por: Viagem e Gastronomia Viagem e Gastronomia

Após fechamento na pandemia, Eleven Madison Park, em NY, reabre com menu vegano

"É hora de redefinir o luxo", diz Daniel Humm, chef da casa que soma 3 estrelas no Guia Michelin

Ouvir notícia
Salão principal do Elevan Madison Park (Foto: Reprodução Facebook)

Após 15 meses fechado, o estrelado Eleven Madison Park, em Nova York, se prepara para reabrir no dia 10 de junho, mas em novo formato: com menu 100% vegano.

Em comunicado publicado no site do restaurante, o chef Daniel Humm conta como aconteceu essa transição: “Em meados do ano passado, quando começamos a imaginar como seria o restaurante após a pandemia percebemos que não apenas o mundo mudou, mas nós também. Sempre agimos com sensibilidade ao impacto que causamos em nosso entorno, mas estava ficando cada vez mais claro que o sistema alimentar atual não é sustentável. Depois de tudo que vivemos no ano passado, não poderíamos abrir o mesmo restaurante. Com isso, compartilho que decidimos servir um menu à base de plantas, e não vamos usar nenhum produto de origem animal – todos os pratos serão feitos de vegetais, tanto da terra quanto do mar, bem como frutas, legumes, fungos, grãos.” E completa: “Esta decisão foi inspirada no desafio de conhecer mais profundamente os nossos ingredientes e de nos esforçarmos criativamente.”

Couve-Flor assada com Curry (Foto: Evan Sung/Reprodução Instagram)

Leia mais
Restaurantes veganos e vegetarianos contemplados com estrelas Michelin
Dia Mundial sem Carne: conheça a origem da data e as ações mundiais em prol de uma alimentação cruelty free
São Paulo ganha primeiro restaurante de comida japonesa vegana do Brasil
Aprenda a preparar a Paella vegetariana típica da Comuna do Ibitipoca, em MG

A casa é reconhecida pela alta gastronomia e pelo requinte e criatividade de suas receitas, não à toa soma 3 estrelas Michelin e foi eleito o melhor restaurante do mundo em 2017, segundo o World’s 50 Best Restaurants. Entre seus principais pratos estava o pato com cobertura de mel de lavanda e a lagosta escaldada na manteiga.

“É hora de redefinir o luxo como uma experiência que serve a um propósito maior e mantém uma conexão genuína com a comunidade. A experiência de um restaurante é mais do que o que está no prato”, finalizou o chef.

Mais Recentes da CNN