Exposições em cartaz em São Paulo

O avanço à fase verde do plano de flexibilização econômica estadual que possibilitou a volta de algumas atividades em São Paulo completou um mês nesta semana. Uma delas foi a reabertura de museus e galerias, com algumas restrições. Limite de visitantes, uso obrigatório de máscara, distanciamento social, medição de temperatura e limpeza reforçada fazem parte […]

John Lenon

O avanço à fase verde do plano de flexibilização econômica estadual que possibilitou a volta de algumas atividades em São Paulo completou um mês nesta semana. Uma delas foi a reabertura de museus e galerias, com algumas restrições. Limite de visitantes, uso obrigatório de máscara, distanciamento social, medição de temperatura e limpeza reforçada fazem parte do protocolo para esses locais voltarem a receber o público. É necessário ficar atento também ao horário de funcionamento e mecanismo de compra de ingressos, feito em sua maioria de forma 100% online. O Viagem & Gastronomia separou exposições que estão rolando da cidade para serem prestigiadas. Caso ainda não sinta segurança em sair de casa, alguns desses lugares oferecem experiências virtuais.

Confira:

MIS – Museu da Imagem e do Som

O MIS reabriu as portas ao público com a exposição “John Lennon em Nova York por Bob Gruen”, que fica em cartaz até janeiro de 2021. Os ingressos podem ser adquiridos de forma online, pelo site ou aplicativo da Sympla.

Neste primeiro momento, a exposição fica aberta de sexta a domingo, em horário reduzido das 12h às 18h. Por meio de uma curadoria inédita para o Brasil, assinada pelo jornalista Ricardo Alexandre, a exposição traz fotografias feitas por Bob Gruen, um dos maiores fotógrafos da cena rock’n’roll, que documentam a vida de John Lennon no período em que ele morou na cidade de Nova York.

As imagens de Gruen exploram não apenas a relação de John Lennon com Yoko Ono durante os anos 1970, mas também suas diferentes facetas: pai, ex-Beatles e rock star no auge da fama. Além dos excessos, dos shows e das festas, as fotografias apresentam os seus momentos de intimidade e lançam um olhar aprofundado sobre a pessoa por trás da imagem de ídolo internacional.

A mostra marca os 80 anos de nascimento e 40 anos de legado de John Lennon, além de integrar a programação comemorativa dos 50 anos do MIS.

Exposição com fotos de John Lennon por Bob Gruen está acontecendo no Miss (Foto: Reprodução Site)
Exposição com fotos de John Lennon por Bob Gruen está acontecendo no MIS (Foto: Reprodução Site)

Além dela, o museu disponibiliza também a exposição Leonardo da Vinci – 500 anos de um gênio – de forma digital.

Endereço: Av. Europa, 158 – Jardim Europa

MASP – Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand

Localizado no coração da Avenida Paulista, o MASP está com exposições simultâneas que trazem como tema em comum histórias da dança. O local continua com a política de ingressos gratuitos às terças-feiras. As bilheterias presenciais estão fechadas e as entradas só podem ser adquiridas pelo site.

São elas:

Hélio Oiticica: a Dança na Minha Experiência (curadoria de Adriano Pedrosa, diretor artístico, MASP, e Tomás Toledo, curador-chefe, MASP); Trisha Brown: Coreografar a Vida (curadoria de André Mesquita, curador, MASP) e Senga Nengudi: Topologias (conceito e ideia de Stephanie Weber, curadora, Lenbachhaus, e apresentação no MASP de Isabella Rjeille, curadora, MASP).

Na sala de vídeo acontece a exposição da cineasta e fotógrafa Babette Mangolte. A seleção de filmes que é apresentada tem como foco o interesse pela dança e pelo movimento do corpo, sobretudo dois projetos realizados a partir do trabalho de Yvonne Rainer.

O Acervo em Transformação é a exposição de longa duração da coleção do MASP e também está disponível aos visitantes. São diversos trabalhos expostos em cavaletes de cristal desenhados por Lina Bo Bardi (1914‐1992) — autora também do projeto do edifício —, que foram introduzidos em 1968, na inauguração do museu, aposentados em 1996 e trazidos de volta em 2015.

Mais informações como datas e horários disponíveis podem ser encontrados no site oficial do local.

Endereço: Av. Paulista, 1578 – Bela Vista/ Telefone: 11 3149 5959

Pinacoteca

A Pinacoteca de São Paulo, museu da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, voltou com suas exposições presenciais. Para garantir a segurança dos visitantes e funcionários, o local está seguindo o protocolo de segurança que determina 40% da capacidade de visitação. Os ingressos podem ser adquiridos pelo site oficial: www.pinacoteca.org.br . É necessário conferir valores e disponibilidade, já que há restrição no número de visitantes.

As principais exposições em cartaz são:

OS GEMEOS: Segredos, primeira exposição panorâmica da dupla de artistas formada pelos irmãos Otávio e Gustavo Pandolfo (São Paulo, 1974). A mostra, apresentada pelo Bradesco, conta com mais de 1000 itens, cerca de 50 inéditos ou nunca exibidos no país e mais de 1000 itens desse rico imaginário.

Seus trabalhos contam histórias – às vezes autobiográficas – cujas tramas envolvem fantasia, relações afetivas, questionamentos, sonhos e experiências de vida.

Para a exposição na Pinacoteca, o duo apresenta pinturas, instalações imersivas e sonoras, esculturas, intervenções site specific, desenhos e cadernos de anotações. (Até dia 22 de fevereiro de 2021)

Exposição acontece na Pinacoteca até fevereiro (Foto: Site Oficial)
Exposição acontece na Pinacoteca até fevereiro (Foto: Site Oficial)

Joan Jonas: Cinco Décadas, primeira exposição individual na América do Sul da pioneira da videoarte e da performance, Joan Jonas. Com curadoria de Berta Sichel, os trabalhos poderão ser vistos nas salas de exposição do 4° andar da Estação Pinacoteca. A mostra é uma co-realização com Phi Projetos e faz parte da rede de colaborações da 34ª Bienal de São Paulo. (Até dia 8 de fevereiro)

Hudinilson Jr.: Explícito reúne 77 obras provenientes de uma expressiva e recente doação com 95 itens ao acervo do museu realizada pela família do artista e pela Galeria Jaqueline Martins. Com curadoria de Ana Maria Maia e assistência de Thierry Freitas, ambos da equipe do museu, o recorte propõe elucidar, de maneira panorâmica, aspectos da trajetória desse “artista total”, falecido em 2013 aos 56 anos, de modo a privilegiar o entendimento da relação de sua prática artística com o museu e com a cidade, tema condutor da programação de 2020 da instituição.

A exposição traz fotografias, xilogravuras, desenhos, documentos, cadernos, objetos e trabalhos em xerografia. (Até dia 4 de janeiro de 2021).

Distância: uma seleção de vídeos e filmes da Pinacoteca feita de forma online com cinco obras audiovisuais da coleção da Pinacoteca. Os trabalhos de Cao Guimarães, Dalton Paula, Letícia Parente, Marcellvs L. e Sara Ramo poderão ser vistos até 23 de novembro. Originalmente pensados para salas de exibição em museus e galerias, eles ganham uma versão adaptada para o ambiente virtual. (Até dia 23 de novembro)

Endereço: Praça da Luz, 2/ Telefone: 11 3324-1000

Farol Santander

Farol Santander está com exposição de Flávia Junqueira (Foto: Tina Bornstein)
Farol Santander está com exposição de Flávia Junqueira (Foto: Tina Bornstein)

Até 10 de fevereiro Flavia Junqueira está em cartaz no Farol Santander com a exposição REVOADA. A artista eleva nosso olhar para encontrarmos balões flutuantes ou revoadas de formas e cores. Suas ingênuas bexigas de encher povoam seu Brasil de Norte a Sul. Inserem conotações políticas, filosóficas, linguísticas e psicológicas. Eles fogem da casa para prédios tombados e espaços públicos. Cada balão é um ato pictórico que introduz cor, sentidos e significações. Balões verdes no Minhocão em São Paulo clamam por ecologia; espalhados pelo chão numa sala abandonada, os balões aludem à decadência econômica e à melancolia diante da avassaladora passagem do tempo, murchos lembram a morte, a efemeridade da vida.

Outra exposição também em cartaz é a “Devaneios – Os Mundos de JeeYoung Lee”, da artista sul-coreana e direção artística de Facundo Guerra.

Endereço: Rua João Brícola, 24 – Centro / Horário de Funcionamento: terça a domingo, das 9h às 20h. 

Itaú Cultural 

Lima Duarte: ator, diretor, sonoplasta, dublador e apresentador, que completou 90 anos em março deste ano, é tema da 50ª edição do programa Ocupação Itaú Cultural. A mostra, em cartaz até 10 de janeiro de 2021, convida o público-espectador a participar de um percurso de 40 minutos em vídeo que acompanha a trajetória do ator – da infância em Desemboque (MG) à chegada a São Paulo (SP), passando pelo rádio e migrando para a televisão, sem nos esquecermos da importante passagem pelo Teatro de Arena e do primoroso trabalho no cinema. Entre cenas e personagens que marcaram a carreira do ator, é possível escutar a história de Lima contada por ele mesmo e por alguns amigos e companheiros de trabalho, como Laura Cardoso, Hermano Penna, Rolando Boldrin e David José Lessa.

Endereço: Av. Paulista, 149 – Bela Vista / Horário de Funcionamento: terça a sexta, das 13h às 19h, e sábado, domingo e feriado, das 10h às 16h. 

Le’Bou Food Art

A Up Time Art Gallery, galeria itinerante que reúne artistas do Brasil e do mundo para oferecer o que há de melhor do cenário da arte, realiza a sua primeira exposição beneficente em São Paulo. Com o intuito de ajudar os mais vulneráveis na pandemia, a campanha irá doar 30% do valor arrecadado nas vendas das obras expostas para o Projeto Partager.

Chamada de “Exposição Campanha Solidária”, ela acontecerá no Le’Bou Food Art, no Itaim Bibi, até 30 de novembro, e contará com novos artistas do cenário de arte contemporânea. A exposição estará aberta para visitação e também para compras de obras.

A Espera, de Lincoln Lima, é uma das obras que está na exposição Campanha Solidária Up Time Art Gallery (Foto: Divulgação)
A Espera, de Lincoln Lima, é uma das obras que está na exposição Campanha Solidária Up Time Art Gallery (Foto: Divulgação)

Endereço:: Le’Bou Food Art – Rua Doutor Renato Paes de Barros, 415 – Itaim Bibi, São Paulo/ Horário: Seg 12-15h | Ter-Sex 12-15h e 18h-22h | Sáb 12h-16h e 18h-22h | Dom 12-17h / Site: https://www.uptimegallery.com/campanhasolidaria

LUIS MALUF ART GALLERY

A Luis Maluf Art Gallery, localizada nos Jardins, recebe neste mês a exposição “Lugares Afetivos”, da artista Anny Lemos. Com curadoria de Túlio Stafuzza, a mostra é gratuita e ficará até meados de novembro. É necessário agendar a visita pelo site.

Em Lugares Afetivos, as telas que Anny apresenta remetem a cenas de suas lembranças. Assim, a artista propõe uma reflexão sobre a intimidade da casa com seus habitantes, ainda trazendo uma outra dimensão: somos também moradores de nossas memórias. A postura de Anny é aqui antes de escuta que de fala. Ela capta afetos que nascem da união de pessoas com seus lares. E os reverbera em sutis e profundas camadas de acrílica. Nas obras dessa série o ambiente é rico em detalhes e cores. As figuras humanas possuem a mesma nitidez de uma lembrança longínqua.

Quem ainda não se sentir seguro para sair de casa, pode conferir a exposição em um Tour Virtual 3D, disponível no site.

Endereço: Rua Peixoto Gomide, 1887 – Jardim Paulista, São Paulo/ Telefone: (11) 99344-4238