por: Viagem e Gastronomia Viagem e Gastronomia

Aeroporto de Viena vai oferecer testes do novo coronavírus a € 190

A ideia é evitar que passageiros entrando no país precisem cumprir a quarentena de 14 dias imposta pelo governo

Reuters

Ouvir notícia
Aeroporto de Viena
Aeroporto mantém voos para cidades como Doha, Lisboa, Frankfurt, Minsk e Sofia
Foto: Flughafen Wien AG/Divulgação

O aeroporto de Viena vai oferecer testes do novo coronavírus a partir de segunda-feira (4). A ideia é evitar que passageiros entrando no país precisem cumprir a quarentena de 14 dias imposta pelo governo.

Até a decisão, quem chegasse ao terminal precisava apresentar um teste com resultado negativo realizado há no máximo quatro dias ou ficar isolado durante 14 dias. Agora, anunciou o aeroporto, os viajantes poderão realizar o teste PCR, que faz a detecção direta do vírus em secreção respiratória, e obter o resultado em até três horas.

“Viagens aéreas, de negócios ou emergenciais… ficarão mais fáceis e seguras”, afirma o comunicado. Além disso, os viajantes que já estiverem em quarentena poderão realizar o teste para não cumprir o restante do intervalo.

Leia também:
Venda de remédios à base de cloroquina dispara, mesmo sem eficácia comprovada
EUA autorizam uso de remdesivir nos pacientes com COVID-19

Os exames, que custam € 190 (R$ 1156,70), também podem ser realizados por quem está deixando a Áustria e precisa demonstrar no seu destino que não possui o vírus. O aeroporto de Vienna está realizando voos regulares para Doha, Dortmund, Dusseldorf, Frankfurt, Hamburgo, Lisboa, Minsk e Sofia, além de voos particulares. Voos de e para áreas de risco permanecem banidos.

A Áustria registrou 15.526 casos do novo coronavírus até aqui, com 598 mortes. O país já começou a relaxar seu confinamento de sete semanas, com lojas, incluindo salões de beleza e shoppings reabrindo na última semana de abril.

Mais Recentes da CNN