Park City: a capital dos esportes de inverno dos Estados Unidos

Maior região esquiável dos Estados Unidos, Park City concentra duas estações de esqui: Deer Valley e a homônima Park City Mountain Resort. Sua neve é considerada uma das melhores do país. A pequena cidade de Park City, no inverno, é puro charme com suas ruas e casas cobertas de neve. Seus dois resorts são conhecidos […]

Maior região esquiável dos Estados Unidos, Park City concentra duas estações de esqui: Deer Valley e a homônima Park City Mountain Resort. Sua neve é considerada uma das melhores do país.

A pequena cidade de Park City, no inverno, é puro charme com suas ruas e casas cobertas de neve. Seus dois resorts são conhecidos por terem as melhores neves para esquiar, melhorando muito a experiência, tanto para iniciantes quanto para amantes dos esportes de inverno. Devido às condições geográficas do local, os flocos são mais secos que a média, ou seja, forma-se menos gelo e é mais macia, o famoso “powder”, para os iniciados.

ParkCity1

No final do ano de 2015, Park City se juntou à estação vizinha, Canyons Resort, e criou a maior área esquiável dos Estados Unidos, com quase 3 mil hectares de extensão. São mais de 300 pistas, 38 meios de elevação entre skilifts (teleféricos) e magic carpets (esteiras). A novidade desta temporada é a Quicksilver, uma gôndola de alta velocidade com capacidade para até oito pessoas, que liga Park City a Canyons.

ParkCity2

Sua estação de esqui é democrática: oferece uma variedade de pistas e condições para todos os níveis, tanto de esqui quanto de snowboard. Assim como toda estação, é possível contratar aulas, professores particulares, comprar e alugar equipamentos para a prática. Nos intervalos do esporte, diversas opções de alimentação, desde rápidos lanches e cafés até excelentes restaurantes. Nesta temporada, a novidade é o Miners Camp, que tem capacidade para até 500 pessoas.

ParkCity4

E a região é muito mais que esqui. Além de ser palco do Sundance, o mais conceituado festival de cinema independente do mundo, que acontece anualmente em janeiro, a cidade de Park City já foi sede dos jogos olímpicos de inverno, em 2002. O Utah Olympic Park se transformou em um centro de treinamento de atletas, aberto para visitação e com atividades até para a criançada. Lá é possível ter a experiência de andar em um bobsled, que ficou célebre depois do filme Jamaica abaixo de Zero. Com um rápido treinamento, é possível descer a pista e alcançar até 150 km/h. É pura emoção!

ParkCity5

Um passeio de balão para ver a cidade coberta de neve e sobrevoar a Wasatch Mountains é um ótimo programa. A Main Street, rua principal de Park City, é repleta de galerias de artes, lojas de roupas e acessórios. A rua ainda é repleta de excelentes bares e restaurantes. Para quem gosta de agito, a Main Street é o lugar certo.

ParkCity3

A cidade de Park City oferece excelente infraestrutura hoteleira: são mais de 100 opções de hotéis e lodges para todos os gostos e bolsos, entre os complexos de Deer Valley e Park City Mountain, que são vizinhos. Entre eles, o luxuoso Stein Eriksen Lodge Deer Valley é um dos destaques da cidade. Esta rede também tem o The Chateaux, com quatro estrelas e ótimas instalações. Todos os hotéis oferecem transfers entre as estações e a cidade.

ParkCity7

Chegar até Park City não é uma missão tão fácil. Mas vale cada segundo. Sem voos diretos saindo de São Paulo, é preciso fazer ao menos uma conexão e a média de viagem é de 14 horas de voo. A cidade fica a apenas 35 minutos do aeroporto internacional de Salt Lake City.

Fotos: Divulgação e Pamela Carvalho

*A jornalista viajou a convite da Câmara de Comércio e do Convention & Visitors Bureau de Park City, Utah (EUA)