por: Viagem e Gastronomia Viagem e Gastronomia

Que tal dar volta ao mundo em um jato executivo?

Ouvir notícia

Novo roteiro de 2018 do Private Jet da Latitudes é lançado: 50 viajantes para oito países em uma luxuosa volta ao mundo. A viagem será em março, em um jato todo configurado em classe executiva, com chef a bordo, além de especialistas para contar as histórias dos locais

Já pensou em conhecer o Irã com um especialista em história? Mais precisamente a cidade anciã Persépolis? Ela faz parte do novo roteiro 2018 do Private Jet da Latitudes que dará a volta ao mundo. São oito países em um 757-200 todo configurado para classe executiva, reclináveis até 180 graus, com chef e médico a bordo. Sob o tema Grandes Impérios da Humanidade, a viagem terá início em março de 2018, saindo de São Paulo, e passará pelo México, Havaí, Japão, China, Índia, Irã, Sicília e Marrocos. O roteiro durará 26 dias e terá quatro especialistas que contarão as histórias dos países.

Lijiang, na China

Além do luxo: a comodidade de uma viagem sem conexões, carregar as bagagens ou filas em aeroportos é o sonho de todo viajante. Toda a bagagem vai diretamente para o hotel, sem a necessidade de enfrentar as esteiras, além de facilidades no processo de imigração e check-in.

Os especialistas do roteiro Grandes Impérios da Humanidade terão a orientação do escritor e mestre em história Plínio Gomes e do jornalista Lourival Sant’Anna, responsável por coberturas pelo O Estado de S. Paulo em vários pontos do planeta. Além disso, outras experts em História, Arte e Cultura farão atuações pontuais em alguns destinos, dividindo seu conhecimento sobre os temas e contextualizarão os viajantes sobre as culturas e heranças históricas de cada local visitado, enriquecendo ainda mais a experiência. 

Taj Umaid Bhawan, na Índia

Durante toda a viagem, o grupo se hospedará nos melhores hotéis de cada cidade, como o recém-inaugurado Four Seasons Hotel Kyoto, construído em torno de um jardim de 800 anos, e o Taj Umaid Bhawan, residência do marajá de Jodhpur. A viagem terá tudo incluso: hotéis, refeições, passeios, bebidas e transporte. O preço do luxo? $138,8 mil dólares por pessoa.

Four Seasons em Kyoto

O roteiro

Os participantes reúnem-se em São Paulo para o início da viagem, marcado por um pernoite e a confraternização de boas-vindas no Palácio Tangará, impressionante propriedade da Oetker Collection que será inaugurada em junho. Seguem para  Mérida, no México, com seu rico patrimônio histórico colonial, capital cultural e maior cidade do estado de Yucatán. Depois, a beleza impressionante da Big Island, no Havaí, será o local para conhecer algumas das principais rotas de imigração humana e parte da história dos Estados Unidos.  

Mérida, no México

Em Kyoto, capital imperial do Japão e local onde estão alguns dos mais belos e marcantes templos japoneses, os viajantes irão conhecer a trajetória da civilização japonesa, bem como a origem de alguns de seus costumes e códigos morais. A 2.400 metros de altitude, a parada seguinte é Lijiang, na China. Em um cenário pitoresco, com mais de 800 anos de história e reunindo diferentes minorias éticas, esse trecho menos conhecido da Rota da Seda servirá de pano de fundo para um mergulho nos 4 mil anos do império chinês.

Roupas, artesanato, tecidos e especiarias podem ser encontrados em Jodhpur, a cidade do deserto, dos fortes e dos sáris. Os participantes poderão conhecer de perto alguns dos principais centros do florescimento da civilização hindu e sua profunda relação com a religiosidade. O império persa é o tema da etapa seguinte da viagem, e o grupo segue para Shiraz, no Irã. O impressionante sítio arqueológico de Persépolis e a beleza dos monumentos arquitetônicos serão algumas das atrações nessa parada da expedição. 

A cidade anciã de Persépolis

A Sicília, Itália, é parte da história da civilização grega antiga. Em Taormina(matéria aqui), com vista para o vulcão Etna, além de aproveitar a culinária e a cultura italianas, o grupo vai se aprofundar nas bases da filosofia, das artes, da matemática e da política, heranças da Grécia Antiga. Seguindo para Marrakesh(matéria aqui), no Marrocos, o Império Otomano entra em pauta. 

Fotos: divulgação 

Mais Recentes da CNN