Com avanço da vacinação, fronteiras do mundo vão se abrindo para brasileiros

Com diretrizes vacinais e guias de segurança estipulados, destinos estão abrindo suas fronteiras para viajantes que partem de solo brasileiro

Getty Images

Mariana Belleyda CNN

Ouvir notícia

Aos poucos, o mundo está abrindo as portas para os brasileiros. Com o avanço da vacinação, países ao redor do mundo estão reabrindo suas fronteiras para viajantes que partem do Brasil e vão revelando suas diretrizes vacinais e de segurança.

Segundo a Skyscanner, empresa que oferece serviço de compra de passagens, 43 destinos possuem restrições leves (quando não é necessário fazer quarentena) à entrada de turistas do Brasil, considerando apenas um comprovante de vacinação ou teste negativo de Covid-19. Alguns deles: República Dominicana, Ilhas Bahamas, Costa Rica, Belize, México, Colômbia, Venezuela, Egito.

Por exemplo, a Costa Rica exige o preenchimento de um formulário, o “Pase de Salud”, que deve ser completado antes da partida do voo, seguro-viagem com cobertura de custos de tratamento ao Covid-19, entre outras obrigatoriedades. Vacinas aceitas por lá: Moderna, Pfizer-BioNTech, AstraZeneca e Johnson & Johnson. O México não pede quarentena, mas é necessário o preenchimento de questionários de saúde.

Já as Ilhas Bahamas pedem para o ingresso em suas terras um certificado internacional válido de vacinação completa contra Covid-19, com o uso de uma vacina aprovada, Pfizer, Moderna, Johnson & Johnson e AstraZeneca. Com isso, estão isentos dos requisitos de testes e pesquisas diárias de saúde no país. Outra possibilidade é ter um teste RT-PCR negativo feito no máximo 5 dias antes.

Veja mais
As melhores cidades do mundo para se viver em 2021
Feriados no Brasil: pesquisa revela os lugares mais procurados pelos viajantes
Turismo religioso: 12 destinos para quem busca autoconhecimento e introspecção

Portugal anunciou nesta quarta-feira (1 de setembro) que voltará a permitir a entrada de turistas do Brasil quase 18 meses após impor a proibição de viagens não essenciais do país para conter a disseminação do novo coronavírus. Com a flexibilização, os viajantes do Brasil não precisam mais ficar em quarentena, mas deverão apresentar um teste negativo para Covid-19.

O governo português ainda não definiu a obrigatoriedade e reconhecimento das vacinas permitidas, o que dificulta o acesso dos brasileiros ao certificado digital europeu, ou Passaporte Covid, obrigatório para entrar no país. Ainda assim, sabe-se que por lá aceita-se as vacinas: Pfizer, Moderna, Janssen ou AstraZeneca. A liberação vale até 16 de setembro, mas pode ser revista a qualquer momento

As portas da Finlândia estão abertas para turistas com vacinação completa, inclusive brasileiros. No entanto, de acordo com a embaixada do país, todos os passageiros provenientes de países de alto risco chegando à Finlândia (incluindo vacinados) serão direcionados após o desembarque a um ponto de atendimento, para um exame de saúde obrigatório.

Passageiros acima de 16 anos deverão apresentar um dos seguintes documentos no aeroporto de Helsinque: comprovante de vacinação completa; comprovante de vacinação da primeira dose; teste negativo PCR ou antígeno realizado nas 72h que antecedem a entrada a Finlândia; laudo com diagnóstico de Covid-19 nos últimos seis meses. Todos os documentos devem ser traduzidos para inglês com tradutor juramentado. As vacinas aceitas são Coronavac, AstraZeneca, Pfizer, Janssen, Covishield e Moderna. Sobre voos com conexão: O embarque do passageiro brasileiro depende das restrições do país de escala, uma vez que não existem voos direto do Brasil para a Finlândia. Neste caso, o consulado recomenda consultar diretamente as autoridades do país de conexão ou a companhia aérea sobre as restrições de escala para passageiros provenientes do Brasil.

O Canadá estipulou a data de 7 de setembro para que suas fronteiras se voltem a se abrir para turistas do mundo totalmente vacinadosAs vacinas aceitas no país são AstraZeneca, Pfizer-Biotech, Moderna e Janssen e o viajante precisa ter concluído o ciclo de vacinação ao menos 14 dias antes de ingressar no país. A CoronaVac, fabricada pela Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, ainda não foi autorizada.

França afrouxou as regras para entrada de passageiros. Agora, pessoas viajando de países da lista vermelha, da qual o Brasil faz parte, terão passe livre desde que apresentem comprovante de vacinação por imunizantes reconhecidos pela Agência Europeia de Medicamentos. Entre eles, estão os da Pfizer, AstraZeneca, Moderna e ou Janssen.

As portas do Marrocos estão abertas para receberem viajantes brasileiros completamente vacinados. Para entrar no país é necessário portar o comprovante da imunização e apresentar o teste PCR negativo. Todas as vacinas aplicadas no Brasil são aceitas por ali: Astrazeneca-SK Bio, Covishield, Janssen (Johnson & Johnson), Moderna, Pfizer, Sinopharm, Sinovac e Sputnik, de acordo com o governo marroquino.

A Suíça também liberou as fronteiras para brasileiros graças a diminuição de casos de infectados no país devido ao crescimento da população vacinada. Os viajantes que apresentarem um certificado internacional válido para vacinação completa, com o uso de uma vacina aprovada (AstraZeneca, Covishield, Janssen, Moderna, Pfizer, Sinopharm e Sinovac), têm permissão para entrar em território suíço e estão isentos dos requisitos de teste e quarentena.

Quem está no Brasil também pode voar rumo a Espanha, desde que apresente a comprovação de imunização completa contra a Covid-19. O país também liberou os brasileiros da obrigatoriedade de fazer quarentena e aceita todos os tipos de vacinas aplicadas no Brasil. A Embaixada da Espanha no Brasil publicou em sua página oficial comunicado para informar sobre o requisito do esquema vacinal a ser preenchido para a viagem. A imunização do brasileiro terá que ter sido completada 14 dias antes do embarque.

O levantamento, feito nesta terça-feira (31 de agosto), aponta ainda que 82 é o número de destinos com bloqueios fortes, ou seja, pessoas partindo do Brasil estão com a entrada suspensa. Só será permitida o ingresso no caso de cidadãos, residentes e/ou se o viajante atender a requisitos rígidos. Dentre esses destinos estão Estados Unidos, Argentina, Reino Unido, Itália entre outros.

Obrigações atualizadas

Para acompanhar as últimas notícias sobre as restrições de viagens para brasileiros no exterior, o site do Ministério das Relações Exteriores mantém uma listagem, assim como a página da IATA, Associação internacional de Transportes Aéreos.

Mais Recentes da CNN