por: Viagem e Gastronomia Viagem e Gastronomia

A incansável Las Vegas

Com alta gastronomia e hotéis luxuosos, a “cidade proibida” tem infinitas opções de entretenimento

Ouvir notícia

Com alta gastronomia e hotéis luxuosos, a “cidade proibida” tem infinitas opções de entretenimento

Uma cidade fervilhante, desenhada para entreter e deixar os turistas enlouquecidos – literalmente – com a sua variedade de opções para todos os gostos e idades. Chamada de Cidade Proibida, Las Vegas não é um lugar para descansar. Muito dinheiro circula na cidade e cada hotel cassino faz o que pode para chamar atenção. Vai desde construir réplicas da torre Eiffel e de cidades, como Veneza, com direito a passeio de gôndola e tudo.

las-vegas-02

Os hotéis são verdadeiros complexos, com muitos restaurantes e infinitas opções de entretenimento. Naturalmente um chamariz para apostar em suas mesas ou roletas. E daí se vê de onde vem tanto dinheiro para construir esse verdadeiro playground de adulto em pleno deserto. E essa bagunça encanta. Seja pelas inúmeras opções de shows – enquanto estava lá Celine Dion, Eric Clapton e Garth Brooks estavam em cartaz – ou pelas opções de gastronomia, com dezenas de estrelados ou unidades dos mais famosos pelo mundo, como o japonês Nobu (não deixe de pedir o peixe do Alaska, Halibut), Bagatelle, Tao ou o italiano Lupo (do chef estrela Wolfgang Puck) e Allegro.

las-vegas-03

Andar pela Strip, a Las Vegas Avenue, é uma diversão. Vale deixar um dia para descer toda a avenida e ir entrando de hotel em hotel, conferindo as atrações. No interior do Caesar, há um Shopping com as mais variadas marcas, diferente de muitos que só têm grandes grifes. Lá o tempo se perde – não dá para saber se é dia ou noite quando se está passeando por seu interior. E com sorte encontrará a saída, passando pelo cassino, claro.

las-vegas-04

Entre as atrações mais inusitadas está o bar Minus 5, que serve shots e drinks em uma câmara de -5ºC de temperatura. Para entrar, cedem casaco e luva, além, claro, dos shots para aguentar o frio. Já o New York, New York possui uma montanha russa, sim, uma das grandes e com uma queda de fazer frente aos grandes parques, com direito a looping e tudo.

las-vegas-05

Vegas não é definitivamente a cidade dos indecisos, quase impossível com tanta variedade. Só Cirque du Soleil são oito diferentes espetáculos, de homenagens a ícones da música como The Beatles (Love) e Michael Jackson (One) ao sensual Zumanity. Das apresentações, destaque para o altamente recomendado “O”, uma referência à palavra francesa Eau, pautado pelo seu significado: água. É impressionante, não há como descrever as acrobacias, danças sincronizadas e malabarismos que conseguem fazer. É lindo assistir às movimentações na água, nado sincronizado e a delicadeza de sempre que acompanha a ousadia – marca registrada do grupo. Mais leve, mas não menos surpreendente, o Love é um espetáculo musical em homenagem aos The Beatles, para os amantes de Yellow Submarine e outros sucessos. Inesquecível. A delicadeza das interpretações das músicas é de emocionar.

las-vegas-06

À noite as baladas mais requisitadas são a Surrender ou a XS, ambas no Encore. Lá você terá a certeza de que Vegas sabe fazer uma boa festa. De lá veio a ideia das lindas garçonetes trazerem champanhes com fogos e sinalizadores luminosos quando pedem uma champagne Cristal ou Dom Perignon, na versão Magnum, feitas somente para lá. As mesas custam de 3 mil dólares a 9 mil, por noite! Vegas é sinônimo de gastar – e muito.

las-vegas-07

Ainda há a opção de sobrevoar o Grand Canyon de helicóptero pela manhã ou ver o pôr do sol lá. Também dirigir durante uma tarde possantes como Porsche ou Aston Martin em uma pista de corrida. As opções de entretenimento vão além da imaginação. Afinal, está em Vegas, baby.

las-vegas-08

Pôr do sol de Vegas, vista do Wynn, um dos mais luxuosos hotéis de lá:

las-vegas-09

Mais Recentes da CNN