Fazenda Santa Vitória une tradição e conforto em meio aos encantos do Vale do Paraíba

Hotel promove profunda conexão com a natureza e cultura local, ideal para o turismo de isolamento

Fachada da Fazenda: os detalhes arquitetônicos do casarão centenário foram preservados
Fachada da Fazenda: os detalhes arquitetônicos do casarão centenário foram preservados

Ouvir notícia
Foto: divulgação

No pequeno município de Queluz, em São Paulo, distante 224 quilômetros da capital, o café da manhã passado na hora é apreciado juntamente com os sons da natureza que se escuta logo no gramado, ao lado de um casarão branco de portas e janelas de azul anil – uma instalação centenária típica das sedes de fazendas. Uma névoa encobre a Serra da Mantiqueira de um lado e a Bocaina do outro, dando uma visão impressionante.

É nesse cenário bucólico e isolado que se encontra a Fazenda Santa Vitória, fundada em 1923 e que em 2017 se transformou em um hotel-fazenda que respira história e vivências culturais do Vale do Paraíba. O local respeita os horários e gostos dos clientes, recebendo-os como velhos amigos que chegam em casa. Com no máximo 30 hóspedes por vez, o que garante pouca interação em tempos de pandemia, o check-in, o check-out e o horário das refeições são flexíveis.

Leia mais:
Saiba tudo sobre a Serra da Bocaina

Incrustada no meio da natureza e da vida rural, a fazenda é como um refúgio ideal de famílias e casais para escapar da vida agitada das grandes cidades, proporcionando total desconexão da pressa do dia a dia. Mas não se preocupe, todos os quartos e áreas comuns possuem wi-fi.

Hóspedes têm acesso exclusivo a cachoeira de águas cristalinas que passa pela Fazenda (foto: divulgação)

A sugestão é se desconectar e usar o celular apenas para fazer registros das estonteantes paisagens ao redor do hotel. Dentro da propriedade há, por exemplo, uma cachoeira de acesso exclusivo aos hóspedes a cerca de 4 quilômetros da sede, e os viajantes ainda se deparam com plantações, pastos e um riacho ao longo do caminho.

Gastronomia

Legumes e verduras são colhidos na horta orgânica dentro da propriedade (foto: divulgação)

A valorização da produção e da cultura regional é um dos pilares que a Santa Vitória carrega em sua cozinha. A fazenda tem foco na gastronomia caipira, que oferece uma verdadeira imersão na cozinha rural e fomenta produtores regionais, como a charcutaria artesanal Curiango e os pescados em conserva do Projeto A.MAR.

Os pratos, assinados pelo chef mineiro Vitor Rabelo, acompanham o ciclo das estações, a sazonalidade de cada ingrediente e o clima da região, com verduras, legumes e frutas frescas vindos de sua horta orgânica e de produtores locais. O carpaccio de lombinho curado e a burrata de mussarela de búfala de produção local da Oro Bianco Laticínio são pedidas imperdíveis.

Leia mais:
O charme de seis hotéis fazendas imperdíveis pelo Brasil
Paraty: conheça a história e dicas práticas para sua viagem
Duas das melhores praias do mundo estão no Brasil. Descubra quais são! 

Como manda a tradição, o queijo branco, o requeijão e o iogurte são produzidos com o leite da própria fazenda, sendo um dos destaques do café da manhã ao lado do pão de queijo – com textura fofinha! – e das geleias de laranja, cardamomo, morango e mexeriquinha do mato. Tudo fica ainda mais gostoso com as mesas dispostas na varanda e nos jardins da propriedade, invadida pelo aroma de café coado.

Daniela Filomeno toma café da manhã com produtos frescos e locais que é servido no jardim em frente à sede (Foto: CNN Viagem&Gastronomia)

Os almoços e jantares também são servidos ao ar livre, na varanda do casarão, mas podem ser apreciados em outras acomodações, a depender dos hóspedes, como a sala de jantar e uma área gourmet com churrasqueira e forno a lenha.

Colado à cachoeira, um rancho foi construído para unir momentos de relaxamento e boas refeições. Alguns mesões de uso compartilhado foram dispostos na estrutura, que conta com forno e fogão a lenha, churrasqueira, banheiros e área de descanso. Depois de se deliciar com um cordeiro que desmancha na boca feito pelo chef Vitor Rabelo, nada melhor do que apreciar a vista para as montanhas em redes e espreguiçadeiras espalhadas pelo gramado.

Acomodações

Ao todo, a Fazenda Santa Vitória possui 18 suítes em três hospedagens: a casa sede, um anexo com quartos e duas casas na montanha. Os poucos dormitórios garantem uma estadia tranquila e uma experiência aguçada em meio à natureza, com diárias para o casal com pensão completa a partir de R$2.200,00.

Detalhe da ligação entre quarto e jardim privativo em uma das Suítes Quintal (Foto: divulgação)

Dentro do casarão principal há oito suítes de estilo colonial, que são mais próximas dos espaços de convivência e mantêm preservadas características arquitetônicas originais da sede. Anexas à casa principal há quatro suítes com quintal privativo, exclusivas para casais. Elas são integradas a um jardim particular com rede e espreguiçadeira que aproxima ainda mais o contato com o verde.

Tornando a experiência ainda mais privada e personalizada, duas casas na montanha são a pedida perfeita para grupos maiores, como famílias e grupos de amigos. De design contemporâneo, que contrasta com o estilo colonial, as unidades possuem duas suítes cada, fogão a lenha e um amplo deque de madeira, ideal para contemplar a vista infinita da Serra da Mantiqueira.

Deque de madeira da casa da montanha com vista para serra (Foto: divulgação)

Atividades

Os horários flexíveis e as experiências personalizadas são levadas a cabo nas atividades propostas pela fazenda. Os hóspedes podem fazer sugestões e deixar que a gestão se encarregue do resto: ioga ao ar livre e massagens são boas pedidas para absorver todo o encanto do entorno. Para relaxar ainda mais, o banho no caldário, que é aquecido a lenha, faz sucesso entre os visitantes, assim como a sauna, que possui vista especial para o rio.

O Instituto Arado, que funciona dentro da Fazenda Santa Vitória, é um interessante centro de referência em pesquisa e formação da cultura caipira. Com atividades que promovem a preservação rural, a dica é valiosa para aqueles que querem mergulhar ainda mais no imaginário local. Além disso, passeios a cavalo, caminhadas, salão de jogos, piscina e quadras de tênis completam as atividades oferecidas dentro da propriedade.

Caso queira conhecer um local novo, não muito longe do hotel, outro ponto histórico chama atenção. Datada do século 19, a Fazenda Restauração é uma grande propriedade preservada de café situada no caminho do ouro. Vale a pena conferir as pinturas originais nas paredes – encontradas após um processo de restauração –, os móveis e todo o projeto arquitetônico, devidamente conservados para carregar a história vale-paraibana.

Vista da Fazenda Santa Vitória (foto: Tina Bini)
Fazenda Santa Vitória (Foto: Tina Bini)
Fazenda Santa Vitória
Rodovia João Batista Melo Souza, km 5 – Queluz, SP / Whataspp: (12) 9 9784 2568 / Funcionamento: quinta-feira a domingo (exceto para grupos) / Reservas: reservas@fazendasantavitoria.com.br

Mais Recentes da CNN