por: Viagem e Gastronomia Viagem e Gastronomia

SP lança guia de destinos inclusivos para comunidade LGBTQIA+, negros e idosos

Mapa da Diversidade tem por objetivo divulgar e fortalecer cidades paulistas que possuem produtos de nichos ou segmentos que atendam à diversidade

Ilhabela, no litoral norte, é um dos destinos destacados por seu trabalho com cadeiras anfíbias nas praias
Ilhabela, no litoral norte, é um dos destinos destacados por seu trabalho com cadeiras anfíbias nas praias Marcos Assis/Unsplash

CNN Viagem & Gastronomiado Viagem & Gastronomia

São Paulo

Ouvir notícia

São Paulo lançou nesta quarta-feira (24) o primeiro Mapa da Diversidade dos destinos, um guia que com 59 municípios do estado classificados como amigáveis e inclusivos. Os destinos foram pensados para viajantes idosos, afrodescendentes, LGBTQIA+, pessoas com deficiência e comunidades tradicionais.

O objetivo do mapa é dar visibilidade às boas práticas voltadas ao nicho do turismo e fomentar a adesão de outros municípios pelo estado. Segundo a Secretaria de Turismo e Viagens, a terceira idade é o grupo mais contemplado pelos municípios (49%), seguido pelo afroturismo (46%), acessibilidade (41%), turismo de base comunitária (32%) e turismo LGBTQIA (29%).

É a primeira vez que um estado brasileiro inclui vários grupos em um mesmo material que servirá como guia para a população e para os próprios locais. A partir das informações encaminhadas, 59 cidades receberão uma série de ações com foco na sensibilização e capacitação de destinos, bem como na identificação e expansão da oferta de produtos.

Destinos contemplados

Uma das cidades incluídas no mapa é Ilhabela, no litoral norte, que se destaca pela acessibilidade. Já no interior, Jundiaí, de mais de 400 mil habitantes, entrou para a lista por um projeto que estimula o turismo da terceira idade – a cidade incluiu 16 atrações para este público.

A cerca de 60 km dali, Atibaia também está incluída entre os destinos: a cidade conhecida pela Pedra Grande tem uma pousada com foco em atender com segurança o público LGBTQIA+.

Ambos os destinos, Jundiaí e Atibaia, já fazem parte do Circuito das Frutas, polo turístico bem próximo da capital formado por 10 cidades que primam pelo turismo rural.

Outras cidades também tiveram destaque, como São Sebastião, no litoral norte, com sua rota caiçara que possui atrações culturais para todas as idades, e também Eldorado, município de 15 mil habitantes já considerado uma estância turística pelo governo, que tem fomentado o turismo em um quilombo.

O lançamento do mapa ocorreu na 5ª Conferência Internacional da Diversidade – Empresas, Cultura e Turismo LGBT, da Câmara LGBT de Turismo. De acordo com o governo, a inclusão tem sido um fator importante na atuação da Secretaria: os municípios que atendem à comunidade LGBTQIA+, por exemplo, somam pontos na pesquisa de ranqueamento de destinos, ajudando-os a receber mais recursos.

O Mapa da Diversidade de destinos de São Paulo pode ser acessado aqui.


Mais Recentes da CNN