por: Viagem e Gastronomia Viagem e Gastronomia

Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Rio Restaurant Week chega à 23ª edição com 50 casas participantes

    Evento gastronômico tem duração de um mês e propõe menus fixos de almoço e jantar que variam de R$39,90 a R$139

    Atum selado com creme de ervilha e hortelã do Bottega Gastrobar faz parte da entrada criada para a Rio Restaurant Week
    Atum selado com creme de ervilha e hortelã do Bottega Gastrobar faz parte da entrada criada para a Rio Restaurant Week tomveba@gmail.com/Divulgação

    CNN Viagem & Gastronomia

    Ouvir notícia

    Começou na última semana, a 23ª edição do Rio Restaurant Week, no Rio de Janeiro, evento que propõe menus fixos a preços acessíveis em restaurantes espalhados pela cidade.

    Cerca de 50 casas participam do festival neste ano, 25 delas estreantes. A novidade fica por conta também da categoria Burger, com direito a hamburguerias preparando um menu a R$39,90 no almoço e no jantar.

    Os restaurantes participantes do evento possuem um menu especial que contempla entrada, prato principal e sobremesa. São quatro categorias diferentes: tradicional, plus, premium e diamond, que variam de preço.

    Na tradicional, o almoço custa R$ 49,90 e o jantar R$ 64,90. No plus, o almoço sai por R$ 59 e o jantar por R$74,90. Nas categorias superiores, a linha premium tem almoço a R$ 79 e o jantar R$ 109; por fim, a versão diamond, que abrange restaurantes de excelência, serve almoço por R$ 99 e jantar por R$ 139.

    Vale ressaltar que as casas oferecem duas opções de cada item – bebidas, couvert e serviço não estão inclusos .

    Restaurantes como Rubaiyat Rio, Pato com Laranja e T.T Burger são alguns dos participantes do festival. A lista completa e os menus podem ser visualizados no site oficial do evento.

    A edição deste ano, que segue até o dia 24 de julho, traz o tema “Música e Gastronomia”, que exalta a relação entre elas, uma maneira que a direção do festival encontrou para incentivar bons momentos na cozinha.


    Mais Recentes da CNN