por: Viagem e Gastronomia Viagem e Gastronomia

Restaurante Watanabe é delicioso convite aos sabores japoneses com toques modernos

Gastronomia japonesa em São Paulo não para de crescer e ganha mais um aliado de peso

Watanabe abre as portas no Itaim com forno a lenha e um balcão rico de iguarias
Watanabe abre as portas no Itaim com forno a lenha e um balcão rico de iguarias Mário Rodrigues

Tina Binido Viagem & Gastronomia

São Paulo

Ouvir notícia

Novo empreendimento do chef Denis Watanabe, que saiu no início do ano do badalado Kitchin e tem no currículo passagens por casas como Nagayama e Kosushi, o restaurante Watanabe mal abriu as portas e já reúne apaixonados por comida japonesa.

No dia da nossa visita ao local, sentados quase ao nosso lado, renomados sushimans da cidade se deliciavam a cada peça de sushi; no Instagram de foodies o restaurante já aparece com indicações cheias de superlativos; e a fórmula de sucesso aprendida por Denis em outras casas paulistanas parece ser replicada com maestria – com boas novidades, é claro.

Inspirado em estabelecimentos consagrados nos Estados Unidos, como Nobu, Zuma, KYU, entre outros, o Watanabe apresenta uma culinária japonesa tradicional com toque contemporâneo. A sugestão é reservar um lugar no balcão e ver de perto o mestre e sua equipe bem preparada (muitos vieram das mesmas ex-casas que o chef) num trabalho que mais parece uma dança, treinada e coordenada, e que o final resulta em peças de sushi e pratos que brilham os olhos.

A variedade de sashimis, sushis e/ou makis impressiona. São peças de atum gordo, pargo, serra, carapau, salmão, buri, lula, polvo, centolla, camarão, wagyu, entre outras iguarias que lotam a vitrine do balcão.

Para começar, carpaccios como o de haddock (R$ 55) ou polvo (R$ 55); tiraditos (R$ 65 – atum); e tacos (R$ 22 – centoulla ou R$ 15 – salmão) são algumas das pedidas. Depois viaje nos sabores dos sashimis, servidos em porções com três unidades, como o de chu toro (R$ 33); wagyu (R$ 40); uni (R$ 67); buri (R$ 22); entre outros.

O shari dos sushis, vendidos por unidade, chega na temperatura ideal e casa perfeitamente com o Unagui (R$ 40); Atum (R$ 13); Camarão (R$ 16); Black Cod marinado no missô (R$ 32); e outras opções.

Tiraditos de salmão e atum / Mário Rodrigues

Já a cozinha quente, com menu elaborado a quatro mãos com o chef Luiz Vieira (ex-Nobu Miami e São Paulo), ganha destaque por seu forno a lenha, de onde saem robatas – versão japonesa do famoso espetinho – e outras boas criações como a couve-de-bruxelas crispy com molho ponzu, ovas de ikura e mix de micro-leal (R$ 42).

A confeitaria do Watanabe é feita em parceria com a Momonoki, empresa de Fabiano Sado e Rita Inouye, especializada em sobremesas inspiradas na culinária japonesa, usando de técnicas francesas, mas com a leveza e sabor dos doces orientais, sem adição excessiva de açúcar.

Watanabe Restaurante

Rua Pedroso Alvarenga, 554, Itaim – São Paulo – SP / Tel.: (11) 3167-6200 / Horário de Funcionamento (período de soft opening): segunda a sábado, das 19h às 23h.


Mais Recentes da CNN