Thomas Troisgros lança delivery no Rio de Janeiro com o frango como protagonista

Chef quer mostrar que pedidas clássicas, com um toque especial, podem surpreender até quem não tem a proteína, grande estrela da terceira marca do Grupo T.T., como primeira opção

Ouvir notícia
Thomas Troisgros com uma de suas criações para o novo Tom Ticken (Foto: divulgação)

Tom Ticken nasce e traz luz a uma proteína que, apesar de muito consumida no Brasil, não costuma ser a queridinha na hora de pedir uma refeição. Figurinha constante nos cardápios de dieta, engana-se quem tem na cabeça apenas aquele frango grelhado seco e sem graça! Thomas Troisgros prova em sua nova marca – focada em delivery – que a proteína é muito saborosa.

Tom Ticken, nova marca do Grupo T.T. com o frango como grande estrela (Foto: Tomas Rangel)

A ideia surgiu quando o chef estudava em Nova Yorque, onde morou até se formar pelo CIA, Culinary Institute of America. Por lá conheceu alguns amigos que vinham do Sul dos Estados Unidos onde um dos pratos mais consumidos é o Fried Chicken – o popular frango frito, que era, aliás, a refeição quase diária deles. Os anos se passaram, o projeto amadureceu e depois de muito estudo nasceu o Tom Ticken, terceira marca do Grupo T.T., que engloba ainda o T.T. Burger e o Três Gordos.

Thomas Troisgros quer mostrar que pedidas clássicas, com um toque especial, podem surpreender até quem não tem o frango como primeira opção. “Um frango bem feito no forno é suculento. A gente cozinha o frango a vácuo para garantir essa suculência. Com isso não tem erro de fritura e nem erro de chapa. Eu procuro mecanismos de cozinha que vão me dar um resultado em que o padrão da suculência não se perca. O frango gostoso é aquele macio e úmido”, disse Thomas Troisgros.


Leia mais:

10 restaurantes com áreas abertas no Rio de Janeiro 
5 lugares para tomar café da manhã no Rio de Janeiro
Restaurateur Leonardo Rezende, do Pici Trattoria, dá dicas de onde comer no Rio

Sanduíches, asinhas, coxinhas, entre outros figuram no menu do Tom Ticken  (Foto: Tomas Rangel)

O cardápio oferece desde sanduíches até a releitura brasileira de um clássico norte-americano, as Buffalo Wings. O carro-chefe é o Ticken Panko (R$ 39 só o sanduíche ou R$ 47 com batata pequena). São 140g de sobrecoxa empanada, picles de cebola roxa, alface romana orgânica e ketchup de páprica defumada. Já o Ticken Chapado (R$ 39 só o sanduíche ou R$ 47 com batata pequena) traz os mesmos ingredientes, mas o frango vai grelhado: perfeito para quem não é fã de fritura.

As wings, ou melhor, asinhas trazem para o Tom Ticken um dos itens mais festejados do irmão mais velho T.T. Burger: o Goiabada Ketchup. Após um leve empanamento em uma mistura de farinhas temperada, as asinhas são banhadas no molho à base de goiabada nas versões clássica ou picante (com um generoso toque de pimenta Sriracha) e são finalizadas com mix de gergelim tostado (R$ 36 com cinco unidades). A outra entrada é brasileiríssima: uma clássica Coxinha de Galinha com massa leve e cremosa, recheio muito bem temperado e um toque de Catupiry (R$ 12 a unidade). Como não poderia deixar de ser, batata frita e nuggets surgem como os acompanhamentos ideais.

Tom Ticken segue o modelo Dark Kitchen, principal tendência de mercado (Foto: Tomas Rangel)

A reinvenção na pandemia

Assim como o irmão Três Gordos, o Tom Ticken segue o modelo de Dark Kitchen, principal
tendência do mercado no último ano em função da pandemia da Covid-19. No Grupo T.T. este
projeto de lançamento de novas marcas surgiu muito mais por necessidade do que por
estratégia. Chapas vazias, funcionários ociosos, salão fechado… Era preciso dar uma guinada
para sobreviver. Concebido originalmente para ter uma loja física, o Três Gordos se tornou
uma marca exclusiva de delivery aumentando a capacidade de venda e o faturamento do
grupo que de cinco lojas físicas passou a ter 11 dark kitchens. Entre T.T. Burger e Três Gordos o grupo vende uma média de 50 mil sanduíches por mês.

O sucesso do experimento abriu os horizontes de criação. A cada marca nova, a cozinha é
adaptada para ter uma linha de produção automatizada que torna os processos mais eficientes por meio de tecnologia de ponta implementada nas etapas operacionais. Desta maneira, o produto chega com altíssima qualidade à casa do cliente.

Delivery (em parceria com iFood): todos os dias / Raio de entrega: Zona Sul do Rio

Mais Recentes da CNN