Onde os chefs comem? Com Alecs Qintaro, do bar Belle Epoque

Já se perguntou onde os chefs dos restaurantes mais badalados do mundo comem quando não estão atrás das panelas? Na nossa coluna “Onde os chefs comem” eles abrem o jogo e contam quais seus restaurantes prediletos 

Alecs Qintaro

Alecs Qintaro é paulistano e comanda a cozinha do Belle Epoque, bar aberto no último ano no agitado bairro de Pinheiros, em São Paulo.  Especializado em gastronomia francesa e italiana, se formou na L’Ecole d’Hôtellerie et de Tourisme de Liège, na Bélgica, e por mais de 18 anos trabalhou em hotéis, cruzeiros e casas em Londres, Antuérpia, Marselha e Abu Dabhi, até voltar para suas raízes.

Confira a seguir os locais mais frequentados pelo chef na capital paulista:

Izakaya Kintaro

Um dos izakayas pioneiros em São Paulo, fundado em 1993, na Liberdade. Sem frescuras, é comandado por dois irmãos lutadores de sumô, Willian e Wagner Higuchi, e um dos meus lugares prediletos para tomar uma cervejinha gelada, um sakê e me deliciar com os petiscos preparados pela Dona Liria. Quer uma sugestão? Peça a berinjela e as moelas.

Rua Tomás Gonzaga, 57, Liberdade

Izakayada Boteco Japonês

Outro boteco japonês localizado no meu bairro preferido, a Liberdade. No Izakayada a cerveja é servida bem gelada e as variações de drinques clássicos, servidos pelo sempre bem-humorado Renato Yada, surpreendem. Já para comer, sugiro as coxinhas da Penny e, se for em um sábado, a “feijoyada”, a feijoada japonesa bem leve servida com gohan, nirá refogado, panceta cozida e farofa de Panko.

Praça Carlos Gomes, 61, Liberdade

A Dama e os Vagabundos Bar

Os próprios donos do A Dama e os Vagabundos Bar o chamam de boteco churrasqueiro. E é lá que gosto de ir para tomar cerveja e compartilhar com os amigos boas porções que saem direto da grelha. Recomendo a linguiça flambada em fogo paulista.

Rua Souza Lima, 43, Barra Funda

Fitó Cozinha Brasileira 

Você não encontrará a comida do Fitó em nenhum outro lugar de São Paulo. Cozinha brasileira embasada na memória afetiva e muita pesquisa e estudo da chef Cafira. A carne de sol e o bolinho de vôngole são destaques.

Rua Cardeal Arcoverde, 2773, Pinheiros

Royal Restaurante Indiano

    1. Samosas do Royal Restaurante Indiano (foto: divulgação)

      Um verdadeiro achado no centro da cidade, esse indiano que fica escondido próximo ao Largo do Paissandú surpreende. As samosas (pastel indiano) vegetarianas são perfeitas. Não deixe de pedir a seleção de chutneys e o mutton vindaloo (cordeiro em curry indiano). Minha sugestão é pedir bem picante e um lassi de manga (bebida Hindú) para suavizar.

  1. Rua Antônio de Godói, 15, Centro