por: Viagem e Gastronomia Viagem e Gastronomia

Taormina, na Sicília: um charme à italiana

Além de paisagens estonteantes, a ilha presenteia com uma das melhores gastronomia da Itália...

Ouvir notícia

Além de paisagens estonteantes, a ilha presenteia os visitantes com uma das melhores gastronomia da Itália

A Itália é um destino unânime no dolce far niente. Não só por sua tradicional e saborosa gastronomia, mas também pela simpatia deste animado país. Toscana, Costa Amalfitana, Ligúria… são muitas as cidades de visita obrigatória, como Roma, Veneza e Milão, que outras estonteantes regiões acabam em segundo plano, ou melhor, ficam para uma segunda viagem. E depois de conhecer grande parte da Itália, a Sicília estava na lista, mas sempre ficava para depois…agora, na terra do Poderoso Chefão!

etna-sicilia

Maior ilha do Mediterrâneo, com 26 mil km² e 5,1 milhões de habitantes, a Sicília é uma das regiões mais completa da Itália. É uma gama de paisagens e atrações: desde a sua incrível e inconfundível gastronomia, até sítios históricos, praias com águas transparentes. Ainda abriga o oponente vulcão Etna, um dos mais ativos da Terra, em constante erupção.

sicilia

Sua capital é Palermo, cidade grande que não perdeu o charme italiano, um verdadeiro centro cultural, histórico e econômico. Em toda a cidade, é possível compartilhar de monumentos que retratam os povos que por lá passaram: fenícios, gregos, romanos, espanhóis, árabes, etc. Gastronomia incrível, com excelentes restaurantes, ao lado de luxuosas lojas das mais renomadas grifes italianas. Vale a visita!

Palermo

A surpresa ficou por conta da charmosa Taormina, uma visita imperdível quando se fala de Sicília. Definitivamente não dá para ir à Sicília e não visitar Taormina. A cidade cresceu como uma cidade turística, com uma miscigenação de diversos povos, que ao longo do tempo passaram por ali – sicilianos, bizantinos, gregos e romanos. Ou seja, com vocação para receber – e muito bem. As figuras mais destacadas da Europa já passaram pela cidade, como Alexandre Dumas, Salvador Dali, Truman Capote, Goethe, Oscar Wilde, entre outros

taormina2

Uma pequena cidade medieval, no topo de uma montanha, com uma estrada tortuosa, que chega a confundir o GPS, com as diversas idas e vindas, cruzando as estradas, somada “àquela” sinalização à italiana. Cercada de muralhas, todos já avisam que não é de nenhuma valia estar com carro na cidade. E “é vero”. Prepare-se para estacionar e lembrar do automóvel só no dia de ir embora. Taormina é assim, para ser conhecida a pé e explorada em cada um de seus detalhes.

taormina1

O principal e mais antigo monumento é o Teatro Grego do século II d.C., no tempo dos romanos, cenário de eventos culturais. Possui um anfiteatro com área para orquestra, a qual foi transformada em uma arena para jogos dos gladiadores. De lá, é possível ter uma visão espetacular de toda a cidade histórica, com o vulcão Etna ao fundo, com a intrigante fumaça saindo de seu topo. Tudo isso arrematado por uma maravilhosa vista do mar Jônico, dando uma vista de tirar o fôlego.

taormina-teatrogrego
Não deixe de pegar um bondinho e descer até Isola Bella, onde é possível alugar um guarda-sol e cadeiras de praia (15 euros) e passar uma bela tarde de sol com águas cristalinas a seus pés.

isolabella
Para mergulhadores de plantão, em um scuba shop têm saídas diárias, onde é possível fazer mergulhos em volta dos belos corais da pequena ilha.

Mais Recentes da CNN