Leblon ganha tasca portuguesa comandada por ex-garçom do bar Jobi

Depois de 21 anos de serviços prestados aos bons de copo nas mesas do festejado Jobi, o ex-garçom Cecílio Araújo deixou a casa para abrir seu próprio bar

Bolinho de alheira é um dos itens de destaque do Sardinha Taberna, no Leblon
Bolinho de alheira é um dos itens de destaque do Sardinha Taberna, no Leblon Fabio Wright

Fabio Wrightdo Viagem & Gastronomia

Rio de Janeiro

Ouvir notícia

Com ambientação graciosa e mesas que se esparramam pela calçada, a pequenina e autêntica Sardinha Taberna Portuguesa foi inaugurada em agosto, no Leblon, e em poucos meses já vive lotada. O motivo está, claro, no chope gelado tirado com colarinho cremoso, ótimos petiscos e pratos da terrinha, mas também na recepção que se tem por ali pelo dono, Cecílio Araújo.

Ex-garçom do concorrido Jobi, bar dos mais tradicionais no mesmo bairro e onde passou 21 anos trabalhando, ele se uniu com um grupo de sócios investidores para abrir essa tasca lusitana. Deu certo.

Sardinha Taberna Portuguesa tem ambiente pequeno e gracioso e, apesar dos poucos meses aberto, já vive lotado / Foto: Fabio Wright

Uma das estrelas do cardápio é o bolinho de alheira (R$ 18,90 – 4 unidades), uma espécie de linguiça portuguesa enchida com vários tipos de carne, miolo de pão e condimentos. Outros belisquetes que valem cada caloria são a empadinha de bacalhau (R$ 9,90), curiosamente feita com massa folhada, e (claro!) as sardinhas assadas (R$ 28,90 – três unidades).

Os sabores marítimos dominam a maior parte do menu. Quem procura clássicos bem executados vai se deliciar com os camarões à bulhão pato (R$ 49,90), que traz os crustáceos puxados no molho de vinho branco, manteiga e alho; e o também clássico bacalhau à brás (R$ 53,90), em porção generosa e coroado por gema de ovo confitada.

Entre os pratos “para encher a mula”, como é chamada umas das seções do cardápio, vale provar o stinco de cordeiro ao vinho tinto (R$ 89,90), servido ao próprio molho do assado com purê de batata e vegetais.

Além do chope, a seleção etílica inclui 21 rótulos de vinho, todos portugueses, como o vinho verde Cascas (R$ 129,80), produzido com corte de arinto, loureiro e avesso da região do Minho, localizado bem ao norte de Portugal.

Camarões ao bulhão pato / Foto: Fabio Wright

Sardinha Taberna Portuguesa 
Rua Aristides Espínola, 101, Leblon (entre rua Dias Ferreira e Avenida Ataulfo de Paiva) / Horário de funcionamento: terça a sábado, das 12h às 0h; domingo, das 12h às 22h; fecha às segundas-feiras.

Fabio Wright é jornalista especializado em gastronomia / Foto: divulgação

Fabio Wright 

Jornalista paulistano que transita semanalmente entre São Paulo e Rio, já escreveu sobre gastronomia para grandes veículos, como Veja São Paulo, O Estado de S. Paulo e Época São Paulo. Nos últimos dez anos, visitou dezoito países em busca de bons lugares para comer, beber, badalar e exercitar a boemia. Compartilha também suas descobertas no site e Instagram Taste and Fly.


Mais Recentes da CNN