por: Viagem e Gastronomia Viagem e Gastronomia

Guia Miami 2019: galerias brasileiras na Art Basel Miami 

Ouvir notícia

Os galeristas brasileiros têm presença expressiva e crescente na Art Basel, que este ano terá 16 casas do país, ante 14 do ano passado

A Gentil Carioca, localizada no bairro Saara, centro histórico do Rio de Janeiro, a galeria de arte contemporânea foi idealizada por três artistas: Márcio Botner, Ernesto Neto e Laura Lima, e levará obras de Renata Lucas, Rodrigo Torres, João Modé, Maria Nepomuceno, Maxwell Alexandre, Jarbas Lopes, Arjan Martins, entre outros grandes nomes. 

Obra Abaporu, Tarsila do Amaral
Obra Abaporu, Tarsila do Amaral

Almeida e Dale Galeria de Arte, a paulistana já se preparando para a celebração do centenário da Semana de Arte Moderna de SP, que acontece em 2022, leva para a Art Basel uma coletânea de trabalhos de Tarsila do Amaral, entre elas a obra Abaporu de 1928, e, também, materiais relacionados à Semana de 22, que colocou o Brasil em uma nova perspectiva artística.

Anita Schwartz, a galeria carioca, levará para a Art Basel 2019 exclusivamente obras do artista Paulo Vivacqua, que, através de seu trabalho, explora a ideia de que a música é por excelência uma escultura invisível aos olhos.

Bergamin e Gomide, criada em 2000 em São Paulo por Jones Bergamin, participa pelo sexto ano da feira e apresenta obras dos artistas Anna Maria Maiolino, Marcelo Cipis, Miguel Rio Branco, Mira Schendel, Tunga e do brasileiro Amadeo Luciano Lorenzato. 

Casa Triângulo, fundada por Ricardo Trevisan em 1988, a galeria permanece consistente em seu objetivo de promover artistas inovadores e talentos da nova geração em todo o mundo. Neste ano, aposta nas obras dos artistas Ascânio MMM, Mariana Palma e Rodolpho Parigi para a Art Basel 2019. 

Dan Galeria, fundada em 1972 pela família Cohn em São Paulo, leva obras de Amilcar de Castro, Ferreira Gullar, Lygia Clark, Macaparana, Jesús Soto, Waldemar Cordeiro, Willys de Castro, Mira schendel e François Morellet para a edição deste ano.

Fortes D’Aloia & Gabriel, a galeria que possui atualmente três espaços expositivos: a Galeria e o Galpão em São Paulo; e a Carpintaria no Rio de Janeiro, além de manter um escritório em Lisboa com o intuito de gerenciar sua atuação internacional, fará uma apresentação solo de obras da artista Leda Catunda.

Guia Miami 2019: Art Basel e feiras-satélites agitam a cidade

A paulistana Galeria Leme, que busca representar a diversidade e o intercâmbio cultural na arte, leva para a feira obras dos artistas Jaime Lauriano, Sandra Gamarra, Luiz Braga e Thiago Martins de Melo. 

Stitched Panorama, da artista Sandra Gamarra
Obra da artista Sandra Gamarra, Galeria Leme (Foto: divulgação)

Luciana Brito Galeria e a Galeria Jaqueline Martins, ambas de São Paulo, estarão juntas em um estande apresentando obras de Geraldo de Barros,  Augusto de Campos, Lydia Okumura e Robert Barry. 

Luisa Strina, a galeria que desde 1974 promove o trabalho de artistas contemporâneos, leva para a Art Basel 2019 obras de Alexandre da Cunha, Ana Maria Maiolino, Caetano de Almeida, Jarbas Lopes , Tonico Lemos Auad, entre outros.

Galeria Marilia Razuk, a aposta da galeria para a feira é a obra Newspaper, do artista paranaense Vanderlei Lopes. Através de peças de cobre que reproduzem páginas de jornais com notícias sobre acontecimentos mundiais, Vanderlei busca eternizar momentos  que afetam nosso meio ambiente.

Mendes Wood DM, original de SP, mas também presente em Bruxelas e NY, a galeria representará Antonio Obá, Sonia Gomes, Rubem Valentim, Paloma Bosque, Paulo Nazareth, Sofia Borges, entre outros artistas de sua curadoria.

Galeria Nara Roesler, presente em São Paulo, Rio de Janeiro e NY, representa principalmente artistas da década de 50 e os mais contemporâneos, que com eles se conectam. Na Art Basel 2019 estará presente com uma das grandes obras dentro do Meridians, a audiovisual de Isaac Julien sobre Lina Bo Bardi e também escultura de Artur Lescher. 

Simões de Assis teve sua primeira unidade aberta em Curitiba por Waldir Simões de Assis Filho e, em 2018, chegou a São Paulo em busca de uma maior conexão internacional. Leva para a feira deste ano uma seleção de obras de Alfredo Volpi, Carmelo Quin e do brasileiro Cícero Dias. 

A Galeria Vermelho, de São Paulo, incentiva as novas ideias e discursos desenvolvidos por artistas emergentes e já estabelecidos. Leva para a feira deste ano obras de Edgard de Souza, André Komatsu, Tania Candiani, Marcelo Cidade, Lia Chaia, Marcelo Moscheta, Claudia Andujar, entre outros.

Mais Recentes da CNN