por: Viagem e Gastronomia Viagem e Gastronomia

Paris vai ganhar um sistema teleférico de R$ 735 milhões até 2025

Novo projeto de 4,5 quilômetros de extensão pretende conectar vários subúrbios do sudeste ao metrô de Paris e construção deve começar ainda neste ano

Getty Images

Tamara Hardingham-Gillda CNN

Ouvir notícia

Paris já abriga algumas das atrações mais populares do mundo, e a capital francesa ainda pode estar prestes a receber o seu primeiro teleférico urbano.

Os planos propostos para um novo teleférico de 4,5 quilômetros de extensão, conectando vários subúrbios do sudeste ao metrô de Paris, estão avançando e a construção é prevista para começar este ano.

Com inauguração estimada para 2025, o projeto “Cable 1” viajará do subúrbio parisiense de Villeneuve-Saint-Georges até a estação Pointe du Lac, em Creteil, na região de Île-de-France, em apenas 17 minutos, levando menos da metade do tempo da viagem feita de ônibus.

As renderizações para a linha do teleférico, comandadas pelo estúdio de arquitetura Atelier Schall, acabaram de ser lançadas, proporcionando uma visão mais detalhada do projeto tão esperado, que recentemente liberou os estudos de viabilidade de pré-construção.

Conexão parisiense

Cable 1 vai diminuir o tempo das pessoas nos transportes públicos/ Courtesy Île-de-France Mobilités

O Cable 1 (C1) custa cerca de € 132 milhões (cerca de US$ 145 milhões, ou R$ 735 milhões) e prevê atender 11 mil pessoas por dia, com apenas 30 segundos entre as cabines nos horários de pico. Cada cabine terá espaço para até 10 passageiros.

Enquanto cidades francesas como Brest e Grenoble já possuem sistemas teleféricos semelhantes, o Cable 1 seria o primeiro de Paris, se aprovado. No entanto, diversos outros teleféricos propostos estão atualmente em vários estágios de desenvolvimento.

Proposto pela primeira vez em 2008, o Cable 1 foi considerado necessário devido ao terreno montanhoso de Creteil, que também possui uma linha de trem de alta velocidade e uma autoestrada, tornando os sistemas alternativos de transporte terrestre menos práticos.

Para construir o sistema, 33 postes brancos, pensados para se “combinarem harmoniosamente” com a paisagem, serão colocados ao longo dos subúrbios.

“O transporte público em Île-de-France e o departamento de Val-de-Marne decidiram em 2016 adicionar uma nova ferramenta inovadora para soluções de transporte público que oferece aos residentes de Île-de-France a primeira linha de teleférico urbano da região”, diz Laurent Probst, diretor geral da IDF Mobilites.

Altamente acessível

O projeto do Cable 1 em Paris: mais mobilidade/ Courtesy Île-de-France Mobilités

“A grande proposta do grupo liderado pela Doppelmayr França permitirá, em pouco mais de quatro anos, que mais de 11 mil pessoas por dia economizem muito tempo, tenham muito conforto e, talvez, sonhem um pouco nas montanhas”.

O Cable 1 servirá cinco paradas no total, Temps Durables e Emile Combes, em Limeil-Brévannes, Emile Zola, em Valenton, e Bois Matar, em Villeneuve-Saint-Georges, com um terminal em Pointe du Lac, em Creteil, localizado a uma curta distância da linha de metrô 8.

Cada estação terá apenas um andar para garantir que o sistema seja “100% acessível” para os passageiros.

Paris não é a única cidade europeia a introduzir um sistema de teleférico. No ano passado, Amsterdã deu luz verde a um teleférico de 1,5 quilômetro de comprimento que atravessará o rio IJ, ligando Amsterdã-Oeste e Amsterdã-Norte quando começar a funcionar em 2025.

Em Londres, um teleférico construído sobre o rio Tâmisa tem lutado para atrair passageiros regulares desde sua inauguração em 2012, e só conseguiu evitar drenar as finanças do transporte da cidade por causa de um lucrativo acordo de patrocínio que está prestes a expirar.

Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

versão original

Mais Recentes da CNN