De praias badaladas a cenários incríveis: os lugares mais instagramáveis do Rio de Janeiro

Belas orlas, vistas deslumbrantes e atrações menos conhecidas, como bibliotecas e vilas, fazem da capital carioca um destino único

Foto da Praia de Ipanema no pôr do sol
Foto da Praia de Ipanema no pôr do sol do Rio de Janeiro, um dos pontos mais belos e instagramáveis da cidade (Foto: Getty Images)

O Rio de Janeiro é conhecido por ser uma cidade global recheada de cartões postais que despertam desejos e curiosidades nos visitantes. Rodeada de muita beleza e história, a Cidade Maravilhosa possui praias atraentes, parques, florestas, monumentos e uma vida urbana agitada, todos pontos turísticos perfeitos para apreciar e tirar fotos maravilhosas.

Um bom cenário instagramável, ou seja, aquela foto com fundo bonito e atmosfera agradável a ser postada na rede social, brilha os olhos e transporta o usuário imediatamente para o local da imagem. E estes atributos a capital carioca tem de sobra. De atrações mais famosas, como o Cristo Redentor, o morro da Urca e a praia de Ipanema, até outros menos divulgados, separamos 11 pontos que merecem estar no seu roteiro – quando viajar voltar a ser algo seguro!

Confira e se prepare para cenários de deixar qualquer um boquiaberto com tanta beleza.

Leia mais:
10 restaurantes com áreas abertas no Rio de Janeiro
10 deliveries no Rio de Janeiro para todos os paladares
O que fazer no Rio de Janeiro em sua primeira visita!
Viagens de carro: 8 cidades na região serrana do Rio de Janeiro

  • Jardim Botânico

Foto das palmeiras imperiais no jardim botânico do RJ
As grandes palmeiras do Jardim Botânico do Rio atraem turistas e moradores pela beleza e história (Foto: Wikimedia Commons)

Um dos mais ricos e importantes do mundo, o Jardim Botânico do Rio se destaca logo de cara pelas palmeiras-imperiais, plantadas ali pelo príncipe regente D. João em 1809. O caminho formado por elas, inclusive, é cenário perfeito para uma foto bem elaborada, sendo um dos cartões postais da Cidade Maravilhosa. Fundado em 1808, o local é famoso pela sua exuberância e reserva também outras maravilhas, como uma extensão de plantas, monumentos, construções e obras de arte, todos parte da história bicentenária do local. Não deixe de conhecer e tirar fotos também nas estufas, que abrangem orquídeas, bromélias, samambaias e plantas insetívoras, e com as coleções temáticas, como o Jardim Japonês, inaugurado em 1935 a partir da doação de 65 exemplares de plantas típicas japonesas.

  • Real Gabinete Português de Leitura

Foto do interior do Real Gabinete Português de leitura
Interior silencioso do Real Gabinete, construído no centro do Rio em 1837 (Foto: Boris G/Flickr)

Para se ter uma ideia, em 2014 o Real Gabinete Português de Leitura foi classificado pela prestigiada revista Time como a quarta biblioteca mais bonita do mundo. Construído no estilo neomanuelino, seu interior é composto por várias salas de leitura com estantes de madeira chamativas. Além de um lindo ponto para fotos e conhecimento, o local é recheado de história. Localizado bem no coração do centro do Rio, o Real Gabinete foi fundado em 1837 por emigrantes portugueses que moravam na então capital do Império. Em 1900, o gabinete recebeu o título de biblioteca pública. Atualmente, o Gabinete também é uma tradicional instituição da língua portuguesa que guarda a maior e mais valiosa coleção de autores portugueses fora de Portugal, na ordem de 350 mil volumes.

  • Cristo Redentor

Rio de Janeiro Cristo Redentor
Foto aérea do Cristo Redentor com vista para a cidade do Rio de Janeiro (Foto: divulgação)

É um clichê e ao mesmo tempo uma atração turística imperdível. Subir aos pés do Cristo, no topo do Morro do Corcovado, é um passeio obrigatório quando se está de passagem pela cidade. Na lista das sete maravilhas do mundo moderno e Patrimônio da Humanidade pela Unesco, o Cristo Redentor é símbolo do Rio de Janeiro e uma das atrações mais visitadas do país, com quase 2 milhões de turistas em 2019. Inaugurado em 1931, o Cristo é perfeito para fotos lindas, tanto pela beleza de seus 38 metros quanto pela vista estonteante para a maior parte da cidade, estando a 709 metros acima do nível do mar.

  • Bar da Laje

Foto do Bar da Laje, no RJ
Vista do Bar da Laje, no Morro do Vidigal, para o mar (Foto: reprodução/instagram)

Localizado em um dos pontos mais conhecidos da cidade, no Morro do Vidigal, o Bar da Laje se destaca pela vista espetacular do Rio de Janeiro. O bar descolado virou um dos points locais com seu mirante para o Oceano Atlântico. O ideal é ir no finzinho da tarde para apreciar o pôr do sol e tirar aquelas fotos arrebatadoras. O local também ganha certa magia à noite com as luzes da cidade e do morro acesas. É um ótimo ponto para fotos e para sair do circuito tradicional de bares cariocas.

  • Escadaria Selarón

Foto da escadaria Selarón, no RJ
Degraus com azulejos coloridos da escadaria Selarón, entre Santa Teresa e Lapa, no Rio de Janeiro (Foto: Boris G/Flickr)

Outro clichê do Rio, a Escadaria Selarón, entre os bairros de Santa Teresa e a Lapa, colore o feed do Instagram sempre que algum conhecido visita a cidade. A obra arquitetônica de Jorge Selarón, chileno radicado no Brasil, começou a ser feita nos anos 1990. Ao todo, a escadaria possui duzentos e quinze degraus e a dica é sentar-se em um deles para tirar uma foto enquadrada e cheia de cores. Tombada por interesse histórico em 2015 pela prefeitura do Rio, a escadaria já entrou no imaginário popular ao ser veiculada em inúmeras campanhas nacionais e internacionais e ainda aparecer em clipes musicais de Snoop Dogg e da banda U2.

Leia mais:
Delivery: restaurantes saudáveis do Rio de Janeiro, por Carol Neves
Onde os bartenders bebem? Com Marcelo Emídio, no Rio de Janeiro
Onde os chefs comem? Com Marcelo Petrarca em São Paulo e Rio de Janeiro

  • Praia de Ipanema

Foto de Ipanema no por do sol, com morro dos Dois Irmãos atrás
Pôr do sol em Ipanema: praia é destino popular da cidade e cartão postal para o mundo (Foto: Pixabay)

Um pulo pelas areias de Ipanema é necessário para conhecer o básico do Rio de Janeiro. Destino queridinho de turistas e dos cariocas da gema, a praia é para lá de fotogênica com o Morro Dois Irmãos ao fundo – uma foto no pôr do sol e os likes estão garantidos! Se estiver curtindo o dia pela faixa de areia, não deixe de comprar um saco de biscoito Globo e tomar um copo de mate, combo delicioso e super instagramável. O calçadão de pedras portuguesas deixa o cenário ainda mais belo. Dica: a maioria dos hotéis na orla de Ipanema possuem uma piscina no rooftop. Se estiver hospedado por ali, vale a pena tirar umas horinhas para curtir a água e deixar tudo registrado no Instagram!

  • Arpoador

Foto do Arpoador a partir da Pedra do Arpoador, no RJ
Vista para praia de Ipanema e o morro Dois Irmãos partir da Pedra do Arpoador, na praia do Arpoador, no Rio de Janeiro (Foto: Wikimedia Commons)

O Arpoador é conhecido por sua praia e formação rochosa entre as praias de Ipanema e do Diabo. Destino favorito dos surfistas da cidade, já que ali formam-se grandes ondas, o local também é certo para as fotos dos turistas. Ali há vários ângulos possíveis para as mais variadas fotos para o mar ou para a orla. Como outras atrações no Rio, o pôr do sol em cima das pedras é exuberante. Caso outras pessoas estejam ao redor, não se surpreenda se todos começarem a bater palmas para o sol que vai embora. Próximo dali fica também uma estátua em tamanho real de Tom Jobim, inaugurada em 2014. Vale a pena fazer aquele registro com um dos maiores músicos do Brasil.

  • Parque Lage

Café da manhã no Parque Lage com vista para a piscina principal do palacete (foto: Tina Bini)

Bem próximo ao Jardim Botânico e aos pés do morro do Corcovado está o Parque Henrique Lage, tombado como patrimônio histórico e cultural da cidade do Rio de Janeiro pelo IPHAN. Os jardins verdes e bem cuidados – bons para piqueniques – por si só já rendem selfies e fotos graciosas, mas o que chama atenção por ali também é o palacete. Construído pelo arquiteto italiano Mario Vodret em 1927, é um espetáculo à parte. Dentro dele funciona a Escola de Artes Visuais do Parque Lage e também um restaurante, em que é possível tomar o famoso café da manhã servido ao lado da piscina central, componentes ideais para a foto perfeita.

  • Arcos da Lapa

Foto dos arcos da Lapa, no Rio de Janeiro
Arcos da Lapa: obra arquitetônica do período colonial é um dos cartões postais da cidade (Foto: Anita Szeicz/Flickr)

Ali, no bairro que é considerado o mais boêmio da cidade, ficam os Arcos da Lapa, importante obra arquitetônica construída ainda no período colonial, em 1723. O ponto é hoje um dos cartões postais da cidade e onde funciona a via para o bonde que liga o centro do Rio ao bairro de Santa Teresa. As fotos ali ficam lindas e o legal é explorar os vários ângulos possíveis a partir da Praça Cardeal Câmara.

  • Arco do Teles

Além dos já bem conhecidos Arcos da Lapa, há outro arco histórico na cidade, mas menos famoso, que também é um ótimo ponto a ser explorado. Trata-se do Arco do Teles, cantinho charmoso que liga a praça XV de Novembro à Travessa do Comércio, no centro. Com a arquitetura ao redor é possível se transportar para um Rio de Janeiro antigo, um núcleo que era muito frequentado por portugueses. Antiga residência da família Teles de Menezes, o local foi transformado numa viela cheia de bares, restaurantes e ateliês. Dica: na frente do arco, peça para alguém tirar uma foto sua andando e olhando ao redor. Poste com um filtro vintage e voilá, resgate o Rio das antigas!

  • Vila do Largo

Foto da vila do largo no Rio de Janeiro
Viela na Vila do Largo, refúgio com ateliês, cafés e espaços de coworking no Rio (Foto: reprodução/instagram/@gabrieldamuda)

Como mostrado acima, nem só de praias e paisagens maravilhosas o Rio é feito. Como toda cidade grande, a vida agitada guarda alguns percalços e alguns locais fazem contraponto a isso. É o caso da Vila do Largo, um refúgio carioca que abriga um clima bucólico digno de interior, com cafés, galerias e espaços de coworking. A vila, que fica escondidinha entre os bairros de Laranjeiras e Catete, possui ainda um pátio com mesas e cadeiras coloridas. Um clique bem produzido por ali engana até moradores locais – nem parece que fica no Rio! – e rende várias curtidas.

  • Praia do Secreto

Foto da Praia do Secreto, no Rio de Janeiro
Piscina natural formada na maré baixa na Praia do Secreto, na zona oeste do Rio (Foto: Wikimedia Commons)

O nome já denuncia que a praia é escondida dos olhos do público geral. Localizada entre as praias da Macumba e Prainha, no Recreio, zona oeste do Rio, o acesso a Praia do Secreto é realizado por meio de uma rápida trilha. Mas a verdadeira atração ali na verdade é a piscina natural que se forma quando a maré está mais baixa. Assim, já dá para perceber que, além do banho de mar, as fotos por ali ficam impressionantes. Apesar de “secreto”, o ponto fica cheio nos feriados e nos finais de semana, então a dica é explorar a região em dias de semana.