Os restaurantes das celebridades em Los Angeles

Lar de astros dos filmes e da música, cidade reserva locais badalados e tradicionais que atendem tanto a velha quanto a nova geração de famosos; confira endereços

Pátio do Polo Lounge, no The Beverly Hills Hotel, restaurante que marcou gerações de estrelas e continua fazendo sucesso
Pátio do Polo Lounge, no The Beverly Hills Hotel, restaurante que marcou gerações de estrelas e continua fazendo sucesso Divulgação/Dorchester Collection

Saulo Tafarelodo Viagem & Gastronomia

Ouvir notícia

Enquanto macarronadas italianas e sushis criativos saem das cozinhas, um burburinho de flashes dos paparazzi pipoca nas entradas dos restaurantes mais concorridos de Los Angeles e arredores, anunciando que uma celebridade mega conhecida está no recinto. Assim é a rotina de alguns estabelecimentos na “cidade dos anjos”, território demarcado por astros de Hollywood e da música.

A cidade concentra uma variedade gastronômica que passeia pelas mais diversas cozinhas, com chefs badalados e pratos caprichados. Mas engana-se quem pensa que as estrelas pedem refeições de milhares de dólares em palácios suntuosos: o restaurante favorito de Rihanna em Santa Mônica serve um ravióli com aspargos por US$23 e o hotspot de Justin Bieber e Kylie Jenner em West Hollywood tem hambúrguer caseiro a partir de US$22.

As fachadas dos locais podem até ser discretas, mas escondem cozinhas que satisfazem os (exigentes) paladares dos famosos. Com a esperada abertura da fronteira dos Estados Unidos a turistas brasileiros vacinados, confira os endereços mais concorridos das celebridades em Los Angeles – quem sabe você não esbarra com Kim Kardashian na mesa ao lado?

Craig’s

craigs los angeles
Rigatoni e parmegiana servidos no Craig’s, restaurante em West Hollywood que é “tipicamente americano” (Foto: reprodução/Instagram)

Uma fachada com dois toldos cinzas e um toldo arredondado estilizado com o nome “Craig’s” indica que ali, no número 8826 da Melrose Avenue, no famoso bairro de West Hollywood, fica um dos restaurantes mais frequentados pela elite da cidade. O local se autointitula como um “restaurante americano”, em que pratos tradicionais do país são servidos, como pizzas, massas, frangos, peixes e saladas.

Entre alguns destaques, o menu do jantar conta com a clássica salada Caesar (US$19), almôndegas como aperitivos (US$16), pizza margherita (US$20), spaghetti com camarões (US$38), salmão com crosta de gergelim (US$44) e filé mignon de quase 230 gramas com ravióli de queijo azul e cebolinha e manteiga com ervas (US$62). Opções veganas também são contempladas no cardápio.

O interior do Craig’s tem decoração rústica amadeirada, com bancos de couro redondos e mesas de toalhas brancas.

Entre os clientes que frequentam o espaço estão Kim Kardashian e sua mãe Kris Jenner (aliás, todo clã Kardashian tem cliques na frente do local), Selena Gomez, Harry Styles, John Legend, Courteney Cox, Demi Lovato… Ou seja, é um bom ponto para avistar uma celebridade.
8826 Melrose Avenue, West Hollywood, Los Angeles, California.

Nobu Malibu

nobu malibu
Decks de madeira com sofás e mesas casuais com vista para o Oceano Pacífico do Nobu Malibu (Foto: reprodução/Instagram)

É talvez um dos locais mais frequentados pelo clã Kardashian: Kim, Kourtney, Khloé e as irmãs Kylie e Kendall Jenner são vistas periodicamente entrando e saindo do restaurante em Malibu, à beira do Oceano Pacífico – Kanye West, ex-marido de Kim, chegou a brigar com os paparazzi no estacionamento do local há alguns anos.

Além delas, a casa é tão conhecida no circuito das celebridades que os paparazzi ficam ao redor à espera de um clique de Angelina Jolie, Alessandra Ambrosio e até Jeff Bezos, o magnata da Amazon.

A começar, a fama se dá pela própria rede Nobu: a marca criada pelo chef e empresário Nobu Matsuhisa tem restaurantes de cozinha japonesa e hotéis espalhados pelos Estados Unidos, México, Caribe, Europa, Oriente Médio e Ásia.

Em Malibu, cidade litorânea da Califórnia nos arredores de Los Angeles, a casa tem um deck com vista privilegiada para as cores azuis do Oceano Pacífico, quase que adentrando o mar, com decoração amena, grandes sofás confortáveis e mesas para grupos.

Da cozinha saem pratos clássicos japoneses misturados à inspirações peruanas do chef. Sushis, nigiris e sashimis compõem o cardápio ao lado de lagosta doce e azeda (US$70), berinjela picante com missô (US$14) e caviar branco (US$48). A escolha mais cara se dá pelo omakase, menu degustação com os melhores pratos da casa que sai por US$185.
22706 Pacific Coast Highway, Malibu, California.

Giorgio Baldi

giorgio baldi santa monica
Entrada do Giorgio Baldi, restaurante italiano familiar que é um dos locais mais frequentados por celebridades nos arredores de Los Angeles (Foto: reprodução/Instagram)

Basta jogar no Google o termo “Rihanna Giorgio Baldi” e se deparar não com uma, mas com centenas de fotos de diferentes ocasiões em que a cantora e empresária bilionária é clicada saindo da porta do restaurante italiano. “Rihanna começou a vir quando tinha 18 anos ou algo assim”, disse Elena Baldi, gerente do local, ao The New York Times. “Lembro-me de quando ela nem conseguia beber”. Para se ter uma noção, ela chegou a fechar o restaurante para sua equipe em agosto passado a partir da meio noite e só saiu de lá por volta das seis horas da manhã, de acordo com o site de fofocas JustJared.

Localizado em Santa Mônica, a casa familiar funciona na cidadezinha costeira há pelo menos 30 anos e tem entre seus principais clientes, além de Rihanna, alguns famosos que amam repetir a comida, como Katy Perry, Orlando Bloom, Rosalia, o clã Kardashian e Beyoncé e Jay-Z (que foram flagrados saindo dali no after party do Grammy deste ano).

De fora, é um estabelecimento que não chama atenção, sem adornos glamourosos ou detalhes caríssimos. Mas seu interior guarda uma cozinha que serve pratos italianos muito elogiados, entre antepastos, saladas, sopas, risotos, peixes e pastas diversas. Os destaques vão para o agnolotti (US$30), recheado com milho doce com molho de trufas brancas, os risotos (que variam entre US$19 e US$25) e a lagosta, salteada com tomatinhos-cereja, manjericão, salsa, limão, pimenta e azeite (sem preço).

O interior da casa é simples, com mesas quadradas e toalhas brancas, além de uma pequena área ao ar livre com grama artificial – parte do plano de retomada das atividades dos restaurantes da Califórnia por conta da pandemia.
114 West Channel Road, Santa Monica Canyon, Santa Monica, California.

The Nice Guy

The nice guy los angeles
Entrada do The Nice Guy em West Hollywood, ponto de encontro das celebridades mais jovens em que fotos não são permitidas no interior (Foto: reprodução/Instagram)

Como tudo que tocam vira ouro, a influência de Kylie Jenner e das irmãs levou o The Nice Guy a ser um dos hotspots da cidade. Junto de amigas, como Hailey Bieber e Anastasia Karanikolaou, Jenner é clicada regularmente entrando e saindo do local em West Hollywood, causando um frenesi de paparazzi. Justin Bieber também é um dos frequentadores assíduos do restaurante.

No coração da grande cidade, a casa foi inaugurada em 2014 e teve como inspiração os restaurantes decadentes da máfia, que pode ser notada na escolha da decoração interior: há um bar vintage, ambiente escurecido por madeiras e assentos de couro arredondados.

A própria arquitetura foi pensada de modo a criar espaços que estimulam conversas e encontros, interagindo com áreas mais reservadas. O exterior é misterioso, com uma grande porta em madeira e letreiros com o nome do restaurante na parede de entrada.

Com o passar da noite, o The Nice Guy vai ganhando vida e um clima de festa – das mais VIP’s – que vai até a madrugada. Pelas redes sociais oficiais é possível vislumbrar um pouco do agito entre as celebridades.

O menu conta com uma variedade de drinks e bebidas alcoólicas, muitas delas garrafas caríssimas de espumantes, a exemplo do champagne Dom Pérignon Rosé por US$1,200 – mais de R$6.400. Entre os pratos, saladas e pizzas clássicas estão entre os itens mais tradicionais e em conta. Entre as massas, o rigatoni com vodka e camarão (US$30) e o orecchiette de cogumelos com creme porcini e gema de ovo dourada (US$29) são destaques.

O hambúrguer da casa, com bacon, cebola caramelizada, rúcula queijo americano caseiro e batatas fritas (US$22) e o corte de carne New York Strip (US$67) fazem parte das carnes.
401 North La Cienega Boulevard, West Hollywood, Los Angeles, California.

Casa Vega

casa vega los angeles
Painel luminoso indicando entrada do Casa Vega, restaurante mexicano em Sherman Oaks (Foto: reprodução/Instagram)

Localizado no bairro de Sherman Oaks, no Vale de São Fernando, o Casa Vega é um restaurante mexicano com uma história de mais de 65 anos que mistura uma decoração de raízes mexicanas com os anos 1970 de Los Angeles. Assim como o Giorgio Baldi, em Santa Mônica, a casa é comandada por uma linhagem familiar, um dos mais antigos deste tipo em toda a grande Los Angeles.

Selena Gomez, Nicole Richie, Miley Cyrus e, claro, o clã Kardashian, especialmente Kourtney e Khloé, já foram clicadas algumas vezes pelo local, inclusive gravando o reality show Keeping Up With The Kardashians. Mais recentemente, o interior do restaurante, que possui mesas em volta de bancos redondos de couro e um bar com luzes festivas, serviu de cenário para o filme Era uma vez em…Hollywood, estrelado por Leonardo DiCaprio e Brad Pitt.

No menu estão pratos tradicionais mexicanos, como quesadillas, tacos, burritos e nachos. Entre as especialidades da casa constam pollo asado, com frango grelhado, guacamole, pico de gallo e tortillas (US$24), assim como fajitas (US$21) e carne assada com enchilada (US$28).

Além de ter construído um pátio ao ar livre de acordo com as exigências municipais contra a Covid-19, a Casa Vega também sedia algumas festas privadas.
13301 Ventura Boulevard, Sherman Oaks, Los Angeles, California.

Polo Lounge

sala de jantar do polo lounge
Salão de jantar interno do Polo Lounge, com mesas redondas, espelhos e abajures (Foto: Divulgação/Dorchester collection)

O Polo Lounge remete ao glamour antigo de Hollywood, com toda sua pompa, estrelas e filmes que marcaram décadas. Sua localização já ajuda para criar tal atmosfera: ele fica dentro do lendário The Beverly Hills Hotel, um dos mais conhecidos do mundo e que foi inaugurado em 1912 na Sunset Boulevard – uma das mais famosas de toda Los Angeles.

Um spot favorito de gerações de celebridades, como Mia Farrow e Marlene Dietrich, hoje em dia famosos como Gwyneth Paltrow, Scarlett Johansson e Taylor Swift marcam presença pelo pedaço.

O salão interior é esverdeado, com assentos arredondados em volta das mesas laterais e vários abajures e espelhos, criando uma atmosfera calma e ao mesmo tempo que relembra um certo passado áureo. Do lado de fora, um pátio ao ar livre faz sucesso entre os clientes, em que as mesas ficam rodeadas de palmeiras e flores.

O interessante é que o restaurante possui mesas mais reclusas para “negócios de alto nível”, de acordo com o site oficial, e assentos estratégicos junto de portas com espelhos que permitem saber quem está chegando, além de cabines para encontros íntimos. “Há maneiras de ver a todos, mas não ser visto”, diz o site.

O Polo Lounge serve cafés da manhã, almoços, jantares, brunches e coquetéis. Nos menus principais, caviar (US$230) e ostras (US$30) estão entre as pedidas sofisticadas das entradas. Costela de carneiro (US$68), vieiras caramelizadas (US$58) e lagostas grelhadas para dois (US$195) se destacam entre as opções do jantar.

Com a tradição, o código de vestimenta é levado a sério ali: chapéus casuais, jeans rasgados, tops, pijamas, trajes de banho e regatas masculinas devem ser evitados. Após as 16h, o local não permite entrada dos clientes com shorts, chinelos ou roupas esportivas.
Polo Lounge, The Beverly Hills Hotel, 9641 Sunset Boulevard, Beverly Hills, Los Angeles, California. 


Mais Recentes da CNN