por: Viagem e Gastronomia Viagem e Gastronomia

Churrasco hermano: 5 restaurantes que fazem sucesso preparando carnes na parrilla

Sem querer causar intriga, o colunista Fred Sabbag revela que prefere uma boa carne preparada na parrilla do que nas churrasqueiras tradicionais brasileiras; conheça uma seleção de restaurantes em São Paulo

Descubra 5 locais que têm a parrilla como protagonista do menu
Descubra 5 locais que têm a parrilla como protagonista do menu Divulgação Rincon Escondido

Fred Sabbagcolaboração para o Viagem & Gastronomia

São Paulo

Ouvir notícia

O churrasco é um dos eventos mais valiosos para nós brasileiros, mas preciso iniciar o texto de hoje fazendo quase uma traição à pátria: prefiro, de longe, carnes preparadas na parrilla – bastante popular no Uruguai e na Argentina – ao invés da churrasqueira tradicional que temos em nossas casas.

Na parrilla, a brasa é uniforme e geralmente vem de lenhas de árvores frutíferas, que, quando em fogo, permanecem em um queimador lateral. Ao virarem brasa, é possível espalhá-la por toda a superfície inferior para que a temperatura fique uniforme por toda a parrilla.

A meu ver, o controle de temperatura que é possível na parrilla, sem labaredas, confere maior suculência e maciez às carnes. Mas essa análise técnica deixo aos especialistas em churrasco para fazer (e no Brasil há diversos, vale ressaltar).

Fato é que, em se tratando de churrasco, é preciso esquecer a rivalidade Brasil vs. Argentina ou Uruguai e focar nos diversos lugares onde é possível comer uma boa carne feita na parrilla. Em São Paulo, esse número vem aumentando e, no texto de hoje, cito alguns que estão fazendo bastante sucesso. Bom churrasco a todos!

Rincon Escondido

O Rincon Escondido tem como sócios e fundadores o filho de uruguaios Alan Edelstein e o argentino Francisco Mancuso. Foi fundado em 2014 e tem como objetivo principal promover experiências gastronômicas em dias específicos com reserva prévia, cujo foco é a cultura parrillera.

O cardápio de tais experiências é composto por antepasto (pimentões e cebolas grelhados, cesta de pães e molho chimichurri), entradas (linguiças artesanais e bruschettas), iguarias como matambrito e molejas e cortes como bife ancho e bife de chorizo acompanhados de batata doce.

Rua Madalena, 69 – Vila Madalena, São Paulo – SP / Próximas experiências nos dias 17/3/2022, 18/3/2022, 26/3/2022, 1/4/2022 e 30/4/2022.

Chimichurri Parrilla

Chimichurri Parrilla tem serviço informal e oferece variados cortes  / Fred Sabbag

O Chimichurri Parrilla é um pequeno gigante da arte parrillera, com serviço informal em mesas altas e comida excelente. Tem à frente o argentino Tomás Peñafiel e o brasileiro Gabriel Toledo.

Além de empanadas fritas (algo que não é hábito em São Paulo), o hambúrguer feito na parrilla é um dos mais gostosos da cidade e faz boa companhia para as mollejas e o rosbife. De principal, recomendo fortemente o bife ancho e a arañita (corte tirado da pélvis).

Av. Prof. Alfonso Bovero, 730 – Perdizes, São Paulo – SP / Horário de funcionamento: de terça a quinta-feira, das 12h30 às 15h30 e das 18h às 22h30; sexta-feira e sábado, das 12h30 às 22h30; e aos domingos, das 12h30 às 17h.

La Borratxeria

La Borratxeria (ex-Underdog), que desde 2014 tem fila de fãs atrás de suas carnes / Reprodução/Instagram

Fundado em 2014 com menos de 15 m² como Underdog e rebatizado em 2020, La Borratxeria tem hoje longas filas e muito sucesso nas duas unidades (Pinheiros e Vila Olímpia), com o argentino Santi Roig à frente do negócio em conjunto com outros sócios.

No cardápio, brilham entranha (também conhecida como skirt), hambúrguer (de cupim e costela), empanadas, molejas, além de cortes como entre costales (bananinha), marucha e assado de tira.

Rua João Moura, 541 – Pinheiros, e Rua Ramos Batista, 380 – Vila Olímpia, São Paulo – SP/ Horário de funcionamento: terça a quinta-feira, das 12h às 15h30 e das 18h30 às 22h30; sexta-feira e sábado, das 12h às 22h30; e aos domingos, das 12h às 17h30.

El Pampero

El Pampero tem mesas na calçada e oferece a típica “comida dos pampas” / Roberto Bocabello

Outro restaurante pequeno (em termos arquitetônicos), o El Pampero entrega seu objetivo principal pelo nome: servir comida dos pampas (região que abrange a junção de Rio Grande do Sul, Uruguai e Argentina) e tem à frente o gaúcho Rodrigo Trindade.

Da parrilla saem morrones com queso y huevo, miolo do acém, sete da paleta e uma ótima linguiça campeira. Para acompanhar, não deixem de provar a maionese de batata e o arroz carreteiro.

Rua Tucambira, 90 – Pinheiros, São Paulo – SP / Horário de funcionamento: terça a sexta-feira, das 12h às 15h e aos sábados, das 12h às 17h.

Fogo & Fuego

Fogo & Fuego tem como premissa que qualquer item servido no local precisa passar pela parrilla / Divulgação

Fundado em 2020, no auge da pandemia, o Fogo & Fuego tem à frente Eduardo Bonato Natan Failchijes e sua premissa principal é a passagem pela parrilla de tudo o que é servido aos comensais.

Aberto ao público em dias específicos no mês, o Fogo & Fuego possui estrutura para eventos corporativos e sociais e serve variadas opções como empanadas de carne, choripan, matambrito suíno, abóbora cabotiá recheada com queijos (a queridinha da casa), entraña, variedades de legumes grelhados, asado de tira e outros cortes.

Rua Deputado Lacerda Franco, 145, Pinheiros, São Paulo-SP / Funciona mediante reserva prévia com informações no site

Fred Sabbag
O advogado e entusiasta gastronômico Fred Sabbag / Acervo pessoal

Fred Sabbag é advogado por profissão, mas, no tempo livre, nada de processos ou trâmites judiciais: uma de suas maiores paixões é frequentar bares e restaurantes. O hábito rendeu-lhe inúmeros seguidores no Instagram (@fredsabbag) e o tornou numa celebridade da gastronomia em São Paulo.


Mais Recentes da CNN