por: Viagem e Gastronomia Viagem e Gastronomia

Jornada de descobertas: CNN Viagem & Gastronomia comemora 1 ano no ar

Neste mês de maio, celebramos o primeiro aniversário do programa que nos levou para os mais diversos destinos pelo mundo. Essa data simbólica nos leva a uma pergunta especial: qual é a próxima parada?

Daniela Filomeno na Serra da Bocaina, um dos destinos do CNN Viagem & Gastronomia ao longo de um ano no ar
Daniela Filomeno na Serra da Bocaina, um dos destinos do CNN Viagem & Gastronomia ao longo de um ano no ar CNN Viagem & Gastronomia

Daniela Filomenodo Viagem & Gastronomia

Ouvir notícia

Há um ano, na noite de sábado, dia 8 de maio, a natureza exuberante da Comuna do Ibitipoca pipocava na tela da CNN Brasil com suas matas, cachoeiras, trilhas e comidas típicas de fazenda. Para mim, um dos lugares mais incríveis de todo o mundo. Para os telespectadores, era o primeiro programa do CNN Viagem & Gastronomia na televisão.

Mas o trabalho árduo começou muito antes desta data. Paraty, Amazônia, Pantanal, Fernando de Noronha e outros tantos destinos nacionais que fazem do Brasil um lugar dos sonhos foram algumas das viagens que embarquei meses antes para filmar e entregar um conteúdo de qualidade a vocês, leitores e espectadores.

Depois de mais trabalho, outras filmagens, edições e reuniões de pauta, aquele primeiro episódio de Ibitipoca marcou o pontapé para chegar onde estamos agora: são 39 episódios, três temporadas (com uma quarta saindo do forno!), 21 destinos e inúmeras risadas, lágrimas de emoção e histórias para contar.

Assim, o aniversário de estreia do nosso seriado é simbólico para mim e para toda a equipe que faz o CNN Viagem & Gastronomia acontecer, uma vez que lançávamos um programa de viagem e de experiências em plena pandemia de Covid-19. O intuito, porém, condizia com o momento: buscávamos ser uma janela, um respiro em meio ao período conturbado que estávamos vivendo.

A esperança era transportar o telespectador do sofá diretamente para experiências incríveis, para que ele pudesse se sentir inspirado, vislumbrar um Brasil plural, conhecer novas pessoas através da tela, encher os olhos com paisagens emocionantes e saborear comigo pratos locais dignos de serem repetidos.

E acredito que consegui cumprir a missão. Embarquei para lugares diferentes, cada um especial à sua maneira, mas que trouxeram traços em comum: a surpresa, a emoção e experiências únicas. Digo e repito que nunca somos os mesmos após uma viagem e que uma das riquezas de vagar pelo mundo é deixar-se surpreender pelos mínimos detalhes.

Mostrar para o público uma nova proposta de programa, que integra os produtos da CNN Soft, com uma curadoria de experiências e um mergulho verdadeiro na cultura local – mesclando o tradicional com aquilo de mais “fora da curva” – é o que me motiva e me realiza. Desde aqui, neste parágrafo, deixo meus mais sinceros agradecimentos pelo programa e também olho para o futuro: muita coisa boa ainda vem por aí.

Destinos nacionais: um Brasil plural

De norte a sul, desbravei lugares em nosso país que apenas reforçam que o Brasil é um dos pontos mais fascinantes da Terra. Praias paradisíacas, serras aconchegantes, grandes centros urbanos, cidades com pouquíssimos habitantes e a visita a importantes biomas, do Pantanal à Amazônia, fazem parte do cenário que descobri ao longo de milhares de quilômetros.

Seja experimentando a polivalência gastronômica de São Paulo, com sua rotina agitada, ou ainda me hospedando em hotéis-fazenda nas serras de Minas Gerais e do Rio de Janeiro, com suas características de slow-travel, uma coisa é certa: nosso Brasil é enorme e nos reserva experiências diversas como em nenhum outro lugar.

Ainda em 2020 e no início de 2021, quando ajustávamos os detalhes para a primeira temporada, pude atestar que o turismo estava em mudança: com fronteiras fechadas e restrições por conta da pandemia, todos queríamos um contato maior com a natureza e viver, pelo menos por um curto período de tempo, experiências ao ar livre.

O ecoturismo foi então a palavra da vez, que veio para ficar e nos apresentar um modelo de viagem responsável repleta de vivências em sintonia com nossa exuberante fauna e flora.

Essa foi a chance de visitarmos juntos destinos como Bonito, cujas cachoeiras, grutas e lagoas deixam qualquer um maravilhado; ir para Fernando de Noronha, onde as praias mais bonitas do mundo estão localizadas; adentrar uma Amazônia para além de Manaus, como na Reserva do Cristalino ou no Parque Nacional de Anavilhanas; e ainda ver de perto jacarés e o trabalho de preservação de araras-azuis e onças-pintadas no esplêndido Pantanal.

Em meio a experimentar comidas típicas, apresentar as maravilhas dos destinos e narrar histórias de pessoas que inspiram, também pude me arriscar um pouco. No Rio de Janeiro, escolhi mostrar um outro lado da cidade: fiz rapel no Morro Dois Irmãos, o que me garantiu picos de adrenalina e vistas inimagináveis da Cidade Maravilhosa, e ainda pude me emocionar por ser uma das poucas pessoas a subir nos braços do Cristo Redentor, a mais de 700 metros de altura.

Na Serra do Caraça, em Minas Gerais, além de toda a religiosidade deste lugar único, a visita do lobo-guará foi uma das surpresas mais bem-vindas durante a viagem, e pude vê-lo de pertinho em meio a uma noite estrelada nas escadas da igreja local.

Mergulhar numa área alagada com cilindro numa mina de ouro que foi explorada a partir de 1719 em Mariana, Minas Gerais, também foi uma das experiências mais marcantes para mim, e o coração acelerado denunciou a ansiedade de conhecer aquele local. É inigualável descer cerca de 10 metros entre as pedras na água límpida e transparente, a qual fica ainda mais fotogênica com as luzes das lanternas.

Destinos internacionais: descobertas pelo mundo

Com o sucesso da primeira temporada, graças ao trabalho conjunto da equipe do CNN Viagem & Gastronomia e das respostas positivas de vocês, uma segunda temporada veio em setembro de 2021 e, com ela, uma novidade: a estreia de um destino internacional.

O local escolhido foi simbólico e aquece meu coração quando penso nele, cheio de memórias afetivas… e muito vinho! Falo de Bordeaux, região na França mundialmente conhecida pelos seus premiados vinhedos e châteaux históricos. Construções bem preservadas, doces em lojinhas típicas, gastronomia apetitosa, passeios pelo rio, hotéis especiais e, claro, uma imersão pelos melhores vinhos do mundo fizeram parte de uma série de cinco episódios.

Com isso, a terceira temporada desembarcou em sua telinha no começo deste ano e, com ela, mais destinos internacionais: já pensou em andar lado a lado de gorilas nas florestas de Ruanda, na África? Beber drinques clássicos enquanto se aprecia jazz nas casas mais antigas do gênero em Nova Orleans? Ou ainda explorar as novidades gastronômicas e o agito cultural vibrante de Miami, cidade nos Estados Unidos adorada por nós brasileiros?

Bastidores das filmagens do programa em Ruanda com a equipe de TV do CNN Viagem & Gastronomia / CNN Viagem & Gastronomia

Tudo isso foi apenas a pontinha do que mostrei a vocês ao longo destes meses iniciais de 2022, que chegou com alívio nas restrições de viagens e mostrou um enorme potencial na retomada do setor com o avanço da vacinação em todo o mundo.

Sabores e saberes

Também costumo dizer que experimentar pratos típicos dos locais que visito é como uma viagem dentro da viagem. Através da sabedoria de chefs regionais, que imprimem seus conhecimentos e valorizam ingredientes locais em suas criações, podemos adentrar um novo mundo. É uma explosão de sabores que vem acompanhada de muitos saberes, uma mistura que encontra equilíbrio no prato e no copo.

Não tem como não ir ao Rio de Janeiro, por exemplo, e não cair nas graças de sua boemia: cerveja gelada e petiscos de dar água na boca são um pretexto para se apaixonar ainda mais pela cidade e, depois, cair em seu samba.

Na ponte-aérea, São Paulo também impressiona pelos seus restaurantes secretos: os chefs transformam o inusitado em um fator de desejo para os clientes – o resultado é muita curiosidade e receitas de “comer de joelhos.”

Os mercadões municipais das cidades também são um ótimo escape para ver e provar, de fato, como é a culinária local. Seja em Nova Orleans, com seus sanduíches e ensopados de frutos do mar, em Bordeaux, com queijo cremoso recheado com trufa e a beleza dos pães saindo das fornalhas, ou em Belo Horizonte, com o resgate de um mercado que agora é point da capital mineira, estes locais são paradas obrigatórias para boas comidinhas e experiências tipicamente regionais.

E, recapitulando o programa, não posso deixar de falar sobre uma das minhas comidas favoritas no mundo, o torresmo. Comi vários deles ao longo dos episódios!

Crocante por fora, suculento por dentro, experimentei esta iguaria onde quer que fui: em Conceição do Ibitipoca, em “Beagá”, no Rio, em Bonito, em Tiradentes e em Ouro Preto. Você tem alguma descoberta gastronômica favorita de suas viagens? Te desafio a sair do comum e experimentar de mente – e boca! – aberta o que de melhor cada destino tem a oferecer. Surpreenda-se!

O que esperar para o futuro?

Se até agora relembrei o passado do programa para até onde chegamos, é hora de falar sobre os próximos passos. Então, como fica o futuro?

Além de alguns destinos mais do que especiais, adianto o mais importante: continuarei cumprindo minha promessa de levá-los aos lugares mais interessantes da Terra ao meu lado, mergulhando na cultura, gastronomia, paisagens esbeltas e continuando a fazer conexões reais com pessoas que fazem a diferença em suas comunidades.

Afinal, gosto de enfatizar que o CNN Viagem & Gastronomia é “nosso”, uma vez que pertence ao plural.

E já anote aí: para os próximos programas, os vinhos, a comida e a tradição de Portugal estará em nossa rota. Aventuras na natureza e descobertas de trilhas e hotéis ao lado de um vulcão na Costa Rica também. Os cenários que parecem ter saído de um filme na Patagônia, com seu clima abaixo de zero e regiões remotas, prometem levá-los até os extremos da América do Sul.

No futuro breve, claro, continuaremos a realizar nosso trabalho cotidiano: o site continuará na ativa espelhando minhas aventuras pelo mundo e trazendo notícias sobre turismo e gastronomia; as redes sociais ainda serão como uma janela para novas descobertas em meio aos conteúdos do seu feed; e o canal no YouTube disponibilizará os programas na íntegra para que você me acompanhe em viagens sem precisar sair de casa.

Seja no passado, no presente ou no futuro, afirmo que o que fica são as histórias inspiradoras das mais diversas pessoas que encontro pelo caminho, além da vontade de te instigar a viver experiências ao redor do mundo que mudam nossas perspectivas e moldam nossa visão de mundo. Vamos comigo para a próxima aventura?


Mais Recentes da CNN