Baía das Caraúbas Glamping – um paraíso sustentável escondido no norte Cearense

Se o paraíso brasileiro existe, ele atende pelo nome de Baía das Caraúbas

Baía das Caraúbas Glamping

Por Paula Bedran

A aproximadamente 6 horas de carro ao norte de Fortaleza fica a cidade de Camocim, um vilarejo charmoso, histórico e cheio de vida. Aproximadamente 20 minutos mais adiante, com acesso apenas por veículos com tração nas 4 rodas fica a paradisíaca praia da Baía das Caráubas, onde se encontra o Baía das Caraúbas Glamping, muitos quilômetros de praias praticamente intocadas e águas cristalinas

Baía das Caraúbas Glamping (Foto: divulgação)
Baía das Caraúbas Glamping (Foto: divulgação)

O hotel é realmente um show à parte; com apenas 7 bangalôs, todos construídos em formas de palafitas para haver o menor impacto possível no meio-ambiente, o conceito é de exclusividade ao máximo e com todo o cenário para que os hóspedes aproveitem ao máximo a vida ao ar livre. Toda esta região é conhecida pelas condições perfeitas para esportes à vela, e Camocim faz parte da rota nacional do Kite Surf. São ventos perfeitos unidos à temperatura extremamente agradável do mar, além da paisagem que consegue derreter os olhos até dos kite-surfistas mais viajados: dunas infinitas e desertas, um encontro do rio com o mar, turbinas eólicas à perder de vista e quilômetros de praias desertas.

Baía das Caraúbas (Foto: Paula Bedran)
Baía das Caraúbas (Foto: Paula Bedran)

Como chegar

A melhor maneira é de automóvel, tanto do aeroporto de Fortaleza como do aeroporto de Jericoacoara, pois a estrada que conecta Jeri a Camocim (aproximadamente 100km) é extremamente precária e repleta de buracos. Não é aconselhável ir à noite, pois muitos dos buracos são muito grandes, e caso haja algum problema com o automóvel, é extremamente difícil encontrar ajuda. Chegando em Camocim, caso você não esteja com um veículo 4×4, basta avisar o hotel com um pouco de antecedência e a equipe irá te redirecionar ao hotel do mesmo grupo que fica no centro de Camocim, a Casa de São José (um hotel feito numa casa histórica da cidade, que é de tão bom gosto que também vale muito a estadia), e de lá você será transportado de buggy ou caminhonete até a Baía.

Caso opte por transporte público, há 2 linhas que fazem o transporte direto, com aproximadamente 12-14 partidas diárias e levam em torno de 7 horas.

Sustentabilidade

  • 7 bangalôs construídos em forma de palafita para não destruir o meio-ambiente;
  • Todas as refeições, inclusive o café da manhã servidos à la carte para não haver desperdício;
  • Todos os amenities são oferecidos em dispensers para que não haja desperdício tanto dos produtos quanto das embalagens;
  • Painéis solares são usados para aquecimento dos chuveiros;
  • Todas as garrafas utilizadas no hotel são depois doadas para um projeto socioambiental da cidade;
  • O hotel recolhe o óleo de cozinha utilizado e doa para a produção de sabão caseiro local;
  • Toda a mão de obra é local, e os alimentos são todos comprados de produtores locais ou feitos no próprio hotel, com receitas caseiras;
  • A piscina é de fibra, portanto pode ser removida a qualquer momento sem afetar o meio-ambiente.

    Baía das Caraúbas (Foto: Paula Bedran)
    Baía das Caraúbas (Foto: Paula Bedran)

Detalhes que fazem a diferença

  • A decoração dos bangalôs é impecável, com tecidos trazidos da Europa pela família do proprietário;
  • Os amenities são cosméticos naturais e orgânicos;
  • Há 2 cabanas de palha na praia aonde são oferecidos jantares particulares, a luz de velas (uma experiência inesquecível).
Foto interna do bangalô do Baía das Caraúbas (Foto: Paula Bedran)
Foto interna do bangalô do Baía das Caraúbas (Foto: Paula Bedran)

 

Paula Bedran (Foto: divulgação)
Paula Bedran (Foto: divulgação)

Paula Bedran é expert em sustentabilidade. Administradora de formação, mas jornalista de profissão, a Paula tem um blog de moda, beleza e viagens, todos relacionados à sustentabilidade e um quadro na TV Cultura sobre o assunto. A Paula viaja o Brasil e o mundo em busca de projetos e marcas conscientes, presta consultoria para marcas com esse viés e dá palestras sobre sustentabilidade.