por: Viagem e Gastronomia Viagem e Gastronomia

Gastronomia em festa: 15 novos restaurantes de São Paulo

Foodies de plantão podem comemorar: a lista de novos locais incríveis da gastronomia paulistana não para de crescer. Testamos e aprovamos 15 deles. Às dicas!

Ambiente do Boato Bar e Restaurante, que abriu recentemente na concorrida Pedroso Alvarenga, no Itaim
Ambiente do Boato Bar e Restaurante, que abriu recentemente na concorrida Pedroso Alvarenga, no Itaim Tina Bini

Tina BiniDaniela Filomenodo Viagem & Gastronomia

São Paulo

Ouvir notícia

A gastronomia foi um dos setores que mais sofreu com a pandemia da Covid-19, com inúmeros estabelecimentos fechando suas portas ou dispensando grande parte da equipe.

Segundo a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (ABRASEL), cerca de 335 mil estabelecimentos do Brasil encerraram as atividades entre março de 2020 até o fim de 2021. No estado de São Paulo, esse número é de 50 mil, sendo 12 mil só na capital.

O lado bom é que aos poucos a indústria de bares e restaurantes volta a tomar fôlego, e a capital paulista é a prova disso. Nos últimos meses, as ruas voltaram à sua movimentação típica, novas casas abriram e os paulistanos, ávidos por novidades, já estão lotando de reservas.

CNN Viagem & Gastronomia encarou as filas, testou e fez uma relação com as 15 novidades que valem ser conferidas uma a uma. Confira:

Restaurante Donna by chef André Mifano

André Mifano volta às origens e abre casa italiana no Jardins. Na foto, o famoso fettuccine com ragu bolognese / Bruno Geraldi

Uma pequena casa no bairro dos Jardins, em São Paulo, foi escolhida pelo chef André Mifano para o seu novo restaurante, Donna. A cozinha, definida por ele como ítalo-paulistana, revisita alguns clássicos, mas dá um passo além: traz toda a bagagem pessoal do chef, adquirida nestes 25 anos de profissão.

Vale pedir o risoto de carne de joelho de porco braseado, que vem com mini milho tostado servido com molho glace e saba (redução de uva com trufa), e pururuca (R$ 78); ou alguma das deliciosas massas, como o famoso fettuccine com ragu bolognese tradicional, feito sem molho de tomate (R$ 58). Termine a refeição com o bolo de abobrinha com especiarias e sorvete de leite de cabra (R$ 38). Clique aqui para ler a nossa matéria completa sobre o local.

Rua Peixoto Gomide, 1815, Jardins – São Paulo – SP / Tel.: (11) 97593- 9047 / Horário de funcionamento: segunda a sábado, das 19h às 23h45.

Le Jardin, dentro do luxuoso Rosewood São Paulo

A capital paulista finalmente ganhou um Rosewood para chamar de seu – uma das bandeiras hoteleiras mais luxuosas do mundo. Dentro do grandioso projeto Cidade Matarazzo, o hotel contará em breve com seis restaurantes/bares exclusivos e, sem dúvida, já se fixa como um importante centro gastronômico de São Paulo.

Atualmente, estão com três espaços já abertos, entre eles o Le Jardin, que se estende do lobby aos belos jardins do hotel, e tem cozinha liderada pelo chef Felipe Rodrigues ao lado da sous chef executiva Rachel Codreanschi e da incrível chef pâtissier Saiko Izawa.

No menu, servido durante todo o dia, culinária moderna que valoriza ingredientes brasileiros, como as ostras com vinagrete de champanhe (R$ 70); a burrata com nectarinas, amêndoas tostadas e azeite (R$ 84); e a terrine de foie gras com compota de damascos, brioche e castanhas brasileiras (R$ 122).

Nas sobremesas, se delicie com itens como a pavlova com frutas brasileiras e uma belíssima torta de chocolate (R$ 55 cada). Aos poucos, novas atrações do Rosewood São Paulo e da Cidade Matarazzo serão abertas ao público.

Rua Itapeva, 435 – Bela Vista – São Paulo – SP / Tel.: (11) 3797-0500 / Horário de funcionamento: todos os dias, das 6h30 às 24h.

Lvtetia, a casa italiana do chef Erick Jacquin

Daniela Filomeno na nova casa do chef Erick Jacquin, o Lvtetia / Acervo Pessoal

Lvtetia é a nova casa italiana do chef Erick Jacquin, aberta em dezembro de 2021. Com dois andares, no subterrâneo fica um bar superexclusivo, o “Privé do Vaticano”, que abre somente às sextas e sábados. Já no térreo, prepare-se para uma refeição dos deuses em um ambiente requintado, com lustre de cristal e confortáveis mesas com sofás.

Vale pedir as vieiras grelhadas com emulsão de limão siciliano e capeletti de beterraba com castanha de caju que derretem na boca (R$ 90) de entrada, e depois seguir para alguma das massas, como o spicy rigatoni a la vodka (R$ 115) ou a lasanha tradicional da casa (R$ 90). De sobremesa, o baba ao rum embebido no Havana Club (R$ 41) ou o refrescante sorvete de limão com espuma de limoncello e frutas vermelhas (R$ 40).

Rua da Consolação, 3585 – Jardins – São Paulo – SP / Tel.: (11) 91222-9260 / Horário de funcionamento: segunda a quinta, das 12h às 16h e das 19h às 23h30; sexta e sábado, das 12h às 23h30; e domingo, das 12h às 17h. 

Mila, um italiano bem moderninho

Uma osteria urbana, assim se autodenomina o novo Mila, casa no Itaim comandada pelo restaurateur Tito Paolone, pelo chef Pedro Pineda e com Camila Ciganda como sommelière e gerente de sala. A casa é arejada, com um enorme pé direito, um segundo andar bem iluminado com uma moderna área de espera aberta. 

A sugestão é pedir tudo para compartilhar e fazer uma viagem nos sabores italianos com toques modernos – que é a cara da capital paulista. A redonda tem massa impecável e funciona como entrada ou principal, com sabores como abobrinha com cavolo nero (R$ 54); margherita (R$4 8); e frango desfiado a sua glacê, requeijão de corte e coentro (R$ 58).

Outras boas pedidas são o ribeye tonnato (R$ 49), servido em finas fatias com molho à base de atum, anchovas, carne e alcaparras; o tartare de angus beef Passion com stracciatella da casa e melão fermentado (R$ 54), cortado na ponta da faca e temperado com cebola roxa, mostarda em grãos, óleo gergelim e amendoim torrado no forno a lenha; o camarão grelhado na manteiga e harissa da casa (R$ 88); e o short rib de wagyu Bosque Belo grelhado, que é complementado por salsa verde (R$183, 500g).

As pastas frescas, feitas diariamente na casa, são apresentadas em três versões. O pappardelle é servido com ragu branco de carne de porco e vaca, coalhada de ovelha e kimchi do Aguikimchi (R$ 78), enquanto o Ffagotini é recheado com milho verde e ricota Atalaia e servido com picles de quiabo, manteiga noisette e sálvia (R$ 75), e o Taglioni é apresentado ao molho pomodoro (R$52), feito com tomates variados assados. Para encerrar, a torta de requeijão de corte, coalhada e coulis de amora (R$ 38) é de comer ajoelhado.

Rua Bandeira Paulista, 1096 – Itaim Bibi – São Paulo – SP / Tel / WhatsApp: (11) 2925-8442/ Horários de funcionamento: quarta a sexta, das 12h às 15h e das 19h às 23h; Sábados e domingos, das 12h às 16h e das 19h às 23h. 

Churras SA, descontraído e com bons cortes para compartilhar

Localizado em frente ao concorrido Feirinha Bar – e com parte do mesmo grupo de sócios, o Churras SA é uma casa de carnes que foca em dois tipos de preparos: american barbecue (defumados) e parrilla (grelhados). Na parte de bebidas, mais de 10 torneiras de chope artesanal dos mais variados tipos que harmonizam perfeitamente com os bons cortes servidos.

O clima descontraído, com ambientes ao ar livre, é perfeito para reunir os amigos e pedir itens como o brisket (R$ 49), cupim (R$ 47), sobrecoxa de frango (R$ 38) e pulled pork (R $42), que saem do pit depois de defumados por 6 horas; ou bifes de chorizo Angus (R$ 58), ancho de Angus (R$ 62), flat iron Angus (R$ 62) e legumes grelhados (R$ 32) que saem da parrilla.

Para acompanhar, as pedidas tradicionais da casa são a dupla farofa/vinagrete (R$ 10), arroz e feijão (R$ 12 cada), salada de batata (R$ 10) e a bela tábua de legumes grelhados (R$ 29), além da batata frita com cupim desfiado (R$ 25). Às quintas e sextas, o Churras também oferece um menu executivo no horário do almoço, com opções de pratos como picadinho de brisket (R$ 36), arroz de cupim (R$ 39) e arroz de abóbora (R$ 39), além dos cortes tradicionais, servidos com dois acompanhamentos.

Rua Cavazzola, 85 – Vila Olímpia – São Paulo – SP / Tel.: (11) 9566-97589 / Horário de funcionamento: quarta-feira, das 17h às 23h; quinta e sexta-feira, das 12h às 15h e das 17h às 23h; e sábado e domingo, das 12h às 23h.

Dhomus, uma viagem aos sabores do Mediterrâneo

O Dhomus tem à frente do projeto o restaurateur Marcelo Cintra e o chef italiano Leonardo Russi, natural de San Severo e com passagens por restaurantes europeus como o L’Albereta de Gualtiero Marchesi e o Fini em Modena, com mais 100 anos de história.

O cardápio com pratos mediterrâneos é descomplicado, com itens para compartilhar como o croquete de boursin, pistache e carpaccio de peixe com limão siciliano e hortelã (R$ 56); suplí crocante ao pomodoro, mozzarella e tartare de atum apimentado (R$ 52); vieiras gratinadas com choriço e creme de caponata (R$ 78) e a refrescante catalana de camarão, um mix de tomatinhos e camarões (R$ 68).

Entre os principais, as massas frescas, feitas pelo Márcio Shihomatsu, do já aclamado Shihoma Pasta Fresca na Vila Madalena, brilham. Escolha entre o tagliolini all’arrabbiata com langostim (R$ 68); o strascinati ai funghi com frutos do mar (R$ 72); o tagliatelli com ragu de cordeiro (R$ 66); e o paccheri alla scarpariello e atum (R$ 72). Leia matéria completa sobre o Dhomus aqui.

Rua Amauri, 27, Jardim Paulista – São Paulo – SP / Tel.: (11) 30622985 / (11) 30862255 / Horário de funcionamento: segunda-feira a domingo: 12h até 15h e 19h até 23h. 

 

Imma Restaurante, a brasa é figura constante em pratos apetitosos

Localizado na rua Emmanuel Kant, o novo IMMA faz uma homenagem ao filósofo alemão escolhendo seu apelido como nome da casa. O restaurante é comandado pelo chef Marcelo Giachini e tem uma cozinha com influências de sabores vividos em cada etapa de sua jornada: ibérica, mediterrânea e italiana, com a maior parte dos pratos com cozimento e a brasa como cocção principal.

Com um convidativo terraço, no menu aguarde por itens como tartar de atum com molho cítrico (R$ 48), o delicioso tartar de carne com avelãs e vinagrete de jerez (R$ 47); sanduíche de porco (R$ 39); berinjela à parmegiana com muçarela de búfala, tomate e pesto finalizada no forno a lenha (R$ 29) para compartilhar.

Entre os principais, porco de crosta crocante com purê de batata e salada com vinagrete de jerez (R$ 68); cordeiro assado com feijão branco e farofa crocante (R$ 62); e arrozes, como o de costela (R$68) ou de pato (R$ 68), feito com mini arroz integral com azeitonas pretas e chips de jamon serrano. Encerre a refeição com um crocante e muito bem executado mil folhas de baunilha (R$ 32).

O cardápio de drinques é comandado pelo mixologista Rodolfo Bob – com mais de 20 anos de experiência no trato com bebidas, foi finalista em 2019 da global Patrón Perfectionists e é consultor de mixologia e bebidas da Caledônia Whisky & Co.

Rua Emanuel Kant, 58 – Itaim / Horário de funcionamento: terça a quinta-feira, das 12h às 15h e das 19h às 23h; sexta-feira, das 12h às 15h e das 19h às 24h; sábado, das 12h às 17h e das 19h às 24h; domingo, das 12h às 17h. Não abre às segundas-feiras. 

Boato, um bar-restaurante que serve com maestria seus drinques e porções

 

O bar-restaurante Boato tem atrás do balcão Bianca Lima, atual campeã da etapa brasileira do World Class, que apresenta criações delicadas baseadas em muita técnica e alguns ingredientes inusitados no universo da coquetelaria.

Caso do Cochicho (R$ 35), que leva whisky Chivas Regal 12 anos, fat-washing de mix de cogumelos na manteiga vegana, vinho do porto e bitter de cacau. A carta também tem uma seção de Spritzes com opções como o Seltzer Spritz (R$ 35), feito com Aperol, Hard Seltzer de uva branca com tomilho e manjericão e Prosecco Martini, outra de G&T’s e uma terceira, de Mules.

Já a cozinha é chefiada por Cris Blondel (ex-Tanit, Clos Wine Bar & Bistrô e Tuju) que apresenta um menu cheio de frutos do mar e um “toque” oriental em algumas criações. Petiscos como o lobster roll (R$ 52), preparado com cavaquinha, pupunha e picles de cebola, os mini-hambúrgueres de vieiras (R$ 54 com 2 unidades) e as ostras com ponzu de caju (R$ 56 com 6 unidades) são boas pedidas para começar. Entre as sugestões para compartilhar, a pequena panelinha de frutos do mar ao ajillo (R$ 80) e o steak tartare com sorvete de mostrada e chips de variadas batatas (R$ 56) são saborosos.

Como prato principal, escolha opções como a panceta de porco laqueada com molho de goiabada (R$ 64), a barriga de atum com chimichurri (R$ 66), o arroz mar e montanha (R$ 89), com costela bovina lulinhas e polvo, e o fideuá com lagostim (R$ 88).

Rua Pedroso Alvarenga, 1135 – Itaim – São Paulo – SP / Tel.: (11) 4040-3673 / Horário de funcionamento: terças, das 12h às 15h30 e das 17h30 às 24h (cozinha até às 23h); quarta e quinta, das 12h às 15h30 e das 17h30 às 24h (cozinha até às 23h); sexta e sábado, das 12h à 1h00 (cozinha até às 24h); e domingo, das 12h às 23h (cozinha até às 22h). Não abre às segundas-feiras. 

Canto do Picuí, um pedacinho do Nordeste em Baixo Pinheiros

O Canto do Picuí é o primeiro restaurante fora de Alagoas do chef Wanderson Medeiros, que tem um dos bufês mais disputados na badalada Milagres e um restaurante, do mesmo nome, em Maceió.

Além dos ingredientes que compõem os pratos, os itens de decoração como quadros, louças e esculturas, são todos de artistas alagoanos como o artesão João das Alagoas, a ceramista Andrea Leigue e o artesão Seu Leo, da comunidade quilombola do Muquem, e estão à venda – o valor arrecadado é destinado para os produtores das peças.

 

“O Canto do Picuí terá 30% do menu do restaurante Picuí em Maceió e 70% do que chamamos de Menu dos Milagres, que são os pratos que encantam tanto na Pousada Haya quanto nos mais de 200 casamentos que já fizemos na região. A ideia é que o Canto seja um pedaço de Alagoas na capital paulista e ajude a levar ainda mais turistas para o estado”, conta Wanderson, que também é o responsável pelo bufê do famoso Réveillon dos Milagres há mais de 10 anos.

Do estado, virão iguarias como sururu, massunim, siri e carne do sol para compor clássicos como as cremosas mini croquetas de siri com creme de limão siciliano (R$ 49 com 5 unidades); pastelzinho de carne de sol com molho barbecue suave e picante (R$ 36 com 4 unidades); carne de sol desfiada com natas e barquinhas de beijú (R$ 44).

Experimente a famosa paella de Milagres com siri, sururu, mariscos, camarões, polvo, lula e lagosta (R$ 130 – individual); o arroz cremoso de camarão com toque de moqueca e cubos de queijo coalho (R$ 97); e o exuberante peixe servido sobre cama de sururu acompanhado de farofa de castanhas e banana (R$ 96).

Entre as sobremesas sorvete de rapadura com farofa de canela e fios de mel de engenho (R$ 34) e a cocada de colher com sorvete de tapioca (R$ 36).

Rua Ferreira de Araújo, 329 – Pinheiros – São Paulo – SP / Tel.: (11) 95583-7134 / Horário de funcionamento: terça a sábado das 19h às -23h30 e domingo das 12h às 15h. 

Terraço Jardins, dentro do icônico Renaissance São Paulo Hotel

Terraço Jardins, novo restaurante do icônico Renaissance São Paulo Hotel, é uma ótima opção para quem estiver na região da Avenida Paulista. O ambiente foi criado para proporcionar a impressão que os visitantes estão num jardim de inverno, com teto de vidro e jardinagem suspensa, muito elegante e que, durante o dia, ganha uma bonita iluminação natural.  

Sob o comando do chef Ícaro Rizzo, a cozinha tem influência das culinárias do litoral, com frutos do mar, peixes frescos e ingredientes simples; e também do interior de São Paulo, com ingredientes sazonais, colhidos na hora.

Entre as boas pedidas de um menu diverso e sazonal estão o atum do pescador com abacate, castanha, limão e azeite (R$ 89); o bolinho caipira de carne, milho e molho de pimenta (R$ 44); e o bolinho de arroz com queijo e maionese da casa (R$44) para começar a refeição. Depois o arroz cremoso de cogumelos (R$ 69), a galinhada (R$ 69); o bobó de palmito com mandioca e leite de coco (R$ 63); e a caldeirada caiçara com camarão, lula, polvo, mexilhão e vôngole (R$ 98) são ótimas pedidas.

Para finalizar, se gosta de algo bem doce, peça a torta de brigadeiro (R$ 25) e, para quem gosta de sobremesas mais refrescantes o sorbet de jabuticaba com frutas frescas, infusão de capim santo com limão e mel de abelha nativa (R$ 23) é surpreendente.

Renaissance São Paulo Hotel: Alameda Santos, 2233 – Jardins – São Paulo – SP / Tel.: (11) 3069-2233  e WhatsApp (11) 97607-6586 / Horário de funcionamento: café da manhã, segunda a sexta das 06h30 às 10h30 e sábado e domingo das 7h às 11h / Almoço: segunda a sexta das 12h às 15h e sábado e domingo  brunch das 12h às 15h / Jantar: quarta a sábado das 18 às 23h.

Bosco Restaurante, um italiano romântico num casarão cheio de charme

Um local romântico, aconchegante e cheio de charme. Assim é o Bosco Restaurante, que fica num casarão da década de 1940, em Pinheiros. A casa italiana já encanta pela sua decoração e jardim com jabuticabeiras octogenárias, que criam um clima super-romântico.

No menu, opções para compartilhar como os arancinis de tomate (R$ 31) servidos com compota picante ou uma gostosa tábua com queijos, presunto cru, compota de pera e focaccia (R$ 49) iniciam bem a refeição. Entre os principais, a delicada flor de alcachofra (R$ 53,00), massa recheada de mascarpone, servida em formato de flor estampada com listrinhas verdes, acompanhada de coração de alcachofra, o spaghetti al mare (R$ 68), que tem opção sem glúten e vem com camarão, polvo e mexilhões puxado no vinho branco e finalizado com pomodoro ou ainda oito opções de pizzas individuais (entre R$ 44 e R$ 53) fazem bonito.

Outro grande atrativo da casa são os drinques autorais que saem de um elegante balcão, que marca presença no salão principal da casa.

Rua João Moura, 976 – Pinheiros – São Paulo – SP / Tel.: (11) 93422-9554 / Horário de funcionamento: quarta a sexta das 18h às 23h; sábado das 12h às 15h30 e das 18h30 às 23h; e domingo das 12h às 17h.

Mezza Luna, italiano badalado no coração do Jardins

A união de três nomes relevantes do mercado gastronômico resultou na abertura do restaurante Mezza Luna Cucina Del Sud. O chef siciliano Fábio Aiello (ex- Fasano e Attimo), o maître Jailson Barreto (que durante 23 anos esteve à frente do La Tambouille) e o restaurateur Francesco Paolo (do Grupo DPN Gastronomia).

A pequena casa no Jardins, com mesas na calçada, oferece no menu uma combinação de pratos tradicionais e contemporâneos do sul da Itália, como o carpaccio di polvo (R$ 69); a burrata al tartufo, queijo fresco stracciatella, tomate cereja e salsa de tartufo (R$ 57); o fusilli nonna Angela, massa caseira com lula, camarão, mexilhões e molho pomodoro (R$ 62); o gamberoni corleone, que já virou um dos carros-chefe: camarões envoltos em massa crocante servidos sobre cama de mascarpone e geleia de blueberry com tagliolini na manteiga e sálvia (R$ 117); o risotto ai moscardini, arroz arbóreo com polvo grelhado e pomodoro (R$ 89).

Para finalizar, é claro que um verdadeiro impecável Cannoli Siciliani Doc está no cardápio, com casquinha crocante recheada de creme de ricota fresca com gotas de chocolate envolto em pistache (R$ 29), assim como uma leve Panna Cotta, flan de creme de leite fresco com calda de frutas vermelhas (R$ 27).

Rua Padre João Manuel, 1105 – Jardins – São Paulo – SP / Tels.: (11) 3082-1662 e 93474-6649 / Horário de funcionamento: segunda a quinta, das 12h às 16h e das 19h às 23h; sexta e sábado, das 12h às 24h; domingo, das 12h às 18h.

Aquiles Taberna, a nova casa Mediterrânea do Grupo Nino

A charmosa casa de esquina na rua Pedroso Alvarenga, em tons de azul e branco, abriga uma varanda com lâmpadas de filamento pendentes por cordas e azulejos coloridos no piso. O teto de vidro é coberto por bambu, proporcionando uma iluminação natural ao ambiente e que é um verdadeiro convite para viajar pela Costa Mediterrânea sem sair do Itaim. Assim é o Aquiles Taberna

 

O menu passa pela Espanha, França, Turquia, Portugal e Grécia, reunindo um mix interessante de temperos e opções. Além da peixaria com uma seleção de peixes frescos, o cardápio inclui arroz de polvo e pancetta (R$ 62); moussaka (R$ 42); croquete de queijo manchego e jamon de picanha (R$ 32); paleta de cordeiro com couscous marroquino (R$ 89) e chuleta de angus (R$ 88). 

Rua Pedroso Alvarenga, 909 – Itaim Bibi – São Paulo – SP / Tel.: (11) 3368-6863 / Horário de funcionamento: segunda a quinta, das 12h às 16h e das 19h às 24h; sexta e sábado, das 12h à 01h; domingo das 12h às 22h30. 

Abaru – Priceless, comida saborosa com vista para o centro da cidade

No rooftop do Shopping Light, no charmoso edifício Alexandre Mackenzie, no Centro de São Paulo, está um complexo gastronômico que joga luz no que o Brasil tem de melhor na sua culinária.

O projeto tem patrocínio institucional da Mastercard, dai o nome Priceless, e curadoria e gestão operacional do restaurante e bar feita pelo chef paraibano Onildo Rocha, que tem mais de dez anos de carreira e também comanda o Restaurante Cozinha Roccia, eleito pelo 2° ano consecutivo em 2019 como um dos melhores restaurantes brasileiros pelo Guia Identitá Golose.

O espaço é composto por dois restaurantes, um bar, um espaço de intervenções artísticas e um terraço com vista para o Theatro Municipal. Dentro desse complexo está inserido o Notiê, restaurante fine dining, ou seja, com serviço exclusivo de jantar, e o Abaru, aberto no almoço e jantar, e onde fica o extenso bar para quem deseja apenas tomar um drinque e apreciar o local.

 

Ter uma refeição no Abaru é uma viagem deliciosa aos sabores do nordeste. Com preparo impecável e lindas apresentações, compartilhe itens como o tiradito de peixe curado com coalhada, leite de tigre, azeite de pimenta-de-cheiro e maçã verde que chega acompanhado de um brioche de milho quentinho (R$ 52); o impecável tartar de carne de sol com tapioca suflada e maionese de coentro (R$ 57); e o falavel de feijão de corda com pita de macaxeira, salada de maxixe, babaganouch e creme de castanha (R$ 45).

Entre os principais, a carne de sol com arroz vermelho, fava verde, queijo coalho, nata do sertão e coentro (R$ 68); a barriga de porco com magunzá de milho amarelo, salada de couve e farofa de cítricos (R$ 69); e o nhoque de vatapá com molho de moqueca de peixe e camarões (R$ 78) são pedidas certeiras.

Rua Formosa, 157 – Rooftop (mesmo edifício do Shopping Light) – Centro – São Paulo – SP – Entrada exclusiva para o Priceless no estacionamento do prédio / Tel.: (11) 2853-0373 / Horário de funcionamento: segunda a sexta, das 12h às 15h; sábado e domingo, das 12h às 16h. 

Papaya Café, badalado e ótimo para reunir os amigos

Papaya Café, no Itaim, o irmão caçula do badalado Banana Café / Tina Bini

Um lugar para ver, ser visto, tomar bons drinques e compartilhar pratos com os amigos. O gastrobar Papaya Café, irmão caçula do famoso Banana Café, também fica no Itaim, numa casa de esquina bem iluminada e com decoração que remete à Costa Amalfitana, na Itália. Assim como o primogênito, já nasceu badalado e virou ponto de encontro famoso no bairro.

A dica é pedir vários itens do menu e dividir entre os integrantes da mesa, como o carpaccio de polvo, molho de limão cremoso e carciofini (R$68); o trio Mediterrâneo – coalhada seca, babaganuche e homus com cenoura e pepino (R$63);  e as pizzas de fonduta canastra – fonduta de queijo Serra da Canastra, muçarela de búfala, lascas de trufa, azeite trufado, azeitona preta,  basílico e tomate confit (R$46); e brie e parma – queijo brie, presunto parma, palmito, molho de tomate, azeitona preta e basílico (R$53).

Rua Pedroso de Alvarenga, 1055 – Itaim Bibi – São Paulo – SP / Tel.: (11) 3168-1667 / Horário de funcionamento: segunda, das 12h às 24h; terça a sábado, das 12h à 01h; e domingo, das 12h às 22h.


Mais Recentes da CNN