Guia Portugal: highlights da região do Alentejo

A charmosa região do Alentejo é também destino obrigatório para quem ama turismo gastronômico.

Zambujeira Alentejo Portugal

Azeites e vinhos premiados pelo mundo, culinária saborosa e um patrimônio histórico rico com castelos e igrejas medievais, ruínas e até mesmo resquícios do período pré-histórico são destaques da região do Alentejo

Praia da Zambujeira, na região do Alentejo (Foto: Turismo do Alentejo)
Praia da Zambujeira, na região do Alentejo (Foto: Turismo do Alentejo)

Apesar de ser conhecida pelo turismo rural, principalmente pelas degustações de azeites e vinhos, a região também possui um litoral considerado um parque natural, com dunas e falésias maravilhosas, mas com pouca estrutura – ainda é pouco explorado pelo turismo.

O miolo que engloba as cidades de Évora, Borba, Estremoz e Reguengos é a zona mais quente do país, tanto que são de lá os melhores rótulos de vinho dentro da Denominação de Origem Controlada, a DOC Alentejo.

HIGHLIGHTS DO ALENTEJO 

Rota do azeite

Portugal é o sétimo produtor mundial de azeites – com seis regiões Denominações de Origem Protegida (DOP) –, e o Alentejo concentra 76% da produção nacional. O passeio começa pelo Museu do Azeitena cidade de Moura, que narra a história da extração das oliveiras desde o século XIX. Em frente está o Jardim das Oliveiras, onde é possível conhecer diversas espécies de azeitonas.

Vale seguir para o Monte de Portugal, em Montargil, uma hospedaria rural que produz o óleo e promove turismo de aventura – cavalgada, pedalada, canoagem, pesca esportiva –, além de workshop e degustação de azeites.

Cromeleque dos Almendres

Cromeleque é o nome que se dá a um conjunto de menires, esculturas de pedras verticais – e neste parque há 95, distribuídas em círculos. A 12 quilômetros do centro histórico de Évora, este é um dos maiores monumentos públicos da humanidade. Foi descoberto em 1966 durante o mapeamento para a Carta Geológica de Portugal e, em 2015 foi consagrado Monumento Nacional. Pesquisas indicam que a área foi um templo para cultuar o sol. Hoje é um lugar perfeito para meditar.

ÉVORA

Disse uma vez o escritor José Saramago que “não se encontra em outro qualquer lugar. Évora tem uma presença constante de história nas ruas e praças, em cada pedra ou sombra”. E a pequena cidade é assim. Patrimônio da Humanidade pela UNESCO, seus monumentos vão desde a era romana até a idade de ouro de Portugal e ficam no centro histórico protegidos por uma muralha. Entre eles a Catedral da Sé, o Templo Romano, conhecido por Templo de Diana, e a mórbida e intrigante Capela dos Ossos. Ainda no distrito de Évora, não deixe de visitar o Castelo de Monsaraz e mais distante, o Castelo de Marvão, outra atração medieval que vale a visita.

Praias

Praia da Comporta, Portugal (Foto: Turismo de Alentejo)
Praia da Comporta, Portugal (Foto: Turismo de Alentejo)

Uma orla selvagem, sem intervenção humana, com os mais belos pores do sol e uma encosta rochosa cavada pela natureza. A Costa Alentejanatem cerca de 80 quilômetros de extensão e liga Melides à Zambujeira do Mar. Esta última é a mais famosa entre os turistas, de visual agreste e apinhada de falésias, com acesso apenas por uma trilha. Comporta, o pequeno vilarejo cercado por plantações de arroz, praias de areia fofa e mar transparente, virou o refúgio predileto de famosos como Madonna e Christian Louboutin. Por lá, andar de cavalo nas praias, assistir ao pôr do sol no Porto da Carrasqueira e fazer comprinhas gastronômicas na Mercearia Gomes é imprescindível.

Vinhos

Um dos passeios mais prazerosos da região é visitar algumas das suas mais de 250 vinícolas. Graças ao ar fresco vindo do Atlântico e o inverno não tão gélido, os vinhos alentejanos estão entre os melhores do mundo. Vale alugar um carro e fazer a Rota do Vinho para conhecer o seu processo de produção e, também, aproveitar as diferentes programações que muitos estabelecimentos oferecem, como passeio de balão, pedalar entre as plantações, explorações arqueológicas e, claro, tudo regado a muitas degustações.