por: Viagem e Gastronomia Viagem e Gastronomia

Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Hotspot de Paris, Caviar Kaspia de SP tem cardápio adaptado ao paladar brasileiro

    São Paulo, primeira cidade a ter um Caviar Kaspia na América Latina, se adapta ao público local e oferece menu com sugestões que vão além do prato que dá nome ao restaurante

    Divulgação

    Tina Binido Viagem & Gastronomia

    São Paulo

    Ouvir notícia

    Inaugurado em 1927, em Paris, pelo russo Arcady Fixon, o Caviar Kaspia, na badalada Place de La Madeleine, é local certeiro para encontrar celebridades internacionais, fashionistas e influenciadores.

    Em São Paulo, cidade escolhida para receber a primeira unidade do restaurante na América Latina, o endereço também é elegante: dentro do CJ Shops, reduto de lojas de luxo na rua Haddock Lobo, nos Jardins.

    Seguindo a decoração dos famosos tons turquesa e dourado das outras unidades da rede, que mantém duas casas em Paris e uma recém-aberta em Dubai, por aqui, a dupla de arquitetos Sig Bergamin e Murilo Lomas foram convidados para o projeto e conseguiram dar um ar mais moderno e cosmopolita ao restaurante.

    Ambiente do Caviar Kaspia no CJ Shops, em São Paulo / Tina Bini

    Outra diferença entre a unidade da capital paulista e a francesa é que, aqui, muito além do caviar, o restaurante mantém no menu pratos com frutos do mar, carnes e massas – afinal, entenderam que o público brasileiro aprecia caviar, mas não é algo que está acostumando a comer corriqueiramente ou durante um almoço rápido no shopping.

    Claro que caviar segue sendo a estrela, mas os “atores coadjuvantes” fazem bonito e merecem destaque na cozinha comandada pela chef Fabiana Agostini, que passou por treinamento na matriz em Paris antes de chefiar a casa brasileira. Por aqui, ela foi responsável pelas mudanças no cardápio, priorizando ingredientes locais.

    Das sugestões de entrada, o Thon Royal (tartar de atum – R$ 65), o carpaccio de Saint Jacques et Caviar (carpaccio de vieira , yuzu e caviar – R$160) e a terrine de Foie Gras Mi Cuit au Sauternes (terrine de foie gras com purê de pera e tuille de mel – R$168).

    Há opções de saladas, entre elas, a Salade au Saumon Fumé (salada de salmão defumado – R$ 58), e a Crabe Royal e Avocat (salada de mix de caranguejos e abacate com creme de limão – R$ 130).

    Dos pratos principais, vale destacar o Á La Potargue (Tagliolini com Bottarga – R$ 89), o Au Caviar (uma combinação de tagliolini e 15g das ovas – R$ 398), o Bar à la Vapeur (robalo, molho jerez, purê de mandioquinha e alface romana grelhada – R$118), o Saumon Fumé Tradition (salmão defumado com blinis e creme azedo – R$97), o Flat Iron Wagyu et Gratin de Pomme de Terre et Caviar (Flat Iron grelhado, gratin de batatas e caviar – R$ 220) ou um delicado atum selado com purê de batata doce, quinoa e molho asiático (R$ 89).

    Para finalizar, sobremesas como Paris Brest (Massa Choux com Creme de Amêndoas – R$32) e a Tarte au Chocolat (Torta de Chocolate com Frutas Vermelhas – R$38).

    Paris Brest, massa Choux com Creme de Amêndoas / Tina Bini

    Quem preferir, as famosas batatas assadas, que são o carro-chefe da casa em Paris e Dubai, estão no menu em quatro opções, com valores que vão de R$ 138, a batata assada com ovas de salmão, a R$ 1.260, a batata assada com creme de cebolinha e 50g de caviar.


    Mais Recentes da CNN