por: Viagem e Gastronomia Viagem e Gastronomia

Guia Milão 2018: galerias imperdíveis e exposições atuais

De obras que zeram história a instalações que olham para o futuro: uma seleção imperdível das galerias de arte milanesas e um roteiro cultural com programação de exposições imperdíveis que acontecem na cidade no período do Salão do Móvel de Milão 2018.

Ouvir notícia

De obras que zeram história a instalações que olham para o futuro: uma seleção imperdível das galerias de arte milanesas e um roteiro cultural com programação de exposições imperdíveis que acontecem na cidade no período do Salão do Móvel de Milão 2018.

AS GALERIAS IMPERDÍVEIS

Pirelli Hangarbicocca

A galeria e instituição cultural Pirelli HangarBicocca é considerada um dos maiores complexos dedicados a produzir e promover arte contemporânea da Europa. Dirigida por Vicente Todolí, foi criada em 2004 em uma antiga fábrica e manteve suas características arquitetônicas originais do século XX.

Via Chiese, 2

Piazza Scala

Expõe uma rica coleção de obras do século XIX e XX de nomes como Antonio Canova, Humberto Boccioni e Francesco Hayez, além de trabalhos de artistas estrangeiros, como Picasso e Andy Warhol. O porão, onde hoje funciona o depósito, também é aberto a visitação. O espaço faz parte do grupo Gallerie D ́Italia, que é formado por outras duas galerias com endereços em Napoli e Vicenza.

Piazza della Scala, 6

Galleria Lia Rumma

Mostras e instalações contemporâneas de artistas internacionais estão expostas na galeria Lia Rumma. Nomes como Marina Abramović e Vincenzo Agnetti já tiveram seus trabalhos em cartaz no espaço, que se destaca não só pela impecável curadoria, mas pelo espaço de design minimalista. Em cartaz até abril, Maskirovka, do alemão Tobias Zielony.

Via Stilicone, 19

Kaufmann Repetto

A galeria projetada pelo arquiteto Frank Boehm tem como objetivo hospedar exposições e instalações de artistas dos mais diversos cantos do mundo, abrangendo uma variedade de mídias como vídeos, fotogra as, performance, pinturas e esculturas. Outra forte preocupação da galeria é divulgar e lançar jovens artistas, por isso tem uma sala de projetos especiais dedicada só a eles.

Via di Porta Tenaglia, 7

Spazio Rossana Orlandi

Uma antiga fábrica de gravatas construída no séc XIX abriga, desde 2002, o espaço da designer Rossana Orlandi. São 19 salas e um jardim de inverno, que serve como pátio de exposição para dezenas de peças. Uma mistura de loja e galeria de arte e design, o espaço apresenta mostra de trabalhos de jovens artistas de diversas partes do mundo.

Via Matteo Bandello, 14/16

EXPOSIÇÕES CORRENTES

Giovanni Boldini, na Galeria D’Arte Moderna di Milano

A exposição Boldini: “Portrait of a Lady” reúne 26 quadros que revelam o que ele mais gostava de retratar: mulheres. A exposição acontece em parceria com o Museo Boldini – Gallerie d’Arte Moderna e Contemporânea de Ferrara, que cedeu 11 trabalhos para serem exibidos ao lado das pinturas do museu milanês.

Villa Reale, Via Palestro, 16
Em cartaz até junho de 2018

Frida Kahlo

A exposição de Frida Kahlo no Mudec mergulha na vida da artista mexicana através de suas cores e dores. Suas obras mais icônicas e autorretratos, famosos por revelarem suas superações e sofrimentos, estarão presentes na mostra, que será dividida em quatro partes: mulher, terra, política e dor. A exposição também é composta por arquivos e documentos, alguns inéditos.

Via Tortona, 56
Em cartaz até junho de 2018

Dürer, no Palazzo Reale

A exposição “Dürer e il Rinascimento” é a mostra mais importante já dedicada ao famoso artista alemão Albrecht Dürer, venerado por combinar a graciosa arte renascentista à pesquisa cientí ca. São 130 obras, com pinturas, aquarelas, desenhos, gravuras, livros e manuscritos, desse artista múltiplo (ele era escritor, ilustrador, cientista, pintor e matemático) considerado o maior expoente do Renascimento alemão.

Piazza del Duomo, 12
Em cartaz até junho de 2018

Moda Italiana, no Palazzo Reale

A exposição “Italiana: Italy Through the Lens of Fashion” traz grandes nomes da moda italiana surgidas entre 1971 e 2001, com destaque para marcas icônicas como Fendi, Prada, Gucci, Moschino e Versace. A dupla de curadores Maria Luisa Frisa, renomada crítica, curadora e educadora de moda, e Stefano Tonchi, editor da W Magazine, foca no lado criativo e autêntico da moda do país.

Piazza del Duomo, 12
Em cartaz até 6 de maio de 2018

Impressionismo e Vanguarda, no Palazzo Reale

Oportunidade única para admirar trabalhos dos maiores pintores dos séculos XIX e XX, a exposição “Impressionismo e Vanguarda” apresenta obras icônicas de nomes como Claude Monet, Edgar Degas, Pierre- Auguste Renoir, Pablo Picasso, Paul Cézanne, Henri Matisse e Paul Klee.

Piazza del Duomo, 12
Em cartaz até 2 de setembro de 2018

Picasso e o Mito

A partir de outubro, o Palazzo Reale abrigará a exposição “Picasso e o Mito”, que aborda a relação do pintor espanhol com a antiguidade greco-romana. São 350 obras entre telas icônicas do Museu Picasso e trabalhos importantes que se referem aos cânones da beleza clássica.

Piazza del Duomo, 12
De outubro/2018 até fevereiro/2019

Primitismo, de Paul Klee

Uma nova perspectiva sobre o trabalho de Paul Klee é apresentada no Mudec com obras que focam no primitivismo europeu do início do século XX. Uma seleção das pinturas, aquarelas e desenhos a óleo serão exibidos ao lado de revistas e documentos históricos ligados ao crescimento artístico de Klee.

Via Tortona, 56
De setembro/2018 a janeiro/2019

Fotos: divulgação

 

 

Mais Recentes da CNN