por: Viagem e Gastronomia Viagem e Gastronomia

A próxima peça: escolhendo os nossos destinos, por Luiz Candreva

Nosso novo colunista é especializado em futurismo e promete trazer tendências, contar o que tem visto em suas andanças pelo mundo e, claro, fazer provocações para sairmos do lugar-comum quando o assunto é viagem

Joey Kyber on Unsplash

Luiz Candrevacolaboração para o Viagem & Gastronomia

Ouvir notícia

Quando fui convidado a me juntar ao time de colunistas da CNN Viagem & Gastronomia entrei em profundo processo de procrastinação. Não por não ter ideias sobre o que escrever, muito pelo contrário: era por muitas.

Escolhas são opções. Decisões que nos levam a percorrer diferentes caminhos que se apresentam a nossa frente. E quando vamos viajar não é diferente: a excitação é grande, desejamos escolher cada detalhe da viagem, onde nos hospedaremos, quais restaurantes conheceremos, ou quais passeios e atrações turísticas visitaremos… As decisões são tão variadas quantos as opções existentes.

Ocorre que essas decisões não andam sozinhas. Na verdade, toda viagem faz parte de uma jornada maior recheada de momentos, fruto de decisões e escolhas que nos levaram até àquele destino.

Em outras palavras é dizer que a viagem que fazemos é a soma de todas as nossas escolhas, não apenas para aquela “trip”, mas para a vida toda.

O trabalho que escolhemos, aquele dia em que decidimos ficar até mais tarde e nos levou a uma promoção, ter ou não ter tido filhos (ou querer tê-los), o carro de luxo que deixamos de comprar, aquela oportunidade de investimentos (boa ou ruim) que deixamos passar, o sedentarismo ou a falta dele, a curiosidade, o hábito da leitura…

Seja lá o que for, tudo contribuiu para que, naquele pequeno excerto da experiência humana, nós tenhamos escolhido um destino, naquela época, naquele hotel, com aquelas companhias, com ou sem esportes radicais (ou “buggy com emoção”, como nas dunas do Nordeste brasileiro).

Fato é que uma viagem não é apenas um pequeno espaço de tempo que separamos para descansar, conhecer, namorar, comer e afins. É de outra sorte, à época da mesma, a epítome de nossas escolhas e assim, um reflexo do quem somos e desejamos ser.

Neste espaço, espero poder ajudá-lo (e a mim também) na árdua escolha que o mundo hiperconectado e em profunda transformação nos apresenta: qual destino escolher para minha próxima viagem?

Falaremos bastante sobre o futuro do setor, as viagens do futuro e o futuro das viagens, quais as principais feiras, congressos, microrreuniões e megafestivais que são (ao meu ver) imperdíveis e que devem estar na agenda de todos. E também como conseguir curtir todos esses momentos sem os perrengues envolvidos, além de viver as experiências disponíveis ao máximo, com conforto e, se possível, com o menor custo possível.

Viajar é delicioso de qualquer modo, e ainda mais especial, contudo, quando entendemos como isso se encaixa nos quebra-cabeças que são as nossas vidas. Com o texto inaugural dessa coluna, eu lhes pergunto, qual a próxima peça que você vai encaixar?

Luiz Candreva / Divulgação

Luiz Candreva é um dos principais futuristas brasileiros. Head de inovação da Ayoo, colunista da CBN e CNN Brasil, diretor de criação do Disruptive MBA, é professor da Fundação Dom Cabral, da HSM, e da Startse; board member do Aleach Ventures, palestrante com mais de 800 apresentações em diferentes países, além de recordista mundial de KiteSurfing.


Mais Recentes da CNN