por: Viagem e Gastronomia Viagem e Gastronomia

10 hotéis na Costa Rica: os melhores resorts entre vulcões, praias e florestas tropicais

País da América Central reserva opções sofisticadas para os mais diferentes gostos, mas todas têm um traço em comum: a integração com a natureza

Detalhes da piscina do Four Seasons Costa Rica, na Peninsula Papagayo, um dos cantos mais exclusivos do país
Detalhes da piscina do Four Seasons Costa Rica, na Peninsula Papagayo, um dos cantos mais exclusivos do país Christian Horan/Divulgação

Daniela Filomenodo Viagem & Gastronomia

Costa Rica

Ouvir notícia

Florestas tropicais, vulcões, rios de águas cristalinas, águas termais e praias divididas entre o Oceano Pacífico e o mar do Caribe. Estas são apenas algumas maravilhas da Costa Rica, pequeno país na América Central com 5 milhões de habitantes e pouco mais de 51 mil km² de área. Aqui, a integração entre o ecoturismo e a infraestrutura turística, sempre com princípios de conservação no radar, é conceito de ordem.

Assim, unindo turismo à preservação, não faltam opções de onde se hospedar e o que fazer pelo país tropical. Seja diante do mar esmeralda ou de um vulcão, ou ainda ao lado dos sons relaxantes dos animais na mata, hotéis para lá de sofisticados surpreendem os mais exigentes hóspedes e unem o melhor de cada região.

Com uma estrutura bem desenvolvida, a seleção de hotéis a seguir contempla propriedades luxuosas, hotéis-boutique, resorts cinco estrelas e eco-lodges que se integram totalmente à abundante natureza do país. Com suas localizações e princípios, várias são as atividades voltadas ao ecoturismo oferecidas nos hotéis.

Quer deitar em uma espreguiçadeira e descansar com um drinque na praia, surfar grandes ondas ou mergulhar entre os peixes? O país apresenta ótimas opções. Fazer uma caminhada em um vulcão, rafting, tirolesas nas copas das árvores ou relaxar em águas termais? Também é possível. E um ponto de destaque: na maioria das propriedades, as crianças são mais do que bem-vindas, pois as atrações e acomodações são adaptadas aos pequenos.

A seleção é dividida de acordo com algumas das províncias mais belas e emblemáticas do país tropical. A seguir, confira 10 hotéis para colocar na lista numa próxima viagem à Costa Rica:

Província de Alajuela

El Silencio Lodge & Spa

O El Silencio é um eco-lodge próximo ao Vulcão Poás, na região central da Costa Rica, distante cerca de 40 km da capital San José. Isolado, o próprio nome do hotel já indica que aqui a tranquilidade é um dos maiores bens que a propriedade pode oferecer.

Tido como um refúgio sustentável e luxuoso, a conexão com a natureza é certeira: o El Silencio está escondido entre os vales e cachoeiras de Bajos del Toro, uma reserva que foi declarada patrimônio cultural da UNESCO.

Os 200 hectares da propriedade são ladeados pelos Parques Nacionais Juan Castro Blanco e do Vulcão Poás, e as suítes e villas oferecem vistas privilegiadas para as montanhas, o rio ou a floresta – a maior das acomodações pode receber até seis pessoas e possui três amplos quartos, cada um com banheiro próprio.

Um restaurante no conceito garden to table oferece pratos locais a partir de ingredientes vindos da própria estufa orgânica do hotel – que garante vegetais, ervas e ovos frescos. Um bar ideal para drinques e encontros com familiares e amigos ainda sacia os hóspedes, assim como há um espaço privativo para refeições ao lado de um rio.

Entre as experiências dentro e fora da propriedade, o El Silencio oferece pesca, banho de cachoeira (inclusive em quedas fora da propriedade), observação da fauna e da flora, cavalgada e experiências culturais, caminhadas em torno de vulcões, tour numa propriedade de cacau e ainda a oportunidade de plantar a própria árvore.

Nayara Tented Camp

Dentro da área do Parque do Vulcão Arenal fica o Nayara Tented Camp, hotel exclusivo que simula barracas sofisticadas, as quais são incrustadas na mata com piscinas privativas termais. Inspiradas nos safáris africanos, mas concebidas na floresta tropical da Costa Rica, as tendas têm grandes quartos e os hóspedes ainda contam com varanda com vista privilegiada para o Vulcão Arenal.

Ao lado dos hotéis-irmãos Nayara Gardens, voltado para famílias, e o Nayara Springs, mais novo, que recebe somente adultos, o Tented Camp está dentro de um verdadeiro complexo que possui ao menos oito restaurantes de comidas locais e sazonais e bares – há até wine bar –, que os hóspedes de qualquer um destes hotéis podem frequentar.

São várias piscinas termais espalhadas pelos hotéis, todas com águas naturais em torno dos 40°C. Além disso, passeios ao redor do Arenal, tirolesa, cachoeiras, rafting, caminhadas, trekkings e observação da fauna e da flora são atividades que podem ser feitas em conjunto com a equipe do hotel.

Com tantos atributos, o Tented Camp, inclusive, foi eleito como o melhor resort da América Central na edição de 2021 do World’s Best da revista especializada “Travel+Leisure”.

Amor Arenal

O Amor Arenal fica nas encostas do Vulcão Arenal, fato que por si só já faz do hotel cinco estrelas um destino especial na Costa Rica. A propriedade está situada numa reserva privada cercada de muita natureza e dispõe de 31 cabanas luxuosas, chamadas de “casitas”, todas com mais de 80 metros quadrados e com pequenas piscinas de águas termais na parte externa.

O local surpreende por ser um refúgio próximo ao imponente Arenal, em que tetos altos e deques com vistas para o cânion e para o vulcão fazem diferença na experiência. Distante cerca de 2h30 do aeroporto da capital San José, o hotel é voltado para adultos, em que aceita apenas indivíduos acima de 13 anos.

Na parte gastronômica, o lodge tropical conta com o El Rancho, restaurante de menu farm to table com base na disponibilidade sazonal dos ingredientes, e o La Jaranita, gastropub especializado em tapas e comidinhas para serem compartilhadas em pequenas mordidas.

Piscinas de águas termais, spa com duas salas de tratamento, plataforma de yoga e plataforma de meditação – todas abertas com vistas privilegiadas para a natureza – completam a vivência wellness do local. Com acesso direto à floresta, trilhas podem ser feitas junto de um guia local, em que riachos e cachoeiras são encontradas ao longo do caminho.

Dica: o hotel possui ofertas especiais de acordo com a data e com a duração da estadia ao longo do ano, então vale a pena ficar de olho no site oficial.

The Springs Resort & Spa

The Springs Costa Rica
Daniela Filomeno nas águas termais do The Springs Costa Rica / Daniela Filomeno

O The Springs também fica na área do Vulcão Arenal, situado próximo ao Rio Arenal. Os quartos são divididos em vários tamanhos e proporções – há até uma verdadeira casa de cinco quartos para hospedagem -, e todos possuem vistas privilegiadas para a floresta e para o Arenal.

O resort ainda abriga o Club Rio, um parque natural com boia cross e caiaque no rio, parede de escalada, mountain bike, um mini centro de resgate de animais da fauna do país – que conta com papagaios, tucanos e até felinos – cavalgada e outras atividades, todas divididas por idade. Ou seja, é uma superdica para aproveitar ao lado das crianças.

Para relaxar, um complexo de piscinas termais escondidas entre as árvores da floresta tropical, com vista para o rio, deixa os hóspedes encantados. O resort é grande, as vistas são deslumbrantes e, como manda a região, o encontro com a natureza é um capítulo à parte. Detalhe: quem estiver em outro hotel, pode usufruir da estrutura do The Springs com o pacote de uso de um dia, o daypass.

Golfo do Papagayo, Província de Guanacaste

Four Seasons Resort

A Península Papagayo é um dos cantos mais exclusivos e intocados da Costa Rica, na província de Guanacaste. O golfo é lar do Four Seasons Resort, que fica bem na ponta da península, no topo de uma colina, e segue a qualidade já reconhecida do grupo. Aqui são duas praias: uma voltada para as águas esbeltas do Pacífico, a Playa Virador, com mar mais agitado; e outra para a baía, mais indicada para os baixinhos brincarem no raso.

Há uma variedade de quartos de diversos tamanhos e amenidades: há desde os tradicionais virados para a praia até villas mais completas – que possuem cozinha e piscinas privativas – que são debruçadas na encosta com uma vista para todo o entorno encantador.

Um spa completo e ao menos seis restaurantes espalhados pela estrutura, entre um italiano, um bar de tapas e também um bar especializado em destilados e rum, se destacam entre as ofertas do hotel – há também um campo de golfe para os mais esportistas. O diferencial do hotel também se dá pelas boas opções para as crianças: há kids club, aulas de ciência, de slime, recreadores e atividades ao ar livre.

Kasiiya

Localizada em uma propriedade de 50 hectares na encosta da Playa Matapalito, no coração da província de Guanacaste, o Kasiiya é um hotel ecofriendly luxuoso com apenas nove suítes – cada uma como uma casa na árvore, que variam de 110 a 120 metros quadrados.

Os grandes quartos, divididos em quatro categorias, dispõem de uma ampla sala de estar ao ar livre com sofás-cama, banheiros privativos internos e ao ar livre e uma área externa com sacada e vistas privilegiadas para a natureza e o mar.

O hotel, inclusive, leva a sustentabilidade a sério, com energia solar, veículos movidos a eletricidade e comida e funcionários de origem local. Os dois restaurantes da propriedade servem refeições frescas provenientes de fazendas da região com ingredientes orgânicos – café, almoço e jantar estão inclusos no pacote.

Entre as atividades, a natureza, claro, se sobressai: caminhadas em trilhas, aulas de ioga, mergulho, pesca em alto mar, aulas de surfe, terapias de bem-estar e visitas guiadas privadas à floresta tropical, vulcões e reservas de observação da vida selvagem são os programas que os hóspedes encontram por aqui para relaxar e se conectar com a natureza.

Província de Puntarenas

Nantipa

A província de Puntarenas é uma das regiões turísticas mais importantes do país, com ilhas, enseadas e praias de belezas naturais incomparáveis. É neste contexto que fica o Nantipa, hotel de luxo à beira-mar no coração da Península de Nicoya, mais especificamente na pequena cidade de Santa Teresa, a 150 km da capital San José.

Ao todo são 19 bangalôs e duas villas de três quartos – de 180 metros quadrados cada um – com vistas privilegiadas para o mar espalhadas em uma propriedade de mais de 2 hectares ao lado de florestas tropicais. O restaurante do local é o Manzú, numa estrutura situada na areia da praia, onde o ambiente acolhedor é melhor aproveitado junto de coquetéis feitos com frutas da Costa Rica e pratos com produtos locais.

Entre as atividades oferecidas, o hotel segue o padrão dos outros hotéis de luxo do país: tratamentos wellness, cavalgadas num rancho próximo, aulas de surfe, caminhadas e tirolesa entre as matas e até visita a uma cachoeira próxima com direita a banhos refrescantes.

Kura Boutique Hotel

Exclusividade, privacidade e serviços personalizados marcam a experiência no Kura, hotel-boutique de cinco estrelas que fica em Uvita, cidade no sul da Costa Rica que possui uma praia de mesmo nome dentro do Parque Nacional Marino Ballena. Na maré baixa, forma-se uma faixa de areia que adentra o mar e cria duas praias – uma do lado direito e outra do lado esquerdo.

De decoração contemporânea que busca um “minimalismo tropical”, o hotel possui apenas oito suítes e é destinado para adultos – ideal para casais. Vistas panorâmicas de toda a região, incluindo a floresta tropical de Uvita e o Oceano Pacífico, são um dos pontos-chave do hotel. A piscina de borda infinita possui vistas surpreendentes para o mar, e os hóspedes podem ainda se deliciar com drinques do bar.

Ceviches leves e picantes, saladas gourmet e outras criações da casa são servidas no restaurante ao lado da piscina, influenciado por ingredientes locais e orgânicos – alguns vêm da estufa própria do hotel. Outro ponto de destaque é um rooftop no topo do hotel, o ponto mais alto daqui, com paisagens em 360°.

Neste ambiente, é possível praticar ioga com a floresta tropical e o mar de fundo e, quando a noite cai, o lounge se transforma em um refúgio para ver as estrelas ou para um jantar privado.

Los Altos Resort

O Los Altos é um resort cinco estrelas nos limites de Quepos, distrito a 165 km da capital San José bem no Pacífico Central que é famoso também pelo avistamento de baleias – que chegam aqui em julho e ficam até meados de novembro. Além disso, o resort fica nas redondezas do Parque Nacional Manuel Antonio, um dos mais conhecidos da Costa Rica que possui uma fauna e flora diversas.

É em meio a esse cenário que ficam as acomodações do resort, que são divididas em quatro categorias – todas bem amplas, com grandes varandas com vistas para o mar e ainda cozinhas totalmente equipadas – dando uma sensação de se estar em uma casa. Três restaurantes dão conta de saciar os hóspedes e não-hóspedes – um gourmet que preconiza ingredientes locais; um tailandês e outro de inspiração japonesa.

A grande propriedade ainda oferece aos hóspedes piscina de borda infinita, acesso a uma praia isolada, spa com tratamentos wellness e ainda atividades voltadas ao ecoturismo, como manda a região, como trilhas nas matas, caminhadas em meio a natureza, passeios de botes no rio, cavalgadas, entre outras a serem consultadas com o próprio hotel.

Província de Limón

Pacuare Lodge

Situado na cidade de Limón, na província de mesmo nome, o Pacuare Lodge não fica à beira da praia, mas está encravado em uma reserva privada no coração das montanhas de Talamanca, no meio da floresta tropical e entre o Rio Pacuare. Assim, a localização idílica proporciona uma verdadeira imersão nas maravilhas naturais ao redor, com atividades voltadas ao ecoturismo e grandes quartos como ninhos na mata.

O ecohotel possui 20 suítes e três tipos de villas, estas mais isoladas e com largos terraços e piscinas privativas alimentadas diretamente de uma nascente – a maior villa, a Jaguar, possui 350 metros quadrados. Uma piscina de borda infinita em meio à mata é uma novidade bem-vinda na propriedade, a qual possui 20 metros de comprimento.

Pela localização, aventura é uma palavra de ordem no Pacuare: rafting, tirolesa, banhos numa cachoeira isolada, observação de pássaros, experiências rurais e contato com a cultura indígena local são alguns dos programas oferecidos.

O restaurante também é um capítulo à parte,pois emprega mão de obra local de pequenas cidades e comunidades indígenas do redor e a maioria dos ingredientes de hortifruti são provenientes de uma fazenda orgânica da própria propriedade. E uma curiosidade: toda energia usada é renovável e produzida na propriedade a partir painéis solares e microturbinas hidráulicas.


Mais Recentes da CNN