um teste PCR Covid-19 ou teste de antígeno ou ainda com atestado médico de alta epidemiológica, todos com no máximo 72 horas. Ainda há uma quarentena de 14 dias na chegada, mas se seu teste de antígeno for negativo depois de entrar no país, você pode suspender a quarentena. Você também deve preencher uma declaração de saúde (https://e-notificacion.migraciones.gob.pe/dj-salud/). Mais detalhes: https://www.lima-airport.com/eng/for-passengers/covid-19-protocol/arrival-protocol.

Quênia
O Quênia está aberto à maioria dos viajantes com um resultado negativo no teste Covid-19 obtido 96 horas ou menos na chegada e que passam por um exame de saúde rigoroso. Uma quarentena de 14 dias às suas próprias custas se aplica a visitantes de Brunei, Kuwait, Tailândia, República Tcheca e Espanha.

Desde 6 de abril, todos os voos de passageiros entre o Quênia e o Reino Unido estão suspensos por no mínimo quatro semanas. A mesma quarentena de 14 dias se aplica aos visitantes do Reino Unido, mas pode ser reduzida para sete dias de se eles forem totalmente vacinados e fornecerem um teste de Covid negativo. Os visitantes de saída devem cumprir o Trusted Travel, protocolo de viagens dos países africanos. Mais informações: https://africacdc.org/trusted-travel/.

República Dominicana
Todos os passageiros devem preencher um formulário eletrônico de entrada ou saída. Os testes de Covid-19 não são necessários – exceto para visitantes do Reino Unido, até 27 de abril – mas as autoridades da República Dominicana farão testes para uma pequena porcentagem de passageiros aleatórios, além de qualquer pessoa que apresentar sintomas.

O Ministério do Turismo da República Dominicana oferece teste de antígeno viral gratuito para todos os visitantes internacionais que se hospedam em hotéis. A Embaixada dos Estados Unidos afirma que os resultados dos testes PCR estão disponíveis em 72 horas, mas podem ser afetados pelo aumento da demanda. Mais informações: https://www.godominicanrepublic.com/newsroom/coronavirus/

Ruanda
Os visitantes de Ruanda devem apresentar um resultado negativo do teste PCR Covid-19, obtido em até 72 horas antes da partida. Eles também devem fazer um segundo teste na chegada, hospedar-se em um hotel e receber seus resultados em um dia. Os parques nacionais estão abertos. Para entrar em um parque, você deve ter um resultado de teste negativo com menos de 72 horas. Informações adicionais: https://www.visitrwanda.com/rwanda-reopens/.

Sérvia
Os viajantes precisam fornecer um resultado negativo do teste PCR Covid-19 feito nas 48 horas anteriores à visita. Viajantes que chegam dos Estados Unidos também têm a opção de apresentar um teste rápido de antígeno. Mais informações: https://rs.usembassy.gov/serbia-covid-19-information/.

Seychelles
Essas ilhas do Oceano Índico estão abertas. Você deve apresentar prova de resultado negativo do teste PCR Covid-19 obtido no máximo 72 horas antes da viagem e ter seguro saúde válido para cobrir os custos relacionados à Covid-19. O status de vacinação não afetará a entrada. Você deve solicitar uma autorização de viagem online (https://seychelles.govtas.com/). Mais informações: https://advisory.seychelles.travel/.

Sri Lanka
ATUALIZAÇÃO: A ilha tropical na costa sudeste da Índia se abriu para todas as nações. Você deve ter um resultado negativo de um teste PCR Covid-19 para entrar, feito dentro de 72 horas partir da data do voo. Você também deve passar por outro teste na chegada. Os visitantes que não foram totalmente vacinados devem permanecer pelo menos 14 dias em um hotel ou resort aprovado. Viajantes totalmente vacinados são livres para deixar o hotel assim que obtiverem um resultado negativo no teste feito na chegada.

São Cristóvão e Nevis
Para visitar, você deve preencher um formulário de autorização de viagem (https://www.knatravelform.kn/) antes da chegada e apresentar um resultado negativo do teste PCR Covid-19 feito 72 horas ou menos antes de você iniciar sua viagem. Você deve permanecer em um hotel aprovado durante os primeiros sete dias.

Você deve fazer outro teste no sétimo dia de sua visita se for ficar mais tempo. Se for negativo, você pode se mover de forma limitada. Para estadias de 14 dias ou mais, um terceiro teste é necessário. As ilhas não estão aceitando testes de PCR para viajantes internacionais e outras categorias de viajantes feitos pelo LabCorp. Informações complementares: https://www.stkittstourism.kn/travel-advisory-update.

Santa Lúcia
Os viajantes com cinco anos ou mais devem apresentar um teste PCR Covid-19 negativo feito cinco dias após a chegada. Os visitantes também devem preencher um formulário de registro de viagem e chegar com uma cópia impressa. Você deve ter confirmado as reservas em uma propriedade certificada pela Covid para a duração da viagem. Mais informações: https://www.stlucia.org/en/covid-19/pre-arrival-form-for-visitors/. 

São Vicente e Granadinas
Os requisitos de entrada variam dependendo do seu país de origem e estão sujeitos a alterações.

Parque Nacional de Amboseli no distrito de Kajiado, na província do vale do Rift. Se estende através da fronteira entre Quênia e Tanzânia (Foto: Getty Images)

Tanzânia
A Tanzânia está aberta aos turistas. Os passageiros que chegam devem preencher um formulário de vigilância médica e fazer um exame de saúde. Você também pode ter que fazer um teste Covid-19 se a companhia aérea com a qual você está voando exigir. Mais informações: https://tz.usembassy.gov/covid-19-information/.

Tailândia
Os viajantes internacionais podem mais uma vez visitar este popular destino asiático. Você deve ter um resultado negativo de um teste PCR Covid-19 com não mais de 72 horas na chegada. A maioria dos viajantes enfrenta uma quarentena obrigatória de 10 dias, mas isso é estendido para 14 dias para países identificados pela Tailândia como tendo variantes do Covid-19. Se você tiver um certificado de vacinação válido e estiver entrando de um país sem variantes Covid-19, isso pode ser reduzido para sete dias. Mais: https://tz.usembassy.gov/covid-19-information/.

Tunísia
Lar de praias ensolaradas do Mediterrâneo e antigas ruínas romanas, a Tunísia está aberta a viajantes – mas esteja ciente de que alguns voos diretos, por exemplo, para o Reino Unido, podem ser suspensos. Você precisa preencher este questionário online antes de chegar. Você precisa de um resultado negativo de um teste de PCR ou sorologia Covid-19 feito no máximo 72 horas antes do início da viagem para entrar. Você também deve ficar em quarentena por cinco dias e, em seguida, fazer um segundo teste. Mais informações: https://tn.usembassy.gov/covid-19-information/. 

Turquia
A Turquia exige que todos os passageiros tenham um resultado de teste Covid-19 negativo 72 horas ou menos antes do voo para entrar. Os passageiros internacionais devem preencher um formulário de entrada e se preparar para serem verificados quanto aos sintomas do coronavírus.

Os voos do Brasil, Reino Unido, Dinamarca e África do Sul para a Turquia estão suspensos. Os viajantes que visitaram esses países nos últimos 10 dias enfrentam uma quarentena obrigatória de duas semanas em acomodações indicadas pelo governo. Mais detalhes: https://www.turkishairlines.com/en-gb/announcements/coronavirus-outbreak/travel-restrictions/.

Uganda
Esta exuberante nação da África Central está aberta a turistas que tenham um resultado negativo no teste PCR de Covid-19 feito no máximo 120 horas antes da partida. Mais informações: https://ug.usembassy.gov/covid-19-information-page/. 

Emirados Árabes Unidos
Todos os visitantes com mais de 12 anos devem ter seguro médico e um teste PCR negativo concluído nas últimas 96 horas por um órgão reconhecido nacionalmente. Você deve mostrar o certificado no check-in, preencher um formulário de declaração de saúde antes da viagem e se registrar no aplicativo COVID-19 DXB. Você também deve ter seguro de viagem.

O protocolo varia de acordo com o local de onde você veio, e os passageiros de alguns países precisam fazer um teste adicional no momento da chegada. No momento em que este artigo foi escrito, a entrada estava sendo recusada a qualquer pessoa que tenha estado na África do Sul ou na Nigéria nos últimos 14 dias.

Zâmbia
Conhecida pelas Cataratas Vitória e pela vida selvagem, a Zâmbia permite a entrada de todos os viajantes internacionais. Você precisará de um resultado negativo do teste Covid-19 feito pelo menos 14 dias antes da chegada. Há uma quarentena obrigatória de 14 dias. Mais: https://zm.usembassy.gov/covid-19-information/.

Países omitidos
Esta é uma lista com curadoria. A CNN Travel omitiu países abertos que tivessem um número muito limitado de viajantes internacionais antes da pandemia, além daqueles com conflitos armados em andamento ou recentes, terrorismo ou crime e agitação. Omitiu também aqueles que impõem tantos requisitos para a entrada que colocam o país fora do alcance da maioria dos viajantes.

Brekke Fletcher, Julia Buckley, Tamara Hardingham-Gill e Marnie Hunter contribuíram para esta reportagem.

(Texto traduzido, clique aqui para ler o original em inglês).