por: Viagem e Gastronomia Viagem e Gastronomia

EUA criam plano para retomada e querem atrair 90 milhões de turistas por ano

Entidades ligadas ao setor de viagens e turismo preveem que recuperação ocorra já a partir do ano que vem e que turistas passem a gastar anualmente US$ 279 bilhões no território norte-americano

EUA planejam recuperar volume de turismo no futuro próximo
EUA planejam recuperar volume de turismo no futuro próximo Pxhere

Saulo Tafarelodo Viagem & Gastronomia

Orlando, Flórida

Ouvir notícia

Os Estados Unidos lançaram nesta segunda-feira (6) um plano estratégico para a retomada do turismo no país. Até 2027, o Departamento de Comércio estadunidense espera receber cerca de 90 milhões de visitantes por ano durante os cinco anos que o projeto ficar em vigor.

Com os números, o órgão estima que os visitantes gastem US$ 279 bilhões anualmente no país – quantia que ajudará na geração de empregos.

Para se ter uma ideia, em 2019, antes da pandemia, a indústria de viagens e turismo norte-americana tinha 9,5 milhões de empregos – ou seja, 1 em cada 20 empregos no país estava direta ou indiretamente ligado ao setor.

“O impacto da Covid-19 afetou nossas economias nacionais e locais, mas também nos apresentou uma oportunidade única de moldar uma indústria turística mais inclusiva, equitativa, sustentável e resiliente”, disse em comunicado Gina Raimondo, secretária de comércio dos Estados Unidos.

Recuperação dos números

O clima de otimismo com o futuro foi apresentado durante a IPW, maior feira de turismo dos Estados Unidos, que ocorre este ano entre 4 e 8 de junho em Orlando, na Flórida.

Roger Dow, presidente da US Travel Association, acredita que a recuperação do turismo já aconteça no ano que vem, em 2023.

Mas dados da Brand USA, organização que comercializa os EUA como um destino premium, apontam que a recuperação poderá acontecer totalmente apenas em 2025, quando, segundo o presidente da organização, Christopher Thompson, o objetivo é ultrapassar os 79 milhões de visitantes que o país recebeu em 2019.

Esses números foram lançados mesmo sem levar em conta o fim das exigências de teste negativo de Covid-19 e esquema vacinal completo para entrar no país, mas conversas com a capital Washington estão em andamento, segundo informações apresentadas na IPW.

Como em outros territórios do mundo, o setor de viagens e turismo dos Estados Unidos foi um dos que mais sofreram com os fechamentos e restrições por conta da pandemia de Covid-19. Mas com a vacinação em massa e a diminuição das restrições internacionais de circulação, a indústria turística norte-americana esboçou o início de sua recuperação. As chegadas internacionais aos Estados Unidos cresceram 15% em 2021 quando comparadas a 2020, quando 22,1 milhões visitantes internacionais estiveram no país.


Mais Recentes da CNN