Viagens de carro: três cidades históricas em Minas Gerais

Ouvir notícia

As cidades históricas de Minas Gerais encantam qualquer um e merecem ser apreciadas sem pressa. Selecionamos três lugares que precisam estar no seu roteiro. Confira!

O Brasil Colônia deixou alguns bons vestígios no estado de Minas Gerais, afinal, foi por ali que colônias do Reino de Portugal se acomodaram entre os séculos XVI e XIX. Entre fachadas históricas, igrejas emblemáticas e muita arte barroca, as cidadezinhas próximas a Belo Horizonte são uma verdadeira viagem ao tempo. Por isso, fizemos uma seleção com três cidades que não podem ficar de fora do roteiro por Minas. Veja os detalhes abaixo e programe-se!

Congonhas

Ao chegar no centro histórico de Congonhas, a 1h20 de Belo Horizonte, você já se depara com o grande cartão-postal da cidade: o Complexo do Santuário do Bom Jesus dos Matosinhos, que conta com 12 profetas, esculpidos em pedra sabão por Aleijadinho, artista barroco muito presente nos arredores. A cidade, que hoje em dia é totalmente revitalizada, é conhecida por abrigar inúmeros santos, santuário e diversas igrejas que foram restauradas. Congonhas, assim como outras cidades históricas mineiras, tem grande importância para o estado, já que faz parte do Caminho Velho da Estrada Real, antiga estrada percorrida durante o processo de exploração econômica na época do Brasil Colônia. 

Comece explorar a cidade através do Santuário do Bom Jesus dos Matosinhos, onde você conseguirá observar de pertinho todas as obras de Aleijadinho. Além disso, bem frente à basílica, aproveite para conhecer o Jardim dos Passos, composto por seis capelas que representam a Via Sacra com esculturas feitas em cedro, produzidas por Aleijadinho e seus assistentes, entre os anos de 1796 e 1799. Inclusive, devida à importância para a história de Minas Gerais, o complexo é Patrimônio Cultural da Humanidade, tombado pela UNESCO, em 1985. 

Congonhas tem diversas obras feitas por Aleijadinho (Foto: Pixabay)

Além de igrejas tombadas e históricas, Congonhas reserva outras surpresas aos turistas. Fora os restaurantes com aquela comidinha típica mineira, a cidade também é palco de belezas naturais, como o Parque Ecológico das Cachoeiras. Para quem procura um passeio alternativo e repleto de aventura, é o lugar certo, com trilhas e caminhadas, rodeado de natureza exuberante. Por lá, também é possível aproveitar a infraestrutura completa, com piscinas de água natural para adultos e crianças, campo de futebol, quadra poliesportiva, camping, churrasqueiras e lanchonetes. Uma vez no Parque Ecológico das Cachoeiras, emende a visita na Cachoeira da Água Limpa, Lagoa da Água Preta e no Horto Florestal. 

Veja também: 

Chegou o inverno: delivery de sopas e fondues em Belo Horizonte

Deliveries em Belo Horizonte, por Marina Albuquerque

Casas que oferecem delivery em Belo Horizonte

Ouro Preto

Ouro Preto: uma das cidades mais visitadas de Minas Gerais (Foto: Unsplash)

A cidade de Ouro Preto é uma das mais conhecidas no estado de Minas Gerais. Localizada a 1h40 de Belo Horizonte, é a porta de entrada para quem deseja desbravar os cenários históricos brasileiros. Foi importante no período do Brasil Colonial e até hoje guarda vestígios dessa época – como a arquitetura barroca e a arte. Antigamente, foi palco de um grande pólo econômico devido a quantidade de ouro e pedras preciosas que por ali foram encontradas – e, assim, colocou Minas Gerais no âmbito nacional. 

O passeio por Ouro Preto pode começar na Igreja de São Francisco de Assis, uma relíquia do século XVIII e um dos principais pontos turísticos da cidade. O centro, repleto de ladeiras e fachadas históricas, guarda inúmeras atrações, como o Museu da Inconfidência¹, a Feira do Largo de Coimbra, Igreja Nossa Senhora do Carmo, Museu do Oratório², Teatro Municipal e a Igreja Matriz de Nossa Senhora do Pilar. 

Além das inúmeras igrejas históricas, Ouro Preto também tem atrações para quem deseja explorar algumas belezas naturais da região. O Parque Estadual do Itacolomi é um bom exemplo, que tem uma grande ponta de pedra na paisagem que transforma a cidade. Por lá, você consegue conhecer a represa e o Mirante do Custódio, fazer trilhas ou agendar visitas guiadas ao Morro do Cachorro e ao Pico do Itacolomi. Fora isso, o Parque Municipal da Cachoeira das Andorinhas tem uma pequena cachoeira formada em meio a paredões de pedra, que recebe água do Rio das Velhas, um dos afluentes do Rio São Francisco. 

Como já falamos anteriormente, a cidade tem resquícios do período colonial onde o ouro era comercializado, além de outras grandes pedras preciosas. É possível descobrir mais dessa história através dos passeios às antigas minas de Ouro Preto, localizadas no centro histórico. Na Mina da Passagem, por exemplo, o turista pode ter acesso a uma estrada que liga Ouro Preto a Mariana e descobre diversos túneis e antigos trilhos que serviam de base para a exploração mineral da região. 

¹ O Museu da Inconfidência, localizado na Praça Tiradentes, é dedicado às lembranças da Inconfidência Mineira e também apresenta informações sobre o ciclo do ouro e dos diamantes que aconteceu no século XVIII. Por lá, você consegue ainda apreciar obras do Aleijadinho e Manuel da Costa Ataíde, entre outras relíquias tão importantes para a cidade. Por ora, o Museu da Inconfidência está fechado para visitantes. 

² Assim como o Museu da Inconfidência, o Museu do Oratório também está fechado aos visitantes. Seu acervo tem diversos detalhes valiosos da arquitetura, vestuário e costumes da época antropológica do Brasil. Os objetos expostos contam tanto a história do nosso país quanto de Minas Gerais, por meio da influência barroca, rococó e neoclássica. 

Veja também: 

Opções de delivery em Belo Horizonte por Sandra Boechat

Conheça o hotel Fasano de Belo Horizonte

12 obras e galerias imperdíveis para conhecer em Inhotim

Tiradentes

Localizada a 3h de Belo Horizonte, Tiradentes é uma das cidades históricas mais conhecidas de Minas Gerais. Patrimônio Histórico pelo IPHAN, a cidadezinha é charmosa, totalmente preservada e é cercada pela beleza natural da Serra de São José – sendo destino ideal para àqueles que desejam conhecer um pouco mais da arquitetura do século XVIII, aproveitar a comida típica da região, passear entre casarões tombados e, de quebra, curtir algumas belezas paisagens. 

Comece o passeio pela Rua Direita, a principal via de acesso da cidade, localizada no centro histórico. Por ali, alguns pontos turísticos estão presentes, como o Museu de Arte Sacra – localizado na antiga cadeia pública de Tiradentes – e a Capela de Nossa Senhora do Rosário. Depois, emende até a Igreja Matriz de Santo Antônio, que está localizada em um imponente mirante com vista para a deslumbrante Serra de São José – um marco importante para a história da cidade, já que sua fachada é ornamentada com esculturas feitas barrocas por Aleijadinho. Aproveite o passeio e aprecie o pôr do sol diretamente dali – a vista será de tirar o fôlego. 

Tiradentes: cidade abraçada pela Serra de São José (Foto: Alberto Lopes)

Além das atividades históricas, a cidade de Tiradentes reserva inúmeras belezas naturais, prontas para serem exploradas. Uma das opções é a Trilha do Carteiro, que vai até o alto da Serra de São José e presenteia o turista com belíssimas piscinas naturais. Já a Travessia da Serra de São José inclui um passeio pelas matas, mirantes, paisagens rupestres e vai até o topo de 1.200m de altitude. Fora isso, aproveite a ida a Tiradentes e inclua uma ida a São João del Rei no roteiro – uma cidadezinha bem próxima com inúmeras atrações turísticas. O passeio pode ser realizado de Maria Fumaça*, um antigo trem que percorre esse trecho ou até mesmo de ônibus. 

*Por ora, o passeio de Maria Fumaça está indisponível devido à pandemia do Covid-19, sem previsão de reabertura

10 lugares para comer bem em Tiradentes, Minas Gerais

Mais Recentes da CNN