por: Viagem e Gastronomia Viagem e Gastronomia

Os vinhos do Porto da Casa Ramos Pinto

Cave portuguesa tem o Brasil como seu mercado estratégico, desde a sua fundação...

Ouvir notícia

Cave portuguesa tem o Brasil como seu mercado estratégico, desde a sua fundação

Às margens do Rio Douro, na cidade do Porto (Portugal), existem dezenas de caves para degustar o tradicional vinho do Porto, com harmonizações. Também é possível fazer o passeio de barco no Rio Douro, com algumas doses e visitas. Optamos pela mais conhecida e procurada, a Casa Ramos Pinto.

ramos-02

Sua história começou quando, em 1880, fundada por Adriano Ramos Pinto, a Casa Ramos Pinto inovou e decidiu, em vez de disputar o mercado europeu – já consolidado na época, exportar para a América do Sul, mais especificamente para o Brasil. Para ganhar mercado, além de um vinho do Porto de qualidade, criou brindes personalizados, como porta copos, garrafas de cristal, entre outros mimos relacionados ao vinho. Sua embalagem, de vanguarda para o início do século XX, foi associada a uma promoção com cartazes provocativos e inusitados – o que rendeu muita visibilidade à cave. Muitas destas peças, cartazes e garrafas antigas podem ser vistos na Área Museológica – Casa Ramos Pinto.

A harmonização de chocolate com vinho do Porto é incrível. Destaque para o White Reserva & trufa de maracujá e LBV & trufa de framboesa. Maravilhosos. A degustação está inclusa no pacote, além da visita ao museu e à cave, já as trufas podem ser compradas na bomboniere dentro da cave. Ainda é possível fazer a degustação completa de chocolates com vinho, acrescenta-se o Lagrima & bombom de mel caramelizado e o RP 20 quinta do Bom Retiro & Bombom manga.

ramos-03

O vinho do Porto

Suas uvas são cultivadas diretamente na pedra, no xisto, em toda a região do Douro. Frio acentuado, assim como verão, que pode ter 40 graus, conferem o clima ideal para o cultivo desta uva. O vinho do Porto é um vinho fortificado (com aguardente, o que resulta em uma alto teor alcoólico) e doce, porque fermentam por apenas três dias.

Em teoria, quanto mais velho melhor o vinho do Porto é. Os vinhos novos são mais frutados, já os envelhecidos se adaptam às características da madeira e seus sabores. Os vinhos do Porto existem em três tipos: brancos, ruby e tawny. Os brancos foram uma excelente surpresa, muito saborosos. O ruby, envelhecido de 3 a 7 anos, combina com queijos e chocolates. Já o tawny tem um sabor de especiarias acentuado e harmoniza com sobremesas bem doces, laranja, amêndoas – são necessários 3 anos de envelhecimento em carvalho. Ambos não são vinhos para guardar na adega, e sim para consumir assim que comprados. Após abertos, podem ser consumidos em até um mês.

O vintage, envelhecido até 7 anos (Adriano Reserva) em madeira, pode ser guardado por anos. Quando abertos tem que ser consumidos em 48 horas, como um vinho normal.

ramos-04

Ramos Pinto Portugal
Av. Ramos Pinto, 380 Vila Nova de Gaia, Porto
Telefone:+ 351 223 707 000
ramospinto@ramospint​o.pt

Mais Recentes da CNN