por: Viagem e Gastronomia Viagem e Gastronomia

Retrospectiva gastronômica: as escolhas do nosso colunista Fred Sabbag em 2021

O novo italiano da chef Tassia Magalhães, um charmoso cantinho japonês no Itaim e a melhor comida caseira de Belo Horizonte. Confira o que Fred Sabbag provou e aprovou neste ano

Fred Sabbag relembra suas grandes descobertas gastronômicas de 2021
Fred Sabbag relembra suas grandes descobertas gastronômicas de 2021 Giuliana Nogueira

Fred Sabbagdo Viagem & Gastronomia

Ouvir notícia

Este meu último texto de 2021 é indubitavelmente previsível: tratarei de uma retrospectiva do ano que se encerra. Mas, logicamente, não tratarei da pandemia que nos atinge há quase 2 anos (e que graças à vacinação ganha sinais de controle), muito menos das conturbações políticas e econômicas com que nos deparamos a cada dia.

A ideia aqui é “olhar para trás” e relembrar o que de melhor provei em 2021 em termos de novidades etílico-gastronômicas. É possível, logicamente, que o leitor sinta falta de algum lugar que eu ainda não o tenha visitado.

No mais, não posso deixar de incluir o próprio início desta coluna, que se iniciou em março deste ano. Por esse início, agradeço publicamente e de coração à Daniela Filomeno, à Tina Bini e ao próprio CNN Viagem & Gastronomia pela oportunidade e espero fazer o mesmo ainda por muito tempo.

Enfim, espero que todos tenham tido um 2021 melhor do que 2020 e, ainda, que 2022 seja um ano mais leve, promissor e com muitas novidades para eu falar a respeito por aqui.

Nelita

Nelita / Fred Sabbag

No Nelita, Tassia Magalhães está certamente em seu auge. O restaurante tem como nome o apelido da mãe da chef e é focado em comida italiana com receitas autorais (em alto nível, vale destacar).

No cardápio, os destaques são o risotto de brócolis com soro de iogurte e azeite de ervas, os aspargos com beurre blanc, lardo e bottarga e o Foie gras com maçã e matcha.

Rua Ferreira de Araújo, 330 – Pinheiros, São Paulo

Kazuo Restaurante

Kazuo / Fred Sabbag

O Kazuo Restaurante tem à frente Kazuo Harada e o objetivo (cumprido, vale ressaltar) é promover uma viagem gastronômica à Ásia. A comida vai além da japonesa e lá é possível comer pratos de outros países do continente.

Os destaques, além dos sushis e sashimis precisamente executados, são o kinilaw filipino (com limão e tamarindo), o pato de pequim (servido com coxa e sobrecoxas desfiadas na hora do serviço) e o honconguês camarão com nozes pecã caramelizadas e molho de ostra.

Rua Prudente Correia, 432, Edifício Plaza Iguatemi – Jardim Europa, São Paulo

Kotori

Kotori / Fred Sabbag

Inspirado nos yakitori-ya japoneses (locais informais que grelham os famosos “espetinhos” para consumo com bebidas), o Kotori tem à frente Thiago Bañares, também do Tan Tan.

No Kotori o frango é a estrela do cardápio (apesar de haver outras opções), com destaques para o patê de fígado servido com torradas e cítricos, shōronpō (dumpling de frango), tsukune (almôndega de frango com tarê) e soriresu (a “ostra” do frango).

Rua Cônego Eugênio Leite, 639 – Pinheiros, São Paulo

Shihoma Pasta Fresca

Shihoma / Fred Sabbag

Após uma experiência vitoriosa com o delivery e a encomenda prévia de massas, o Shihoma tem à frente Marcio Shihomatsu, Bia Freitas e Joey Lim. Lá são servidas as massas mais gostosas de São Paulo, que em alguns pratos beiram a perfeição.

No cardápio, os destaques são l’uovo in raivolo (com ricota, espinafre e gema de ovo), carne cruda, tortelli de camarão e tiramisù.

Rua Medeiros de Albuquerque, 431 – Vila Madalena, São Paulo – SP

Pacato

Pacato / Fred Sabbag

O Pacato tem à frente Caio Soter e, como o próprio chef gosta de ressaltar, tem como foco a “comida de quintal” mineira (porém com apresentação e preparo inusitados). A comida de quintal mineira tem como ingredientes principais porco, frango e vegetais.

O cardápio traz pratos como broinha de milho com rabada e pó de agrião, sopa de pé de porco e legumes tostados, creme de milho com jiló e quiabo e frango assado com purê de cenoura.

Rua Rio de Janeiro, 2.735 – Lourdes, Belo Horizonte 

Watanabe

Watanabe / Fred Sabbag

No restaurante que leva seu sobrenome na placa, Denis Watanabe está à frente de um grande balcão para servir os apaixonados por comida japonesa (e, em algumas etapas, ótimas inovações podem ser vistas).

No cardápio, além dos bons sushis e sashimis, couve Bruxelas com molho ponzu e ikura, gyoza de wagyu e abobrinha e nori snacks.

Rua Pedroso Alvarenga, 554 – Itaim Bibi, São Paulo

Gran Bar Bernacca

Gran Bar Bernacca / reprodução Instagram

Após 8 anos de sucesso do famoso Bottega Bernacca, Davide Bernacca e Gerard Barberan decidiram abrir um amplo bar que conta com carta de drinques de Fabio la Pietra.

No cardápio, brilham Burro & Acciughe (pão, anchovas e manteiga), steak tartar roll, fritto misto e os drinques Watermelon negroni e Pa Pa l’americano.

Rua Amauri, 244 – Itaim Bibi, São Paulo

Il Covo

Il Covo / Fred Sabbag

Bar com inspiração nos clássicos speakeasy, o Il Covo fica ao fundo do salão do restaurante Zena Caffè de Carlos Bertolazzi. Antes de entrar na cozinha, o que se imagina ser uma geladeira de cerveja é, na realidade, a porta para esse pequeno e excelente bar.

No cardápio, destacam-se Have a cigar (vinho madeira, single malt, mix de limões e xarope de charuto), Cardinolio (versão do drink Cardinale, porém com azeite), Hanky Panky e, para comer, o sanduíche de polvo grelhado, chips de para e geleia de alho negro.

Rua Peixoto Gomide, 1.901 – Jardim Paulista, São Paulo

Fat Buddha

Fat Buddha funciona exclusivamente via delivery / divulgação

Com operação exclusivamente via delivery, o Fat Buddha é focado em entradas e pratos japoneses quentes (sanduiches e fried rices). No cardápio, os destaques são rock shrimp, katsu sando, fried rice de porco com kimchi, wagyu fried rice.

Rua Traipu, 551 – Pacaembu, São Paulo


Mais Recentes da CNN