Fronteiras abertas: aumenta número de países em que brasileiros podem ingressar

Ao todo, 42 destinos possuem restrições leves à entrada de turistas do Brasil; 29, como Cuba e Irlanda, possuem barreiras moderadas, ou seja, solicitam teste PCR ou comprovante de vacinação

Ouvir notícia
(Foto: Getty Images)

Com o avanço da vacinação no Brasil e no mundo, muitos países, principalmente na América do Sul e Central, já estão reabrindo suas fronteiras para viajantes que partem de solo brasileiro.

Ao todo, 42 destinos possuem restrições leves (quando não é necessário fazer quarentena) à entrada de turistas do Brasil, considerando apenas um comprovante de vacinação ou teste negativo de Covid-19. Alguns deles: República Dominicana, Ilhas Bahamas, Costa Rica, Belize, México, Colômbia, Venezuela, Egito e Emirados Árabes.

Por exemplo, a Costa Rica exige o preenchimento de um formulário, o “Pase de Salud”, que deve ser completado antes da partida do voo, seguro-viagem com cobertura de custos de tratamento ao Covid-19, entre outras obrigatoriedades. O México, entretanto, pode pedir quarentena e os viajantes podem ser obrigados a passar por exames de Covid-19 logo na chegada ao território, assim como o preenchimento de questionários de saúde.

Já as Ilhas Bahamas pedem para o ingresso em suas terras um certificado internacional válido de vacinação completa contra Covid-19, com o uso de uma vacina aprovada. Com isso, estão isentos dos requisitos de testes e pesquisas diárias de saúde no país. Outra possibilidade é ter um teste RT-PCR negativo feito no máximo 5 dias antes. As informações são da Skyscanner, empresa que oferece serviço de compra de passagens.

Veja mais
Brasileiro que visitou todos os países em tempo recorde parte para nova aventura pelo mundo
As melhores cidades do mundo para se viver em 2021
Brasil, Suíça e Grécia abrigam os melhores hotéis do mundo
Rua de São Paulo é eleita uma das “mais legal do mundo”

Entenda o turismo da vacina

O levantamento, consultado nesta quinta-feira (1), aponta ainda que 29 países impuseram restrições moderadas, em que viajar é possível caso o turista atenda a alguns requisitos de entrada, que podem incluir teste de Covid-19, comprovante de vacinação e/ou quarentena na chegada e/ou no retorno do país. Cuba, Equador, Jamaica, Croácia e Irlanda são alguns deles.

84 é o número de destinos com bloqueios fortes, ou seja, pessoas partindo do Brasil estão com a entrada suspensa. Só será permitida o ingresso no caso de cidadãos, residentes e/ou se o viajante atender a requisitos rígidos. Dentre esses destinos estão Estados Unidos, Canadá, Argentina, Venezuela, Peru, Chile, Austrália, França, Espanha, Itália e grande parte da União Europeia.

A Suíça, no entanto, está com as portas abertas para brasileiros desde 26 de junho. A reabertura das fronteiras se dá graças a diminuição de casos de infectados no país devido ao crescimento da população vacinada. A lista de regiões de risco elaborada até agora pelo Serviço Federal de Saúde Pública do destino foi reduzida e agora contém apenas os países e áreas em que circulam variantes do vírus que preocupam a Suíça, tais como: Reino Unido, Índia, Brasil, Canadá eÁfrica do Sul. As medidas sanitárias na fronteira estão, portanto, focadas nas pessoas que vêm desses países ou áreas, mas já aliviadas para brasileiros.

Os visitantes que foram completamente imunizados com duas doses da vacina (ou vacinas de dose única) terão permissão para entrar na Suíça a partir desses países sem precisar fazer o teste PCR ou cumprir quarentena. As vacinas aceitas atualmente são aquelas aprovadas pela Organização Mundial da Saúde: BioNTech, Moderna, Pfizer, Janssen, AstraZeneca, Sinovac, Sinopharm, CoronaVac e Serum Institute of India.

Obrigações atualizadas. Para acompanhar as últimas notícias sobre as restrições de viagens para brasileiros no exterior, o site do Ministério das Relações Exteriores mantém uma listagem.


Mais Recentes da CNN