Sabia que há ferramentas escondidas no seu celular que permitem visitar cidades por realidade virtual? 

Com um clique na tela de seu aparelho, é possível fazer um tour imersivo pelas principais cidades do mundo, desde Nova Iorque até Tóquio

Mirante dos Dois Irmãos, em Fernando de Noronha (PE), visto a partir da ferramenta de realidade aumentada pelo Google Street View
Mirante dos Dois Irmãos, em Fernando de Noronha (PE), visto a partir da ferramenta de realidade aumentada pelo Google Street View

Ouvir notícia
Mirante dos Dois Irmãos, em Fernando de Noronha (PE), visto a partir da ferramenta de realidade aumentada pelo Google Street View

Com as viagens parcialmente interrompidas por conta da pandemia da Covid-19, milhões de pessoas do mundo inteiro passaram a se divertir e visitar pontos turísticos concorridos dos seus lugares preferidos da casa. Museus, exposições, castelos e shows agora podem ser visitados e curtidos com ajuda de ferramentas digitais, que te transportam para qualquer evento ou lugar do mundo. 

Essa é também a premissa do Flyover, uma ferramenta imersiva da Apple disponível para iPhones e iPads que faz parte do Mapas, aplicativo de fábrica da empresa norte-americana. Basta abrir o app em seu aparelho, procurar uma das mais de 350 cidades disponíveis com a ferramenta pelo mundo e clicar no botão Flyover, em que é possível sobrevoar o local e conhecê-lo de acordo com os movimentos de sua mão. 

Além do passeio individual, a ferramenta oferece um tour virtual guiado, que une imagens 3D e de satélite para que o “viajante” conheça bem de perto os principais pontos turísticos da cidade escolhida. Basta apertar o botão de “Iniciar tour da cidade”.

Passeio aéreo virtual por Nova Iorque com o Flyover, com destaque para a Estátua da Liberdade (Foto: reprodução/Mapas)

Assim, em uma única tarde é possível sobrevoar o Estádio Green Point na Cidade do Cabo, na África do Sul, depois partir para a pequena cidade de Visby, na Suécia, passar por cima das ruínas da Igreja de Santa Catarina, e terminar o dia descobrindo os detalhes do Forte de San Felipe Del Morro, na ensolarada San Juan, em Porto Rico. Ainda dá para ver de pertinho e em 360º todos os detalhes da Estátua da Liberdade, em Nova Iorque, e dar um pulinho em Sydney, na Austrália, para apreciar a famosa ópera da cidade. 

Leia mais
Drive and listen: “dirija” pelas principais cidades do mundo ao som de rádios locais – e sem sair de casa!
Cansado da mesma vista? Conheça o mundo através das janelas de outras pessoas
Olhe para cima: Internet ajuda a explorar o céu durante quarentena

A ferramenta, assim como o próprio aplicativo Mapas, permite que os usuários realizem vários comandos, como dar zoom, visualizar imagens panorâmicas, inclinar e girar o telefone, aguçando a experiência graças à tecnologia de realidade virtual fotorrealística de alta resolução. 

Outra ferramenta similar no aplicativo, quase que imperceptível pelos usuários, é o Olhe ao Redor. Disponível apenas para visualização de 17 cidades no mundo, entre elas São Francisco, Osaka e Dublin, o recurso possibilita que usuários tenham uma visualização 3D interativa com alguns pontos destes locais, como ruas e atrações turísticas, a partir de uma visão em primeira pessoa no nível da rua. 

Ande livremente pelas ruas de Osaka, no Japão, e outras cidades com o recurso Olhe ao Redor (Foto: reprodução/Mapas)

Os dois recursos não são uma novidade da empresa multinacional de tecnologia, mas podem ser seus melhores amigos em tempos de pandemia, proporcionando o conhecimento de novos lugares e de novos comandos de seu dispositivo.

Street View no celular
Usuários de aparelhos Android também podem descobrir novos pontos de interesse ao redor do mundo com um simples clique na tela. Os celulares e tablets com o sistema operacional saem de fábrica com o Google Maps, serviço de pesquisa e visualização de mapas mundialmente conhecido.

Com o app aberto em mãos, é possível ver imagens de satélite da Terra inteira e ainda optar pelo Street View, recurso que permite que os usuários andem por ruas, atrações turísticas e regiões do mundo no nível do chão, em primeira pessoa.

Street View da Avenida Litorânea, em Maceió, com sensação de realidade aumentada (Foto: reprodução/Google Maps)

Com a ferramenta, pode-se ainda optar por desabilitar a imagem estática e descobrir uma localidade, como uma rua ou uma praia, utilizando os próprios movimentos do corpo e das mãos, passando uma sensação ainda maior de imersão e interatividade. No Street View de uma localização, é só apertar o símbolo de bússola no canto direito superior e pronto. 

Caso você tenha ido a um supermercado gigante ou teve de parar o carro em um local longe do seu compromisso, o Google Maps também dá a opção de lembrar onde o veículo foi estacionado. Basta abrir o app, apertar a bolinha azul que indica sua localização atual e marcar a opção de “definir como local de estacionamento”. Assim, o Google também armazena as informações de todos os lugares visitados vinculados a sua conta. Se você quiser ver o histórico ou ainda não permitir que a empresa norte-americana guarde os locais, dê uma checada neste link.

Mais Recentes da CNN