por: Viagem e Gastronomia Viagem e Gastronomia

Os destinos brasileiros em alta para o feriado de Páscoa e Tiradentes

Capitais do Nordeste lideram buscas nos metabuscadores, assim como Florianópolis e Gramado, no Sul, aparecem entre as opções; confira

Marco Zero de Recife, praça central próxima ao Porto da cidade
Marco Zero de Recife, praça central próxima ao Porto da cidade Pixabay

CNN Viagem & Gastronomiado Viagem & Gastronomia

Ouvir notícia

Além de destinos bate e volta, como São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador e Belo Horizonte, outras cidades pelo país têm tido uma alta procura pelos turistas para os feriados da Páscoa e de Tiradentes.

Levantamentos de metabuscadores de viagens apontam aumento nas buscas pelas principais capitais do Nordeste, como Recife, Fortaleza e Maceió, assim como cidades de clima mais ameno, a exemplo de Gramado, no Rio Grande do Sul.

Dados do metabuscador Kayak mostram que a capital de Pernambuco teve um crescimento de 71% na procura de passagens aéreas para a Semana Santa e 50% para Tiradentes.

Já a capital do Ceará, Fortaleza, teve um aumento de 62% nas buscas de voos para a Páscoa e 55% para Tiradentes. Dados do clube de assinaturas de viagens Coob+ apontam ainda Gramado como preferência dos brasileiros para a Páscoa. Entre os destinos nacionais, aparecem ainda Florianópolis, Maceió e Natal.

A seguir, confira dicas, informações, curiosidades e o que fazer na região caso o roteiro contemple um tempo a mais de descanso:

Recife (PE)

Vista aérea da Praia de Boa Viagem, uma das mais conhecidas de Recife / Wikimedia Commons

A capital de Pernambuco foi, segundo dados do Kayak, a terceira cidade mais procurada para voos domésticos em 2021 – e a tendência é continuar sendo um destino muito visado pelos próprios brasileiros. Mar e sol marcam a cidade, mas sua cena histórica, cultural e gastronômica é igualmente agitada.

O que fazer em Recife? Visite Recife Antigo, bairro histórico onde ficam pontos importantes como o Marco Zero, onde há á a rosa dos ventos do artista plástico Cícero Dias; a Igreja Madre de Deus, com mobiliário em jacarandá e colunas em ouro, toda em estilo colonial do século 17; e a Rua da Moeda, onde fica a escultura de Chico Science e muitos bares – que abrem no fim do dia.

Também há o Centro de Artesanato de Pernambuco; a Sinagoga Kahal Zur Israel, a primeira sinagoga das Américas e que também funciona como um museu com escavações arqueológicas; e o Cais do Sertão, pequeno mas imperdível museu interativo que fala sobre a vida de Luiz Gonzaga e de outros personagens do Sertão. E, claro, pise na areia e curta a praia, como a famosa Praia de Boa Viagem.

E ainda quer emendar algum outro passeio? A vizinha Olinda está a apenas 15 minutos do centro de Recife, e vale andar por suas ruas e vielas de paralelepípedo com casinhas de fachadas coloridas, já que é Patrimônio da Humanidade pela Unesco e um dos lugares mais importantes do Brasil Imperial.

Um pouco mais afastado, a 66 km de Recife, fica Porto de Galinhas, praia no distrito de mesmo nome do município de Ipojuca que oferece aos turistas piscinas naturais de águas claras, areia branca, coqueirais, mangues, estuários e sombra e água fresca. É também um dos destinos em alta para o período.

Fortaleza (CE)

Região beira mar de Fortaleza, capital do Ceará / Wikimedia Commons

É uma das cidades mais visitadas do Brasil e de todo o Nordeste, conhecida por suas altas temperaturas ao longo do ano – o que faz com que as praias sejam disputadíssimas. Com uma população estimada em mais de 2,6 milhões de pessoas, a cidade grande faz bonito ao oferecer uma cena culinária diversa, grandes faixas de areia e passeios pelos redondezas.

Há ótimos restaurantes, hotéis convidativos e possibilidade de conhecer ainda, em um roteiro um pouco maior, Jericoacoara e Canoa Quebrada.

No município, as praias de Iracema, Mucuripe e Meireles são as principais e, mesmo que não ofereçam condições ótimas para mergulhos, concentram hotéis e a principal parte turística de Fortaleza. O calçadão da avenida Beira Mar sempre é bem movimentada – local para passeios ao ar livre e caminhadas na orla. Já a Praia do Futuro é uma das mais conhecidas e possui uma megaestrutura, com opções de comida, bebida, barracas e sombra e água fresca.

Mas uma das principais atrações de Fortaleza, mesmo que a 30 km da cidade, é o Beach Park, um dos mais conhecidos e completos parques aquáticos do Brasil. São dezenas de atrações para todas as idades, e o complexo do parque, resorts e restaurantes na Praia de Porto das Dunas tornou-se um destino turístico recomendado para famílias.

Maceió (AL)

praia de ipioca maceió
Ipioca, uma das mais paradisíacas e tranquilas praias de Maceió / Wikimedia Commons

Com uma população que ultrapassa 1 milhão de habitantes e temperaturas médias anuais entre 25°C e 29°C, a capital do Alagoas combina praias de águas azul-turquesa, passeios históricos, cena gastronômica agitada e noites quentes que combinam com drinques na beira da piscina.

Pontos que formam piscinas naturais chamam atenção dos turistas e moradores, assim como o centro histórico é rico em preservar o passado da cidade e do Nordeste. As praias do Gunga e do Francês são ótimas para passeios e banho, enquanto a de Ipioca pode ser aproveitada para descanso, e a região de Pajuçara é ponto para as comprinhas de artesanato e um pôr do sol admirável.

Tratando-se de comida, os arredores do bairro de Jatiúca são ideais para a tarefa, com restaurantes de comidas típicas e internacionais. Confira aqui passeios e restaurantes de Maceió.

E cidadezinhas e regiões próximas à capital alagoana são perfeitas para um dia de bate e volta a partir da cidade, pois reservam maravilhas naturais igualmente surpreendentes.

Uma delas é Maragogi, a 130 km, que atrai turistas do mundo todo pelas suas piscinas naturais de águas surpreendentes. Os passeios de catamarã são os grandes atrativos, que levam os visitantes até as exuberantes piscinas, onde há possibilidade de realizar nado com snorkel e mergulho com cilindro.

A Praia do Patacho também é boa pedida: a cerca de duas horas de Maceió, no Município de Porto das Pedras, é um daqueles lugares que impressionam pela beleza. Águas cristalinas, coqueiros que margeiam a costa e pousadinhas charmosas fazem do lugar um paraíso no Brasil – é ideal para esticar a canga e curtir um merecido descanso, já que é quase deserta, sem muito agito nem bares e restaurantes.

Bem próximo dali fica também São Miguel dos Milagres, praia badalada que é destino concorrido principalmente no fim do ano. E estar em Milagres por si só já é um baita passeio: se quiser apenas curtir a tranquilidade do mar e a atmosfera que o local proporciona – não fazendo nada de específico -, já passará por momentos inesquecíveis. Confira nosso miniguia do destino.

Natal (RN)

Morro do Careca em Natal
Morro do Careca na praia de Ponta Negra, um dos cartões-postais da cidade / Wikimedia Commons

Natal é a porta de entrada para o Rio Grande do Norte. A capital do estado fica no alto da Costa Atlântica do Brasil, e reserva aos turistas um cenários de tirar o fôlego: praias de mar azul intenso, dunas e piscinas naturais. O calor dura quase o ano todo e a culinária local arremata o coração, ou melhor, o estômago, de quem passeia por lá.

Com uma população de cerca de 890 mil habitantes e temperaturas médias que passam os 30°C, Natal conta com importantes monumentos, parques, museus e pontos turísticos. O Museu Câmara Cascudo é um dos mais conhecidos do estado, com um acervo diversificado; já o Teatro Alberto Maranhão, de 1898, é um dos locais mais bonitos do centro histórico.

O Parque das Dunas, no coração de Natal e reconhecido pela UNESCO como integrante da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica Brasileira, é imperdível para passeios tranquilos com a família.

Nas redondezas, uma curiosidade: a 12 km da cidade, em Parnamirim, fica um dos maiores cajueiros do mundo, cartão-postal do estado e ponto de visita concorrido. E, tratando-se de comida, a capital oferece locais incríveis para quem quiser provar delícias potiguares.

Por ali, os pratos mais típicos da região são a ginga com tapioca, intitulada Patrimônio Imaterial do Estado do Rio Grande do Norte, e a carne de sol. Confira aqui programas e restaurantes em Natal.

E quer esticar o passeio para um local ainda mais incrível e isolado? A famosa Praia de Pipa é uma das opções mais badaladas do Nordeste, a 80 km da capital do estado. Parte da cidade de Tibau do Sul, Pipa possui águas azuis de brilhar os olhos, assim como faixas de areia arrebatadoras, restaurantes bem estruturados que servem o melhor da culinária local e uma rede hoteleira com pousadas sofisticadas e hotéis-boutique. Confira um miniguia completo da região da Praia de Pipa aqui.

Florianópolis (SC)

Ponte Hercílio Luz, um dos cartões-postais de “Floripa”/ Cassiano Psomas on Unsplash

A capital de Santa Catarina soma mais de 500 mil habitantes e é reconhecida por suas belas praias, que se misturam com vegetações preservadas de Mata Atlântica.

Conhecida popularmente como a “Ilha da Magia”, Florianópolis reserva opções de passeios para todos os gostos, como aqueles que gostam de praticar esportes, os que vão em busca de uma boa gastronomia – de forte inspiração portuguesa -, para quem gosta de baladas e agito ou ainda para quem quer desfrutar dos atrativos naturais da região e descansar.

Entre o que fazer, a Ilha do Campeche impressiona pelas tonalidades de azul da água, chamada até de “Caribe brasileiro”; a Praia da Joaquina é procurada pelos surfistas e, bem próxima, fica a Praia Mole, point do agito do público jovem.

Jurerê Internacional carrega um ar badalado e está rodeada de casas de luxo e beach clubs; assim como a região de Santo Antônio de Lisboa é imperdível, no norte da ilha, é famosa pelas características coloniais açorianas, com arquitetura bem característica e centrinho histórico com boas opções de restaurantes e artesanato.

Confira uma miniguia completo de Florianópolis aqui.

Gramado (RS)

Detalhes da avenida principal e da arquitetura de Gramado, no Rio Grande do Sul / Getty Images/iStockphoto/Divulgação

É um dos mais famosos destinos de inverno do Brasil, conhecido por suas temperaturas amenas e centrinho badalado, além de ser uma boa porta de entrada para a Serra Gaúcha como um todo. Com ampla rede hoteleira (o melhor hotel do mundo de 2021, segundo o TripAdvisor, é de Gramado) e gastronômica, a cidade possui várias opções de turismo que podem ser visitadas ao longo de todo o ano.

A cerca de 100 km de Porto Alegre, Gramado é considerada a “Europa brasileira”, justamente por ser marcada por tradições culturais dos descendentes de alemães e italianos – também presentes na arquitetura e na culinária.

Andar na avenida Borges de Medeiros, uma das principais vias, e atravessar a Rua Florida é um dos passeios mais tradicionais. Passe também pela Igreja Matriz São Pedro, construção de 1942 no estilo romano que possui uma praça muito bonita em sua frente; no Lago Negro e ainda pela Rua Coberta – espaço que reúne restaurantes, cafeterias e lojas e é palco de várias apresentações culturais e eventos.

A avenida das Hortênsias também é imperdível, uma das principais vias da cidade que se liga à Canela e é recheada de comércios e atrações ao longo de sua extensão. Falando em Canela, a cidade vizinha a Gramado também é uma das mais requisitadas nas buscas pelos brasileiros, sendo visitadas geralmente em conjunto.

Na cidadezinha, não deixe de visitar o Parque Estadual do Caracol, que possui uma queda d’água de 130 metros, o SkyGlass Canela, uma plataforma de vidro e mirante, e a imponente Paróquia Nossa Senhora de Lourdes.

Importante ressaltar que as cidades também servem como ponto de partida para as vinícolas da Serra Gaúcha, como a famosa cidade de Bento Gonçalves, onde ficam algumas das casas produtoras de vinho mais conhecidas do Brasil. Vale a visita.


Mais Recentes da CNN