por: Viagem e Gastronomia Viagem e Gastronomia

Você sabe como funciona uma fábrica de ovos de Páscoa? Descubra!

Ouvir notícia

No meio de um bairro residencial existe uma fábrica dos sonhos, em São Paulo. Mas muito longe de ser fantástica, como a dos filmes. De lá, saem ovos de Páscoa que abastecem as principais redes de varejo da capital.

Processo de fabricação de ovos funciona em linha de produção

Do lado de fora nem se imagina que ali funciona uma fábrica de chocolates. Nem que milhares de ovos de Páscoa são fabricados bem debaixo dos “olhos”, por assim dizer, da vizinhança, que tem comércios comuns na região central de São Paulo.

Sete passos separam a preparação do chocolate até que se chegue ao produto final, embaladinho, pronto para ser consumido.

Entenda o processo:

Pinga ni mim
Após o chocolate receber a temperatura ideal (pastoso), derretido vai para as formas em uma máquina chamada pingadeira. Cada forma tem capacidade para fazer oito ovos por vez. Em uma cadeia industrial, com diferentes esteiras, acontecem todos os processos de formatação dos ovos de Páscoa. Em todos os ambientes, há gente limpando o chão. Afinal, é fácil deixar rastros pelos corredores.

Dança das formas
Um funcionário tira as formas da esteira, junta duas metades e as prende na centrífuga. Aqui, o ovo de páscoa vai ganhando forma, quando o chocolate passa de um lado a outro para que fique uniforme. Tanto a máquina como as formas têm um ímã, que as prendem para não cair com o movimento. Mas pode acontecer… O chão é forrado com papel manteiga para que não se desperdice nada. O que cai volta para o início. Ganhou forma? Volta para a esteira!

Refrigeração
Em mais um processo, um funcionário coloca os ovos (ainda na forma) em um refrigerador potente. Mas não é como uma geladeira normal, vertical… É como como se fosse um forninho gigante, com esteira. Essa parte é importante para que os ovos ganhem consistência e não quebrem tão facilmente – seja nas embalagens, transporte ou até mesmo na gôndola do supermercado.

Controle de qualidade
Seguindo a linha de produção, os ovos são retirados da forma e as duas metades se juntam em mais uma esteira. Os quebrados voltam ao início do processo, assim como as formas sujas, que serão reutilizadas. Se tiver realmente quebrado ou trincado, alguém os quebra em micropedaços, separa e devolve ao início do processo.

Brindes e recheios
Na outra ponta, alguém pega as duas metades e forma o ovo, envolvendo-os em um alumínio, colocando o brinde (brinquedo) e/ou os ovos e bombons de chocolate para que atinjam o peso ideal, como o descrito nas embalagens. Tem uma máquina que embala direitinho, também. Aqui, há uma primeira pesagem. Na esteira, inteligente, os ovos que não têm peso correto ou apresentam alguma falha na produção são automaticamente excluídos. Parece mentira, mas abre-se um vão na esteira e estes ovos são “engolidos”, e mais uma vez voltam ao estágio inicial.

Embalagem 
Já pronto, vai para a embalagem final e pesagem. O ovo ganha fitilho e adesivo da marca. Abaixo do peso, ganham ovinhos de chocolate naqueles copinhos de suporte. Neste mesmo ambiente, uma turma fica responsável por “perfurar” o número do lote nas embalagens. Aqui, também são cortados o papel alumínio em pequenos pedaços.

Finalização
Com tudo pronto, é hora dos ovos irem para as caixas. Novamente na esteira depois de ganhar embalagem, uma máquina abre as caixas de papelão e adesivam o fundo para que não se solte facilmente. Os funcionários encaixam outro papelão que não permite com que os ovos se batam e, consequentemente, quebrem. Dali seguem para ser vendidos nas lojas para o consumidor final.


CURIOSIDADES

  • A capacidade diária de fabricação dessa marca é de 120 mil unidades de ovos por dia
  • São comprados cerca de 25 toneladas de chocolate líquido, que servem de matéria-prima.
  • Nota-se um desperdício de 4 a 5% de todo o processo, mas que é recuperado porque o chocolate volta ao processo de preparo.
  • O processo de fabricação dos ovos de Páscoa começa em outubro do ano anterior e termina próximo do Carnaval.
  • Só nesta fábrica foram fabricados 11 milhões de ovos de Páscoa para as Lojas Americanas.
  • Só dos personagens de Frozen, da Disney, foram 500 mil unidades. Eles têm licenciados 25 personagens.
  • 80% dos brindes vêm da China, os outros 20% são fabricados aqui no Brasil.
Linha própria e de produtos licenciados da fábrica paulista (Fotos: André Aloi)

Agradecimentos à 33PR, que agendou nossa visita à fábrica da Top Cau, em São Paulo.

Mais Recentes da CNN