por: Viagem e Gastronomia Viagem e Gastronomia

Novo restaurante Kazuo oferece deliciosa viagem pelos sabores da Ásia

Chef Kazuo Harada retorna a São Paulo com casa que traz seu nome

Ouvir notícia
Rolinho primavera na massa de arroz recheado com carne de porco e cogumelos do novo Kazuo (Foto: Tina Bini)

São Paulo ganhou em julho dois novos endereços para amantes da culinária asiática: a chef Renata Vanzetto abriu o descontraído Miado, que já contamos aqui; e a há também o Kazuo Restaurante, com conceito diferente da casa de Renata, mais requintado, mas os dois um grande presente para a capital paulista.

Restaurante Kazuo oferece pratos frios e quentes de diversos países da Ásia  (Foto: Tina Bini)

Quem lidera o Kazuo é o chef de mesmo nome, Kazuo Harada, que após 7 anos longe de sua cidade natal, volta e deixa claro os motivos do restaurante Mee, no Copacabana Palace, ter ganhado seus principais prêmios enquanto estava sob o seu comando.

Do atendimento na porta até o café na hora de ir embora, o Kazuo Restaurante impressiona na delicadeza e atenção aos mínimos detalhes, mesmo não tendo nem um mês de funcionamento. E se o atendimento já foi encantador no dia da nossa visita, a comida foi deslumbrante.

Não perca a oportunidade de sentar no balcão e pedir o menu-degustação Kazuo (R$ 390). Disponível apenas no jantar, é uma verdadeira viagem por países da Ásia e uma ótima maneira de conhecer alguns dos principais pratos da casa.

Leia mais:
Mais de 20 restaurantes em São Paulo com espaços abertos
Famosa restaurante Cepa se transforma, aos sábados, em Bar do Cepa
Restaurante Naia abre no Jardins e coloca peixes e frutos do mar à mesa
Onde os chefs comem? Com Iná de Abreu, do Mestiço, em São Paulo

Trilogia de bluefin do Kazuo (Foto: Tina Bini)

No menu de dez etapas, vale destacar a trilogia de bluefin (o peixe é considerado o rei dos atuns, de textura macia e amanteigada, parece derreter na boca); a ostra fresca com gema e ovas; o camarão com noz pecan caramelizada e molho de ostra; o spring roll na massa de arroz recheado com carne de porco e cogumelos e a deliciosa panqueca de pato (peking duck), com coxa e sobrecoxa cozidas na própria gordura em baixa temperatura, molho hoisin feito a partir de uma combinação de soja fermentada, alho, condimentos, gergelim, sal e pimenta; acompanhado de alho-poró e panqueca artesanal que o cliente finaliza na mesa. Para arrematar essa viagem gastronômica, um lindo prato com quatro mini delicadas sobremesas fecham com chave de ouro a experiência.

Ostra com gema e ovas do Kazuo (Foto: Tina Bini)

Para quem não é fã de menu-degustação, o cardápio é longo e vai de entradas frias, como o tartare de camarão fresco, maionese de gergelim, ovas de salmão, crispy de camarão com shoyu Kazuo (R$ 64); sushis e sashimis, como o combinado sashimi Kazuo com doze fatias de sashimi ao estilo do chef, feito com a parte mais nobre dos peixes especiais do dia e com vieira (R$ 145); enrolados, como o futomaki spicy tuna com atum, shissô, cebolinha, toban jan e shoyu Kazuo (R$ 56 – oito peças); entradas quentes, como o curry amarelo com frutos do mar e ovas de salmão (R$ 92) ou o tempurá de legumes (R$ 31); e pratos principais, como o pad thai com camarão (R$ 121), a costela de wagyu cozida a baixa temperatura, purê de cabotiá e molho yakiniku (R$ 135) e a merluza grelhada, bok choy, edamame, tempurá de espinafre e molho de missô (R$ 145).

As crianças não ficaram de fora e ganharam as seguintes opções no menu kids: salmão grelhado (R$ 65), filé mignon grelhado (R$ 74) ou peito de frango (R$ 58) com um acompanhamento que pode ser purê de cabotiá, legumes ou arroz basmati.

Os vinhos e saquês também ganham destaque no restaurante. Com uma adega de madeira, ela ocupa uma parede inteira, tendo capacidade para cerca de 180 rótulos e 650 garrafas.

Ambiente do Kazuo (Foto: Tadeu Brunelli)

Outra grande aposta da casa é o bar e sua carta de drinks assinada por Alex Sepulchro, head bartender do premiado SubAstor. Por lá, clássicos da coquetelaria, além dos autorais como o Tokyo Milk Punch (R$ 40), preparado com uva verde, abacaxi, Lillet, vodka, sakê, Monin vanilla, limão siciliano, licor de yuzu e leite integral; o Kazuo Tai (R$ 40) com rum escuro, Monin orgeat, purê de abacaxi, licor umeshu, suco de limão tahiti e licor amaretto; e o Lost in Translation (R$ 40) com whiskey bourbon, sauvignon blanc, vinagre de arroz e uma solução que traz acidez ao coquetel.

Ambiente do bar do Kazuo Restaurante (Foto: Tadeu Brunelli)

Av. Brigadeiro Faria Lima, 2277, Itaim Bibi – São Paulo – SP / Tel.: (11) 3062-5241


Mais Recentes da CNN