por: Viagem e Gastronomia Viagem e Gastronomia

Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Six Senses Douro Valley: vistas deslumbrantes e bem-estar no coração dos vinhedos

    Sediado em uma quinta portuguesa centenária, hotel cinco estrelas é um convite ao descanso e um mergulho saboroso no universo do vinhos do Douro

    Daniela Filomeno numa das áreas do Six Senses, hotel em meio aos vinhedos do Vale do Douro
    Daniela Filomeno numa das áreas do Six Senses, hotel em meio aos vinhedos do Vale do Douro CNN Viagem & Gastronomia

    Daniela Filomenodo Viagem & Gastronomia

    Douro, Portugal

    Ouvir notícia

    Deixar-se surpreender pelo Vale do Douro não é uma tarefa difícil. Aqui, seus vinhedos históricos em terrenos acidentados que margeiam o caudaloso rio formam paisagens naturais impressionantes, de onde saem esplêndidas uvas que resultam em vinhos apreciados no mundo todo.

    História, gastronomia, enoturismo e passeios que ficam gravados na memória são apenas um gostinho do que podemos degustar por aqui. E é exatamente no meio dessa viagem sensorial, no coração do Douro, que fica um dos hotéis mais impressionantes de Portugal: o Six Senses Douro Valley.

    Situado na freguesia de Samodães, em Lamego, o hotel estava na minha lista há algum tempo, e já me impressionava com as fotos das vistas para o rio.

    Quando me deparava com as imagens, criava uma certa expectativa, que foi superada assim que pisei de fato na Quinta do Vale de Abraão, onde está situado o hotel, para gravar a quarta temporada do CNN Viagem & Gastronomia.

    Digo que é definitivamente um dos melhores segredos do Douro. A começar, a vista é apenas um dos atrativos da propriedade, onde as janelas dos quartos frontais enquadram as montanhas verdes e o rio e transformam a imagem num verdadeiro retrato.

    Junte tudo isso com o legado da rede Six Senses, baseado no acolhimento e num equilíbrio entre estadia caprichada e bem-estar, e temos uma experiência completa num dos cantos mais especiais de Portugal.

    O hotel

    De longe já conseguimos ver a imponência do hotel com sua grande casa e áreas externas no terreno desnivelado.

    E apenas quando chegamos perto dele é que notamos que as linhas contemporâneas distribuídas por todos os espaços conversam harmoniosamente com a tradição, como a casa principal datada do século 19. É uma linda mistura entre o passado e o presente.

    Situado a 125 km da cidade do Portoe cerca de 1h30 de carro, o Six Senses Douro Valley ocupa uma antiga quinta, portanto, está cercada por alguns hectares de vinhas, o que faz com que mergulhemos de fato na cultura e no cotidiano do Douro – a mais antiga região vinhateira demarcada do mundo.

    Vistas panorâmicas para o rio e para o vale das redondezas podem ser vistas inclusive já a partir da recepção, onde somos recebidos com taça de vinho do Porto na entrada – mais um lembrete de onde estamos.

    Jardins bem cuidados que se parecem quase com uma floresta também rodeiam o hotel e dão de encontro com a varanda de alguns quartos, onde os cedros garantem um balanço muito bem-vindo de calmaria e sossego.

    Acomodações

    Ao todo são 71 acomodações luxuosas que incluem vista panorâmica para o rio e para os jardins, assim como suítes com janelas do chão ao teto.

    Entre os jardins há também uma vila com um ou dois quartos, cada um com piscina privativa. Ao lado, onde era o armazém, agora há novos quartos e suítes.

    As acomodações seguem o tom da propriedade: foram renovadas e demonstram o selo de qualidade da marca, e que são recheadas de tons amenos, tecidos naturais e, como de se esperar, bastante conforto.

    Vale ressaltar que é oferecido aos hóspedes transfer privado de e para o aeroporto do Porto.

    Wine Library e gastronomia

    Um dos espaços mais emblemáticos do hotel é a Wine Library, que funciona aqui como um ponto de encontro social ao redor do vinho. Se a bebida é protagonista do Douro, é neste espaço que inúmeras garrafas e suas histórias descansam.

    O espaço, que possui também um terraço externo, funciona como um local de degustação de vinhos, onde provas diárias e jantares vínicos acontecem. Aqui, encontramos uma lista de vinhos com 700 referências e até uma lojinha com vários rótulos.

    Mas uma das características mais marcantes é uma máquina de vinhos que fica disponível 24h para os hóspedes. Funciona assim: colocamos um cartão que recebemos no check-in e vamos experimentando doses desejadas de variadas garrafas, e os rótulos mudam quase que diariamente.

    Brinco que esta é a minha área predileta! O interessante é que, com a máquina e os rótulos disponíveis, podemos fazer um tour pelo Douro e pelos vinhos portugueses mesmo sem sair do hotel.

    A Wine Library ainda se estende para o Restaurante Vale de Abraão, focado em refeições caprichadas constituídas por ingredientes e sabores locais. Os cardápios são distintos no almoço e no jantar: durante o dia são duas opções, o menu lenha e o menu tradição, e à noite há um menu à la carte.

    O grande salão é constituído por azulejos azuis e brancos originais do século 17, além de uma grande lareira. O espaço também é onde é servido o café da manhã.

    O restaurante ainda compreende um detalhe digno de nota: a cozinha foi feita num modelo aberto, sem paredes nem barreiras, que é equipada com forno de pão a lenha e um grill. É chamada de Open Kitchen e fica aberta durante os três períodos de refeição.

    O café da manhã, inclusive, contém itens direto da fazenda, que nos aguça ainda mais a vontade de experimentar de tudo um pouco. Ao longo do dia o hotel ainda conta com brunch com bebidinhas naturais e pães fofinhos, tudo feito com cuidado, com aromas que despertam nossos sentidos – este é quase um lema do hotel!

    A propriedade conta também com uma horta, de onde várias ervas e plantas sazonais saem diretamente para a cozinha e para nossas mesas.

    Experiências: vinho, bem-estar e natureza

    Estar aqui já consiste em uma valiosa experiência, mas há ainda atividades que podem ser feitas dentro e fora da propriedade – a maioria voltada, claro, ao vinho.

    Além de caminhadas pelas vinhas do hotel e pela freguesia de Samodães, a equipe do hotel se encarrega de oferecer passeios guiados por vinícolas ou de barco pelo rio Douro e deliciosas degustações nas mais charmosas adegas – dentro e fora do hotel.

    Visita às gravuras pré-históricas do Vale do Côa, visitas a algumas das quintas mais antigas do mundo e passeios a aldeias pitorescas, igrejas e castelos históricos completam as possibilidades.

    Tours com sommeliers e programas na época da vindima ainda estão entre os afazeres mais interessantes em determinadas épocas.

    Dentro do hotel, inclusive, pude fazer um piquenique digno de filme em um dos gazebos pelo jardim. Acompanhada de queijinhos, pães e embutidos – não me esqueci da taça de vinho! -, fui presenteada com um visual apaixonante no fim da tarde.

    Assim como outras atividades, o piquenique é uma experiência oferecida entre os meses de maio e setembro, período do fim da primavera e do verão na Europa.

    Spa

    Spa do Six Senses Douro Valley possui piscina aquecida interna com jatos de massagem/ Divulgação

    Como se não bastasse, o Six Senses também possui spa próprio, um dos melhores do país, com tratamentos de inspiração local à base de uvas e de ervas regionais. São 2.200 metros quadrados com 10 salas de tratamentos, uma grande piscina interior aquecida com terapia de som subaquática e jatos de massagem.

    Há também espaço para crioterapia e cromoterapia, além de um fitness center espaçoso. Ioga, ioga suspenso, pilates e até circuitos de treinos na floresta são oferecidos como parte do cardápio wellness da propriedade.

    Pedicure e manicure são feitos num espaço único dedicado apenas às essas atividades, o nail bar, e o spa também conta com um Alchemy Bar, interessante espaço onde são preparadas poções individuais de ervas, de sais e de frutos da região com ingredientes que se transformam em esfoliantes e máscaras.

    Após testar alguns tratamentos, confesso que é de fato uma jornada sensorial em que entramos num estado de relaxamento profundo.

    Sustentabilidade

    Earth Lab do Six Senses Douro, espaço para aprendizados sobre sustentabilidade da marca / Divulgação

    O hotel ainda possui uma preocupação com a sustentabilidade e com o arredores – já que esta é uma das regiões vinícolas mais conhecidas e importantes do mundo.

    Assim, há um Fundo de Sustentabilidade que apoia projetos locais de sustentabilidade ambiental e social do Douro.

    Dentro da propriedade há ainda o Earth Lab, um laboratório de iniciativas sustentáveis presente em várias unidades do Six Senses pelo mundo. O espaço mostra na prática os projetos voltados à sustentabilidade e dá dicas de como reduzir o consumo e de como apoiar comunidades e ecossistemas.

    Assim, o bem-estar é palavra de ordem do hotel. Seja na alimentação, na trilha sonora, na ambientação, nos quartos e nas atividades, tudo é feito para que nos sintamos acolhidos.

    Uma vez aqui, curtir o hotel torna-se uma atividade necessária, que nos ajuda a mergulhar ainda mais nas belezas do Douro de uma maneira elegante. Terminar o dia no terraço com o pôr do sol com vistas incríveis para o vale é um presente. Um brinde!

    Six Senses Douro Valley
    Quinta de Vale Abraão, Samodães
    5100-758 Lamego
    Tel.: +351 254 660 600
    Reservas: reservations-dourovalley@sixsenses.com
    Site oficial


    Mais Recentes da CNN